Apostila de manutenção de computadores e rede

Apostila de manutenção de computadores e rede

(Parte 1 de 10)

UNIDADE CENTRAL DE PROCESSAMENTO

A CPU (Central Processing Unit, ou Unidade Central de Processamento) é a parte de um computador que interpreta e leva as instruções contidas no software. Na maioria das CPU's, essa tarefa é dividida entre uma unidade de controle que dirige o fluxo do programa e uma ou mais unidades de execução que executam operações em dados.

Quase sempre, uma coleção de registros é incluída para manter os operadores e intermediar os resultados.

Quando cada parte de uma CPU está fisicamente em um único circuito integrado ela é chamada de microprocessador. Praticamente todas as CPU's fabricadas hoje são microprocessadores.

O termo CPU é freqüentemente usado de forma pouco precisa para incluir outras partes centricamente importantes de um computador, tais como caches e controladores de entrada/saída, especialmente quando aquelas funções estão no mesmo chip microprocessador da CPU.

Os fabricantes de computadores de mesa com freqüência equivocadamente descrevem como CPU o computador pessoal inteiro, chamando-o de a unidade de sistema ou algumas vezes a caixa branca, incluindo o gabinete do computador e os componentes sólidos (termo genérico "hardware" em inglês) que ele contém. Corretamente, a CPU, como unidade funcional, é aquela parte do computador que realmente executa as instruções (somar, subtrair, mudar de posição, agarrar, etc.)

Uma família de esquemas (ou desenho interno) de uma CPU é freqüentemente referida como uma "arquitetura de CPU".

DISPOSITIVOS DE ENTRADA, SAIDA E ENTRADA/SAIDA

I/O é um sigla para Input/Output, em português "Entrada/Saída". Este termo é utilizado quase que exclusivamente no ramo da computação (ou informática), indicando entrada (inserção) de dados por meio de algum código ou programa, para algum outro programa ou hardware, bem como a sua saída (obtenção de dados) ou retorno de dados, como resultado de alguma operação de algum programa, conseqüentemente resultado de algum input.

Introdução

Consideram-se periféricos todos os dispositivos de um sistema informático que não fazem parte da estrutura interna constituída pelo processador e pela memória interna.

Os periféricos são classificados em dispositivos de entrada, de saída, e de entrada/saída.

DISPOSITIVOS DE ENTRADA

Os dispositivos de entrada são dispositivos que canalizam informação do exterior (pessoas, máquinas) para o interior do computador.

 

Estes dispositivos convertem a informação em sequências próprias de bits, capazes de serem interpretadas pelo processador.

Teclado

O teclado é o dispositivo de entrada mais cumum, permitindo ao utilizador introduzir informação e comandos no computador.

Mouse

O rato é um dispositivo de entrada que permite ao utilizador percorrer e seleccionar itens no ecrã do computador.

 

Este dispositivo envia ao computador as coordenadas do cursor relativas aos movimentos no ecrã e ainda comandos activados pela selecção de itens.

Scanner

O scanner é um dispositivo que lê informação impressa em papel (texto e imagens) e a converte num formato digital.

Uma vez dentro do computador, essa informação pode ser armazenada, editada ou visualizada num monitor.

Sensores

Os sensores são dispositivos que permitem capturar valores de um dado processo contínuo e convertê-los para o formato digital, de modo a serem processados pelo computador.

Por exemplo, há sensores de temperatura, de velocidade e de luz. Estes dispositivos são utilizados frequentemente em processos de monitorização industrial.

Microfone

Um microfone é um dispositivo de entrada que permite introduzir som no computador, para posterior edição e/ou armazenamento.

 

Estes dispositivos encontram-se frequentemente em computadores multimedia.

DISPOSITIVOS DE SAÍDA

Os dispositivos de saídasão dispositivos que canalizam a informação do interior do computador para o seu exterior (pessoas, máquinas).

 

A acção destes dispositivos pode envolver a conversão da informação digital, proveniente do computador, para um outro formato.

Monitor

O monitor é um dispositivo periférico utilizado para a visualização de informação armazenada num sistema informático.

Data-Show

Os projectores de imagens, ou data-show, são dispositivos que permitem visualizar documentos electrónicos (texto, gráficos, imagens) armazenados num computador.

Estes dispositivos são colocados em cima de um retroprojector, e a sua ligação ao computador faz-se através do conector do monitor.

Impressoras

As impressoras são dispositivos que imprimem no papel documentos electrónicos (texto, gráficos, imagens) gerados ou editados no computador.

Há diversos tipos de impressoras, com diferentes funcionamentos, desempenhos e custos.

Audio

As colunas de som encontram-se frequentemente em sistemas com funcionalidades multimedia.

 

Estes dispositivos de saída convertem os ficheiros audio, que se encontram na forma electrónica, em sinais de pressão, transmitindo o som resultante.

DISPOSITIVOS DE ENTRADA/SAÍDA

Os dispositivos de entrada/saída são dispositivos capazes de canalizar informação do exterior para o interior do computador, assim como do interior para o exterior.

 

A acção destes dispositivos pode envolver a conversão da informação digital, proveniente do computador, para um outro formato, e vice-versa.

Discos Magnéticos

Os discos magnéticossão dispositivos de armazenamento de informação, externos ao conjunto formado pelo processador e pela memória principal.

 

Estes dispositivos são por vezes referidos como memória secundária.

Drives de Discos Magnéticos

As drivessão dispositivos que leem e escrevem dados nos discos magnéticos, canalizando a informação entre os discos e o processador ou a memória principal.

 As drives podem ser internas ou externas à unidade de sistema.

Placas de Expansão

As placas de expansão são dispositivos que se utilizam para extender as funcionalidades e o desempenho do computador.

Existe uma grande diversidade de placas de expansão, como, por exemplo, placas de rede, de vídeo, de som e de modem.

Modem

Um modem é um dispositivo utilizado na ligação de computadores através da rede telefónica pública.

(Parte 1 de 10)

Comentários