Apostila de Materiais e tecnologias

Apostila de Materiais e tecnologias

(Parte 1 de 11)

116

UNIVERSIDADEBANDEIRANTE

INSTITUTO POLITÉCNICO

DESIGNDEINTERIORES

APOSTILA

MATERIAIS E TECNOLOGIAS

CAMPUS ABC

Professores: GERSON FERRARI e JOÃO JORGE

INDICE

ALVENARIAS.................................................................... 3

GESSO.............................................................................. 8

DRY WALL........................................................................ 10

DIVISÓRIAS...................................................................... 11

CAIXILHOS........................................................................ 13

PORTAS............................................................................ 20

VIDROS............................................................................. 22

ILUMINAÇÃO.................................................................... 31

TINTAS.............................................................................. 35

VERNIZES................................................................ 36

POLÍMEROS............................................................. 38

REVESTIMENTOS............................................................ 47

CERÂMICA............................................................... 50

PISOS DE MADEIRA................................................ 74

PEDRAS.................................................................. 89

MARMORE ..................................................... 90

GRANITOS...................................................... 91

ARGAMASSA........................................................... 93

BLOCOS (PISO E PAREDE )............................................ 94

LOUÇAS e METAIS........................................................... 104

TELHAS............................................................................. 114

VEGETAÇÃO ................................................................... 116

ESPECIAIS

CORIAN............................................................................... 109

VIDROTIL............................................................................. 112

LED...................................................................................... 34

ALVENARIAS

  • Pedras artificiais

  • Blocos de concreto - São elementos produzidos com dimensões de 19x19x39 cm e 15x19x39 cm, vazados com resistência a compressão de até 30 MPa, assentados com argamassa, ou podem ser utilizados em sistemas de construção em alvenaria armada.

  • Blocos de concreto leve - São elementos de concreto leve, fabricados a partir de uma mistura de cimento, cal, areia e pó de alumínio, autoclavado, que permite a formação de um produto de elevada porosidade, leve, resistente e estável. O produto é apresentado em blocos ou painéis, com dimensões e espessuras variadas, que permitem a execução de paredes de vedação e lajes.

  • Tijolos cerâmicos - Elementos fabricados por prensagem ou extrusão da argila, que após um processo de pré-secagem natural, passa pelo processo de queima controlada sob alta temperatura, produzindo blocos maciços ou furados com dimensões padronizadas e normatizadas. São tradicionalmente utilizados nas alvenarias de vedação nas construções.

  • Blocos de solo-cimento - São elementos fabricados a partir da massa de solos argilosos ou areno-argilosos mais cimento Portland, com baixo teor de umidade, em prensa hidráulica, formando tijolos maciços. Podem ser construídas também, paredes monolíticas, através do apiloamento da massa em formas deslizantes, entre pilares guia.

Tipos de tijolos

  • De acordo com as necessidades do projeto e a disponibilidade técnica e econômica pode-se especificar o material cerâmico de vedação dentro de uma vasta oferta de tipos de tijolos encontrados no mercado. Os de uso mais comum atualmente são tijolos de 4, 6 e 8 furos e ainda, em menor freqüência, os tijolos de 2 furos e maciços. A seguir, são mostrados os tijolos mais usados e suas características:

Tijolos Cerâmicos

Processo de assentamento

Sistemas e dimensões de paredes

Tipos de amarrações –

Consideram-se alvenarias amarradas as que apresentam juntas verticais descontínuas. A seguir, nas figuras, são mostrados os tipos de amarrações mais comuns para tijolos maciços ou de dois furos. Os esquemas também são válidos para outros tipos de tijolos cerâmicos ou blocos de concreto

GESSO

  • O GESSO É CONHECIDO A MAIS DE 9.000 ANOS .

  • O GESSO É UMA SUBSTÂNCIA, NORMALMENTE VENDIDA NA FORMA DE UM PÓ BRANCO, PRODUZIDA A PARTIR DO MINERAL GIPSITA (TAMBÉM DENOMINADA GESSO), COMPOSTO BASICAMENTE DE SULFATO DE CÁLCIO HIDRATADO. QUANDO A GIPSITA É ESMAGADA E CALCINADA>, ELA PERDE ÁGUA, FORMANDO O GESSO.

