anatomia em Enfermagem

anatomia em Enfermagem

(Parte 1 de 7)

PASSE POR AQUI – SOLUÇÃO EM CONCURSOS PÚBLICOS

APOSTILA ENFERMAGEM http://passeporaqui.webs.com

ANATOMIA HUMANA

Conteúdo desta Apostila

1. CABEÇA E PESCOÇO

1.1 Cavidade Craniana.

1.2. Face e Couro Cabeludo.

1.3. Órbita e Olhos.

1.4. Estrutura do Pescoço.

1

Utilize os links em cada conteúdo para transitar melhor pela apostila!

.5. Cavidade Nasal.

1.6. Cavidade Oral.

1.7. Laringe e Faringe.

2. TÓRAX

2.1. Cavidades Pleurais.

2.2. Pulmões.

2.3. Traquéia.

2.4. Brônquios.

2.5. Coração.

2.6. Vasos Sangüíneos.

2.7. Mediastino Anterior, Médio e Posterior.

3. ABDOME

3.1. Cavidade Abdominal.

3.2. Estômago e Intestinos.

3.3. Fígado.

3.4. Pâncreas.

3.5. Baço.

3.6. Rins.

3.7. Adrenal e Retroperitônio.

3.8. Vísceras Pélvicas.

3.9. Períneo.

Dicas Importantes

1. Organize seus estudos por temas, vá dos mais fáceis aos mais difíceis.

2. Procure sempre estudar no mesmo horário, em local calmo e tranquilo.

3. Crie roteiros de estudo, dispondo tópicos para cada dia.

4. Faça resumos dos assuntos estudados e crie fichas sintéticas.

5. Faça um questionário sobre cada assunto estudado.

6. Selecione dúvidas num bloco de anotações para apresentá-las ao professor.

7. Você pode usar uma música relaxante e em baixo volume durante os estudos.

8. Evite o uso de lápis, procure usar canetas. Em caso de erros, risque o assunto, sem apagá-lo.

9. Divida seu tempo de forma a concentrar seus estudos onde você tem mais dificuldade.

10. Crie grupos de estudos para tirar dúvidas e treinar os assuntos que você domina.

11. Faça uma leitura do assunto a ser visto em sala, antes da aula.

12. Utilize gravador para ter um arquivo das aulas em sala.

13. Pesquise em livros e revistas os assuntos do concurso, não se limite à apostila.

14. Estabeleça metas diárias para o que você precisa estudar.

15. Cole cartazes em seu quarto sobre os assuntos mais importantes.

Bons Estudos,

Equipe Passe Por Aqui.

1. CABEÇA E PESCOÇO

1.1 Cavidade Craniana.

Cavidade Craniana.

O crânio é uma estrutura óssea que protege o cérebro e forma a face. Ele é formado por 22 ossos separados, o que permite seu crescimento e a manutenção da sua forma. Esses ossos se encontram ao longo de linhas chamadas suturas, que podem ser vistas no crânio de um bebê ou de uma pessoa jovem, mas que desaparecem gradualmente por volta dos 30 anos.

A maioria dos ossos cranianos formam pares, um do lado direito e o outro do lado esquerdo. Para tornar o crânio mais forte, alguns desses pares, como os dos ossos frontais, occipitais e esfenóides, fundem-se num osso único. Os pares de ossos cranianos mais importantes são os parietais, temporais, maxilares, zigomáticos, nasais e palatinos. Os ossos cranianos são finos mas, devido a seu formato curvo, são muito fortes em relação a seu peso - como ocorre com a casca de um ovo ou o capacete de um motociclista.

Crânio

Pescoço

O pescoço é a parte do corpo dos vertebrados que une a cabeça ao tronco. É formado pelas sete vértebras cervicais que articulam com o crânio, com as clavículas e com a porção inferior (ou posterior) da coluna vertebral e é suportado por vários músculos que dão à cabeça os seus movimentos.

