Apostila de Acionamentos Elétricos

Apostila de Acionamentos Elétricos

(Parte 1 de 9)

Prof. Marcos Daniel Zancan 2008

Acionamentos Elétricos

1. INTRODUÇÃO

Neste módulo iremos estudar de forma prática e objetiva, conteúdos básicos que auxiliarão na escolha, construção, instalação e manutenção de chaves de partida e seus equipamentos de acionamento e proteção. A escolha de um sistema de acionamento e proteção merece muita atenção, pois dela dependem a durabilidade do sistema e o funcionamento correto dos circuitos de motores e conseqüentemente das máquinas a serem acionadas.

2. IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO

2.1. Proteção: • Do operador contra acidentes;

• Do motor contra:

- Falta de fase; - Sobrecarga;

- Curto-circuito;

- Sobretensões e subtensões;

- Ambientes quentes;

- Queda no fornecimento de energia;

• Das instalações contra avarias causadas por pico na ligação e comutação;

• De outros equipamentos e consumidores instalados próximo ao motor;

2.2. Versatilidade: • Ligação rápida e segura do motor;

• Utilização de comando manual ou automático com dispositivos como temporizadores, sensores, pressostatos, termostatos, chaves fim de curso, etc.

• Simplificação do sistema de operação e supervisão da instalação.

3. TERMINOLOGIA

3.1. Acionamento Manual:

Componente mecânico de acionamento de um equipamento. Exemplo: botão de comando, alavanca, etc.

Acionamentos Elétricos

3.2. Acionamento por corrente alternada (CA): Circuito de comando alimentado por corrente alternada.

3.3. Acionamento por corrente continua (C): Circuito de comando alimentado por corrente contínua.

3.4. Botão:

Designação dada a dispositivos de comando, aos quais pertencem os botões de comando de diversos tipos, que possibilitam o acionamento ou interrupção da corrente de comando. Podem ser do tipo pulsante ou travante, com contatos normalmente abertos ou normalmente fechados, ou ambos.

3.5. Botão de comando de fim de curso:

Botão acionado mecanicamente para sinalização, comando e limitação de curso. O miolo da botoeira é que contém os contatos e os terminais do dispositivo fim de curso.

3.6. Botão Sinalizador:

Botoeira com botão transparente de forma tal, que se obtenha, assim como no sinalizador luminoso, uma indicação ótica dada por uma lâmpada embutida no mesmo.

3.7. Capacidade de Interrupção:

Máxima corrente que um dispositivo de manobra ou proteção (contator, disjuntor, chave seccionadora, etc) pode interromper em condições definidas.

3.8. Categoria de Emprego:

Classificação dos dispositivos de comando de cargas de acordo com as finalidades para as quais são previstos.

3.9. Chave:

Dispositivo de manobra mecânico, capaz de ligar, conduzir e interromper correntes sob condições de sobrecarga previstas e, também, de conduzir por tempo especificado, correntes sob condições anormais pré-estabelecidas, tais como as de curto-circuito. Certos tipos de chaves podem ligar mas não interromper correntes de curto-circuito.

Acionamentos Elétricos

3.10. Chave Principal:

Dispositivo que comanda o circuito principal de alimentação, ligado direto ao consumidor, passando através desse a corrente de operação.

3.1. Chave Seccionadora:

Dispositivo que na condição aberta, satisfaz as exigências de distância de isolação especificadas.

3.12. Chave Seccionadora sob Carga: Dispositivo que permite operar o circuito com sua carga ligada.

3.13. Circuito auxiliar ou de comando:

Circuito por onde são acionados os dispositivos de manobra. Pode ser usado para fins de medição, comando, travamento e sinalização.

3.14. Circuito principal:

Circuito formado pelas partes mais importantes, incluindo os contatos principais, destinados a conduzir a corrente de operação.

3.15. Contato: Parte de um dispositivo de manobra, através da qual um circuito é ligado ou interrompido:

• Contato NF (Normalmente Fechado): Contato que abre, quando do estabelecimento, e fecha quando da interrupção;

• Contato NA (Normalmente Aberto): Contato que fecha, quando do estabelecimento, e abre quando da interrupção;

• Contato auxiliar:

- Contato de chave auxiliar; - Contato inserido em um circuito auxiliar e operado mecanicamente pelo contator.

(Parte 1 de 9)

Comentários