  • É PRODUZIDO ATRAVÉS DE UM PROCESSO DE ESMAGAMENTO E CALCINAÇÃO DO "GYPSUM" (ROCHA SEDIMENTARIA), TRANSFORMADO EM PÓ BRANCO QUE MISTURADO COM AGUA ENDURECE RAPIDAMENTE.EXISTEM MUITAS VARIEDADES DE GESSO, CADA UMA ADAPTADA A UMA FUNÇÃO DE DETERMINADO TRABALHO:CERAMISTA, FUNDIDOR, DECORADOR, DENTISTA, ETC.

  • SECA EM POUCO TEMPO, ADQUIRINDO SUA FORMA DEFINITIVA EM 8 A 12 MINUTOS, É USADO TAMBÉM PARA FUNDIR MOLDURAS, NA MODELAGEM E FIXAÇÃO DE PLACAS PARA FORRO.O GESSO NÃO É SÓ BONITO E BARATO, MAS PEÇAS CONFECCIONADAS COM ESTE MATERIAL APRESENTAM BOM ISOLAMENTO TÉRMICO E ACÚSTICO, ALÉM DE MANTER EQUILIBRADA A UMIDADE DO AR EM ÁREAS FECHADAS , DEVIDO À SUA FACILIDADE EM ABSORVER ÁGUA.

O gesso encontrado sob a forma de pó, blocos ou placas, presta-se a uma grande variedade de aplicações:- como revestimento de paredes, no lugar da massa fina;- para fundir molduras e na modelagem e fixação de placas para forro;- fabricar peças como sancas, molduras para tetos, colunas e placas para composição de paredes e forros rebaixados, que permitem embutir caixas de som e spots de luz;- como chapas de gesso acartonado (compostas basicamente por duas folhas de papel recheadas de gesso), também se prestam à execução de forros, além de permitir a construção de paredes divisórias.

  • Pintado, encerado, envernizado, resinado, metalizado... liso ou com relevos,como sancas, molduras para tetos, colunas, placas para composição de paredes e forros rebaixados em vários pedaços encaixados, ou em peça única, é um maravilhoso material para também desenvolver a criatividade artística (esculturas, baixos e altos relevos, objetos utilitários, etc.).

DRY WALL

Nos dias atuais, construir com qualidade e rapidez é importante, inicia-se pela escolha dos materiais e sistemas que ofereçam as melhores performances e soluções técnicas para as obras. Composta pelo aparafusamento de chapas de gesso sobre estruturas de aço galvanizado, as paredes de Divisória de Gesso representam uma inovação em virtude dos excelentes benefícios oferecidos por este sistema de vedação. A versatilidade na montagem, a flexibilidade para a execução de projetos personalizados e a resposta às mais diversas exigências técnicas tornam as paredes de Gesso Acartonado o sistema ideal para a divisão de ambientes internos. Por ser um dos sistemas mais leves que os sistemas tradicionais, por exemplo, com tijolos, oferecem uma significativa redução no peso da estrutura, além de um importante aumento da área útil dos ambientes por causa da sua menor espessura. Essas paredes, depois de acabadas, possuem a mesma aparência de uma parede de alvenaria.

Os Sistemas de Paredes de Gesso aceitam qualquer tipo de revestimento (azulejos, revestimento melamínico, papel de parede, pintura, etc.).Sua superfície perfeitamente lisa proporciona excelente acabamento.A execução desse tipo de material, o trabalho é cerca de três vezes mais rápido em comparação aos sistemas convencionais de alvenaria. Além disso, numa obra feita em alvenaria, o índice de desperdício de materiais chega a 30%, enquanto no Sistema, não passa de 5%. Tudo isso proporciona uma redução significativa nos custos totais da obra.

DIVISÓRIAS (modulares)

(Parte 1 de 11)

Comentários