(Parte 1 de 14)

Algoritmo

Curso Técnico de Informática Industrial

Apostila de Algoritmos

Estudo das formas para representação do pensamento lógico através de técnicas de desenvolvimento de algoritmos. Representação e manipulação de dados. Construções de algoritmos seqüenciais, condicionais e com estruturas de repetição. Manipulação de estruturas de dados homogêneas e heterogêneas e utilização de sub-rotinas.

Fornecer elementos e técnicas que capacitem o aluno a construir algoritmos, através da identificação dos passos ou ações necessários para transformar um conjunto de dados de entrada em informações de resultado, promovendo dessa forma, um ambiente de prática da lógica de programação.

1.Algoritmo Básico 1.1. Pascal 2.Conceitos Básicos 2.1.Lógica(problemas, solução e resultado) 3.Definição de Algoritmo e Pseudocódigo 4.Algoritmo cotidiano X Algoritmos Computacionais 5.Conceitos básicos do funcionamento do computador e da memória 6.Defini~]ao de variáveis, constantes e tipos primitivos 7.Estruturas Seqüenciais e Estruturas de Seleção 7.1.Comando de Atribuição 7.2.Operadores aritméticos e funções matemáticas 7.3.Comandos de entrada e saída 7.4.Operadores relacionais e operadores lógicos 7.5.Estrutura de seleção simples 7.6.Estrutura de seleção composta 7.7.Estrutura de múltipla escolha 8.Estrutura de repetição 8.1.Conceito de contador e acumulador 8.2.Repetição com teste no início (enquanto) 8.3.Repetição com teste no fim (repita) 8.4.Repetição com variável de controle (para) 9.Tipos Estruturados Homogêneos (vetores e matrizes)

Manzano, J. A.; Oliveira, J. F.: “Algoritmos - Lógica para desenvolvimento de Programação”. Érica. SP. p. 265. 1996.

Forbellone, A. L. V; Eberspächer, H. F. “ Lógica de Programação”. São Paulo, Ed. McGraw-Hill, 1993.

Lages, G.: “Algoritmos e Estruturas de Dados”. São Paulo, Ed. LTC,1988.

Tremblay, B.: “Ciência dos Computadores. Uma abordagem Algorítmica”. São Paulo, Ed. McGraw-Hill, 1985.

Algoritmo

CRONOGRAMA DAS AULAS: Cada aula eqüivale a 2 períodos (sujeito a alterações)

Aula 1-18 - Noções de Lógica. Fatores a serem considerados na construção dos Algoritmos. - Método para construir um algoritmo. Exercícios de fixação.

- Tipos de Informações, Dados (tipos primitivos de dados), Constantes x Variáveis, - Variáveis: uso, nomenclatura, declaração e atribuição. - Operadores matemáticos, funções matemáticas.

- Instruções (comandos ) básicos: entrada e saída, blocos de programas.

- Português estruturado. Exercícios de fixação. Algoritmos seqüenciais.

- Estruturas de controle - Algoritmos com seleção

- Desvio condicional simples. - Desvio condicional composto e aninhados.

- Múltiplas opções - Operadores lógicos . Exercícios de fixação.

- Algoritmos propostos - exercícios. Esclarecimento de dúvidas. Prova 1.

Aula 19-30- Estruturas de repetição - Algoritmos com repetição. - Tipos de Laços de repetição

- Contador, acumulador e Exercícios.

- Algoritmos propostos e exercícios. Esclarecimento de dúvidas. Prova 2.

Aula 31-45 - Estruturas de Dados Homogêneas

-Matrizes de uma dimensão (vetores). Algoritmos propostos. - Matrizes de mais uma dimensão. Algoritmos propostos.

- Estruturas de Dados Heterogêneas

- Registros. Exercícios

- Subalgoritmos

- Utilização de funções e procedimentos. Variáveis globais e locais. - Esclarecimento de dúvidas. Prova 3.

Algoritmo

Introdução

Noções de Lógica

Lógica é a forma correta de organizar os pensamentos e demonstrar o raciocínio de maneira correta. A utilização da lógica é a melhor forma de solucionar problemas e atingir objetivos. Sempre que se quer pensar, falar ou escrever corretamente, deve-se colocar os pensamentos em ordem. Exemplo:

- Todo mamífero é animal - Todo cavalo é mamífero

- Portanto, todo cavalo é animal

A lógica é muito importante em nossa vida, no dia - a - dia. Veja os exemplos abaixo: a) A gaveta está fechada.

A bala está na gaveta. Preciso primeiro abrir a gaveta, para depois pegar a bala.

b) Moramos em três pessoas.

Nenhum de nós dois quebrou o vaso de porcelana. Quem quebrou o vaso?

Algoritmos

Algoritmo é a forma organizada de expressar uma seqüência de passos que visam atingir um objetivo definido. Algoritmo é a lógica necessária para o desenvolvimento de um programa.

Apesar do nome estranho, os algoritmos são muito comuns no nosso cotidiano, como por exemplo, em uma receita de bolo. Nela estão escritos os ingredientes necessários e a seqüências de passos ou ações a serem cumpridos para que se consiga fazer um determinado tipo de bolo.

Em um modo geral, um algoritmo segue um determinado padrão de comportamento, com objetivo de alcançar a solução de um problema.

Padrão de comportamento: imagine a seqüência de números: 1, 6, 1, 16, 21, 26,Para determinar qual

será o sétimo elemento dessa série, precisamos descobrir qual é a sua regra de formação, isto é, qual é o seu padrão de comportamento.

Como a seqüência segue uma certa constância, facilmente determinada, somos capazes de determinar qual seria o sétimo termo ou outro termo qualquer.

Descrevemos então uma atividade bem cotidiana: trocar uma lâmpada. Apesar de parecer óbvia demais, muitas vezes fazemos este tipo de atividade inconscientemente, sem percebermos os pequenos detalhes. Vejamos como seria descrevê-la passo a passo:

- pegar uma escada; - posicionar a escada embaixo da lâmpada;

- buscar uma lâmpada nova;

- subir na escada;

- retirar a lâmpada velha;

(Parte 1 de 14)

Comentários