Feneis Relatorio 1999

Feneis Relatorio 1999

(Parte 1 de 7)

RELATÓRIO ANUAL DE 19

01. FENEIS – MATRIZ – RIO DE JANEIRO

CNPJ 29.262.052/0001-18 Registro Civil das Pessoas Jurídicas nº 133865 de 1/07/94 Atestado de Registro do CNAS nº 23002.000536/8-25 de 09/05/1989 Certificado de Fins Filantrópicos do CNAS de 09/04/9 nº 44006.001387/97-61 Reconhecida de Utilidade Pública Municipal Lei nº 2797 de 30 de Abril de 1999 Reconhecida de Utilidade Pública Estadual Lei nº2293 de 13 de Julho de 1994 Reconhecida de Utilidade Pública Federal Decreto de 12 de Julho de 1999 – DOU de 13 de Julho de 1999 Registro do Conselho Municipal de Assistência Social nº 0240/9 Inscrição Estadual – Isento Filiada à Federação Mundial de Surdos Sede Própria: Rua: Major, 379 - Tijuca – Rio de Janeiro/RJ CEP: 20.511-140 PABX: (21) 567-4800 E mail: feneis@ruralrj.com.br

02. FENEIS – ESCRITÓRIO REGIONAL DE MINAS GERAIS

CNPJ 29.262.052/0002-07 Registro Civil das Pessoas Jurídicas nº 87.829 Reconhecida de Utilidade Pública Municipal Decreto nº 10.108 de 27 de Dezembro de 1999 Reconhecida de Utilidade Pública Estadual Lei nº 13.426 de 27 de Dezembro de 1999 Registro no Conselho Municipal de Assistência Social/MG nº 0263 Inscrição Estadual: Isento Rua Albita, 144 - Cruzeiro – Belo Horizonte/MG Telefax: (0XX) 31 225-08 E mail: feneis@feneis.com.br

03. FENEIS – ESCRITÓRIO REGIONAL DE SÃO PAULO

CNPJ 29.262.052/0003-80 Rua: Timburiá, 91 – Vila Mariana – São Paulo/SP CEP: 04119-080 E mail: feneis@surdos.com.br

04.FENEIS – ESCRITÓRIO REGIONAL DO RIO GRANDE DO SUL

CNPJ 29.262.052/0004-60 Rua: Castro Alves, 442 – Rio Branco – Porto Alegre/RS CEP: 90.430-130 Tel: (0XX) 51 321-4244 Fax: (0XX) 51 321-4334 E mail: feneisrs@ez.com.br

WEB SITE DA FENEIS NA INTERNET http:w.feneis.com.br

01- APRESENTAÇÃO
4
FENEIS
5

02- O QUE É A

DESENVOLVIMENTO
FILIADAS
17

04- ENTIDADES

PRODUTIVO
18

05- SETOR

ANUAL
20
07- DIRETORIA
2
08- AGRADECIMENTOS

01- APRESENTAÇÃO

A FENEIS, Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos, fundada há 12 anos para defender os direitos da comunidade surda brasileira, vem apresentar seu Relatório Anual das atividades desenvolvidas durante o ano de 1999, certa de que cumpriu com a tarefa de representar esta comunidade e garantir a melhoria da qualidade de vida da mesma. Afinal de contas, 1999 trouxe muitos e muitos trabalhos e motivações para uma conscientização global mais concreta da importância do bem estar social, da relevância de uma qualidade de vida ótima dos surdos, enquanto seres sociais. Iniciativas de várias modalidades foram eficientes e se mostraram mais numerosas e de qualidade muito melhor, indicando perspectivas promissoras para um novo milênio que vai começar. Especificamente na nossa luta e de acordo com o nosso interesse, 1999 mostrou a solidificação de novos ideais igualitários, uma vez que surdos têm conseguido se manifestar e participar da vida social primeiro como seres humanos e, então, como cidadãos brasileiros. Todos temos mostrado fortes garras na busca de um mundo melhor, com absoluto senso de realidade, onde as diferenças são vistas como características individuais que podem ser reconhecidas e que carregam possibilidades de convivência.

Antônio Campos de Abreu Diretor-Presidente

02- O QUE É A FENEIS?

A história do movimento surdo se confunde com a história da Federação, pois seu funcionamento está intimamente relacionado à luta da comunidade surda brasileira, ansiosa por ver sua comunicação ser respeitada em todos os seus aspectos.

Desde 26 de setembro de 1856, a surdez foi pensada pelos surdos, que, de dentro do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), no Rio de Janeiro, se aliava aos educadores comprometidos com a compreensão na defesa da Língua de Sinais.

Portadoras de Deficiências, a FENEIS conquista e legitima o seu espaço

Ao longo dos anos, surgem Associações de Surdos, como a do Rio de Janeiro, que dá novo ânimo à comunidade representada. A queda da FENEIDA (Federação Nacional de Educação e Integração dos Deficientes Auditivos), em 1986 e a fundação da FENEIS em 1987, também no Rio de Janeiro, funcionam como mais um grande passo pela autonomia e libertação da comunidade surda brasileira, representada, naquela época, por cerca de dez Associações de Surdos. Com o apoio de pessoas sensibilizadas, a partir do Ano Internacional de Pessoas

Durante os sete anos seguintes a Federação se fortaleceu e preparou-se para se descentralizar, com o sonho de fundar seus Escritórios Regionais que viriam suprir demandas diferenciadas da comunidade. Hoje, com doze anos de existência, a FENEIS se orgulha do trabalho que vem realizando com esforço e consciência de que a audácia e a coragem fazem parte do fazer de cada dia.