No seu interior encontram-se a laringe e a traquéia e, por trás dessas, a parte superior do esôfago; na parte frontal, estas estruturas e, ainda, a glândula tiróide são protegidas, de cima para baixo, pelo osso hióide, a cartilagem tiróide - que, no homem, recebe vulgarmente o nome de “maçã de Adão” - e a cartilagem crinóide. Lateralmente, por baixo da pele, notam-se os músculos esternos-mastóides (esternocleidomastoideu), os dois ramos da artéria carótida e da veia jugular e a glândula submandibular, por baixo da mandíbula.

Apesar destas proteções, o pescoço é um dos pontos fracos dos vertebrados, uma vez que, seccionando-o, o animal perde a vida, não só pela perda de grande quantidade de sangue, como principalmente por deixar de haver comunicação entre o cérebro e o resto do corpo. O enforcamento é outra forma de terminar a vida de um animal, por sufocamento; esta ação também pode ser realizada voluntariamente, como uma forma de suicídio.

1.2. Face e Couro Cabeludo.

Face e Couro Cabeludo.

Ossos da Face

           A Face é constituída por 14 ossos: dois ímpares e seis paresSendo a mandíbula um osso ímpar e o único móvel. O outro ímpar é o vômer, que juntamente com os 12 ossos restantes formam o bloco superior da calvária.

Os pares são: Maxila                      Zigomático (ou Malar)                      Palatino                      Nasal                      Lacrimal                      Concha nasal inferior

Mandíbula (maxilar inferior)                      - corpo                      - dois ramos: direito e esquerdoFunção mastigação

* dentes incisivos (I e II), caninos, pré-molares (I e II) e molares (I, II e II) - serotino = molar III

face é diferente de facies - fisionomia ou aspecto de uma pessoa

"inspeção, palpação, percussão, auscultação"

É o único osso móvel- cavidades onde estão os dentes: alvéolos / Gonfose

                      Acidentes principais da mandíbula                      - côndilo - se articula com o osso temporal                      - chanfratura ou incisura                      - processo coronóide

Articulação temporo-mandibular (ATM)           cavidade glenóide - onde se articula o condilo

Espinha de SpixLinha milo-hioidea

Forame da mandíbula           origina 3 nervos                       - aurículo-temporal                       - lingual                       - dental inferior ou alveolar -- sai do forame mentoniano

Apófises geni           - duas superiores            - duas inferiores

Maxila (ou Maxilar Direito e Esquerdo)            Formam 80% da aboboda palatina o palato duro           é oco (seio de Ygmore)                      - resistente                       - menos peso                      - ressonância da voz           ajuda a formar a cavidade orbitária

           20% do palato duro é formado pelos ossos palatinos

Osso Zigomático ou malar (forma a maçã do osso) não é pneumático, facilmente fraturável, muito visível em pessoas magras

Palatinos            São ossos pequenos, responsáveis por 20% do teto da boca.

Unguis ou Lacrimal            Osso par, pequeno, localizado na cavidade orbitária.

Cornetos ou conchas            São saliências, prateleiras, que se encontram na parede da cavidade nasal.           Temos as conchas: inferiores, Individualizados (próprios da face)                                                                  Médios e Superiores, são parte do osso etmóide

Vômer (pá de arado)           Osso ímpar, ajuda a formar o septo nasal           - encontra-se com a lâmina perpendicular do etmóide - forma o septo

Músculos da Face

Músculos da Mastigação                                                       - profundos - músculos

- Músculo Temporal           Origem: parietal, temporal, frontal, esfenóide           Inserção: processo coronóide da mandíbula            Função: elevar a mandíbula           as fibras posteriores fazem a retração

- Músculo Masseter           Origem: zigomático           Inserção: na face lateral do ramo da mandíbula           Função: elevar a mandíbula

Trismo - quando o Masseter se contrai violentamente. Por exemplo devido ao tétano (fica contraído)

(Parte 1 de 7)

Comentários