Como Entidade filantrópica, de cunho civil e sem fins lucrativos, trabalha para representar as pessoas surdas, tendo caráter educacional, assistencial e sócio cultural. Uma das principais finalidades da Federação é buscar a realização de trabalhos que venham estar atendendo, dentro de suas condições, as demandas desta comunidade no Brasil.

A FENEIS é filiada à Federação Mundial de Surdos (FMS/WFD), que tem sede e administração na Finlândia. Esta última tem como meta básica a defesa dos direitos dos surdos, possuindo relações intrínsecas com a ONU, UNESCO, OEA e OIT, no sentido de juntas garantirem os direitos culturais, sociais e lingüísticos dessa população em todos os continentes e com a qual a FENEIS mantém intercâmbio constante, recebendo informações científicas de todas as áreas envolvidas.

01. MATRIZ

Sede da FENEIS situada no Rio de Janeiro, onde estão localizados a Assessoria Jurídica, a Secretaria, a Coordenação Nacional de Intérpretes, a Administração Geral, o Setor de Comunicação Social, o Setor de Recursos Humanos, o Setor Pessoal, o Setor de Contabilidade e de onde partem os intercâmbios com seus Escritórios Regionais, com os quais mantém contatos diários e com os Conselhos de Representantes localizados em diversos Estados do território brasileiro. Como eixo central da organização da Entidade, a Secretaria realiza o intercâmbio de correspondências, elaborando ofícios e cartas, prestando informações referentes ao trabalho da Entidade, bem como aqueles relacionados à comunidade surda, contatos diários com os Escritórios, organização e controle do pagamento da taxa de filiação proveniente as Entidades Filiadas, arquivo, contatos telefônicos, expedição de comunicações internas, divulgação de eventos, recepção de visitas interessadas pelo tema e pelo trabalho, confecção das atas de reuniões e outras atividades que forem solicitadas à mesma.

02. ESCRITÓRIOS REGIONAIS –

Minas Gerais: instalado em 15/janeiro/1994, em Belo Horizonte, onde está sediada a presidência atual. Desenvolve programas de inserção dos surdos no mundo do trabalho através de seu setor de Recursos Humanos, além de promoção de cursos/eventos diversos e prestação de outros serviços à comunidade.

São Paulo: instalado em 15/abril/1997, em São Paulo, onde está situada a

Coordenação Nacional de Língua de Sinais. Atua, ainda, na prestação de serviços, na celebração de convênios com universidades, na realização dos cursos de LIBRAS e orientações à comunidade.

Rio Grande do Sul: instalado em 16/12/1997, em Porto Alegre, recebe apoio do NUPPES (Núcleo de Pesquisas em Políticas Educacionais para Surdos) da UFGRS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Também atua nas áreas de LIBRAS, Educação, Intérpretes, Saúde, Assistência Social e Comunicação, promovendo cursos e eventos, estabelecendo convênios para colocação de surdos no mercado e realizando pesquisas científicas juntamente com profissionais da área.

03- ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

OBJETIVO: De acordo com finalidade específica, sua tarefa central é desenvolver a divulgação das necessidades da comunidade surda, a fim de conseguir o apoio necessário para prestar os serviços de assistência social a qual se destina fazer.

JUSTIFICATIVA Diante disto, sua atuação beneficente tenta obter recursos junto a Entidades diversas para poder oferecer serviços e promover suas atividades – motivo pelo qual prescinde da participação integrada de toda a Diretoria.

PARTICIPAÇÕES DA FENEIS EM 1999: 01. Eventos:

Participação na palestra sobre “Estudos sobre Surdez” realizada pela

Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, contando com a presença de representante da Universidade de Gallaudet, única universidade para surdos no mundo;

Participação no Seminário “Dimensões Lingüísticas e Culturais na Educação de

Surdos”, promovido pela Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte;

Participação no Seminário “Discriminação, Trabalho e Cidadania”, promovido pelo Ministério Público do Trabalho – Procuradoria Regional do Trabalho – 3ª Região/ Belo Horizonte;

Participação na Festa Junina promovida pela Associação de Surdos de Minas

Gerais, em Belo Horizonte; Participação na Festa Junina da Sociedade de Surdos de Belo Horizonte,

Participação na Reunião Especial sobre “Governança e Empreendimentos

Comunitários”, promovido pela Câmara Municipal de Belo Horizonte;

Participação nas solenidades comemorativas dos 43 anos de aniversário de fundação da Associação de Surdos de Minas Gerais;

Participação do IX Encontro de Surdos e Ouvintes de Divinópolis/MG, promovido pela Assistência Áudio Visual para Deficientes Auditivos;

Participação da VI Semana da Pessoa Portadora de Deficiência “Artes sem

Barreiras”, dentro da Feira de Artesanato de Belo Horizonte;

Participação nas solenidades comemorativas dos 20 anos de aniversário de fundação da Sociedade de Surdos de Belo Horizonte;

Participação da I Conferência Municipal de Assistência Social de Belo

Horizonte;

(Parte 1 de 7)

Comentários