contabilidade Geral e Introdutória

contabilidade Geral e Introdutória

(Parte 6 de 6)

Esse assunto tem sido cobra em questões da ESAF, com a conotação de ser o capital de giro o próprio ativo circulante (aquele que compreende as disponibilidades, o realizável no curso do exercício social subseqüente e as despesas do exercício seguinte ou despesas antecipadas). É prudente assinalar desde já que não devemos confundir o capital de giro com as expressões capital

2 Sá, Antonio Lopes de, 1927 – Dicionário de contabilidade ?ª Lopes de Sá, Ana M. Lopes de Sá. – 9. Ed, ver. E ampl. – São Paulo: Atlas, 1994.

w.pontodosconcursos.com.br 36 circulante líquido ou capital de giro líquido, pois estas representam o ativo circulante menos o passivo circulante, isto é, os bens e direitos de curto prazo menos as obrigações de curto prazo (valores realizáveis no curso do exercício social seguinte e as obrigações exigíveis durante o exercício social seguinte).

w.pontodosconcursos.com.br 37

25. “A” e “B” constituíram a empresa comercial A & B Ltda., com capital de R$ 20.0,0, dividido em parte iguais. “A” integralizou em dinheiro R$ 5.0,0 e “B” integralizou em imóveis a totalidade do capital por ele subscrito. Depois dessas operações, o capital social realizado, o capital de terceiros e o capital próprio da empresa tinham, respectivamente, os valores de R$:

a) 20.0,0 15.0,0 5.0,0; b) 20.0,0 ZERO 20.0,0; c) 15.0,0 ZERO 15.0,0; d) 15.0,0 15.0,0 ZERO; e) 20.0,0 5.0,0 15.0,0.

26. (ICMS/MS/2000) A empresa Firma Ltda. tem registrado, na conta lucros acumulados, o montante de R$ 10.0,0, e na conta capital social, a cifra de R$ 10.0,0. Em 3 de janeiro de 20, foi decidido um aumento da conta capital social, mediante a utilização do total contabilizado na conta lucros acumulados. Assinale a alternativa abaixo que melhor reflete essa operação.

a) Somente diminuição do patrimônio líquido. b) Aumento do passivo e/ou diminuição do ativo. c) Não há nem aumento, nem diminuição no patrimônio líquido. d) Somente aumento do patrimônio líquido.

27. (TRF/ESAF/2000) Se determinada empresa decide aumentar o próprio capital com o aproveitamento das reservas existentes, terá que contabilizar esse fato administrativo da forma seguinte:

a) Capital social a Reservas; b) Capital a integralizar a Reservas; c) Capital a integralizar a Capital social; d) Reservas a Capital social; e) Reservas a Capital a integralizar.

28. (TÉC. CONTR. INTERNO) O balancete de verificação da Cia. Delta apresentava a seguinte posição em reais:

Contas Saldo 30.1.t1 Saldo 01.12.t1 Máquinas 8.50,0 8.50,0 w.pontodosconcursos.com.br 38

Caixa 18.0,0 18.0,0 Receita serviços 48.70,0 58.70,0 Capital 80.0,0 130.0,0 Depreciação acumulada 1.70,0 1.70,0 Serviços de terceiros 6.30,0 6.30,0 Lucros/prejuízos acumul. 14.20,0 - Material consumo (estoque) 15.0,0 15.0,0 Terrenos 30.0,0 30.0,0 Bancos c/mov. 62.30,0 62.30,0 Reservas de lucro 7.0,0 - Contas a pagar 9.70,0 9.70,0 Custos dos serviços 21.20,0 21.20,0 Clientes - 10.0,0 Veículos - 28.80,0

A estrutura de capital da empresa foi alterada. Os novos recursos, investidos na estrutura patrimonial pelos sócios foram de:

a) R$ 21.20,0; b) R$ 28.80,0; c) R$ 38.80,0; d) R$ 50.0,0; e) R$ 60.0,0.

29. Considerando: CP = capital próprio; CTe = capital de terceiros; CN = capital nominal; CTO = capital total à disposição da empresa; PL = patrimônio líquido; SLp = situação líquida positiva e A = ativo, podese afirmar que CTO é igual a:

a) CP + CTe = SLp; d) A (-) SLP; b) A + CTe; e) CP + CTe + CN. c) CP + CTe;

30. (TÉC. CONTR. INTERNO) A estrutura de capital da empresa Alagoas é representada por capital próprio, mais passivo real. O volume de capital próprio excedeu o investimento no ativo fixo no ANO I. Ao se admitir que não ocorreu, no ativo fixo, nenhuma modificação e que o capital circulante próprio passou a ser positivo no ANO I, poderemos justificar esse fato em função:

a) do lucro no exercício/ prêmio na emissão de debêntures/distribuição de dividendos; b) da reavaliação do ativo/ subscrição e integralização de capital/redução por distribuição de dividendos; c) do resultado positivo no exercício/ redução por distribuição de dividendos/doação e subvenções para investimentos recebidos; d) da reavaliação do ativo/ subscrição e integralização de capital/prejuízo do exercício; w.pontodosconcursos.com.br 39 e) do lucro no exercício/ subscrição e integralização de capital/ prêmio recebido na emissão de debêntures.

31. (PREFEITURA DE NATAL–RN–2001/ESAF) A firma Celta & Cia. Ltda. aplicou seu capital inicial da seguinte forma: 40% em máquinas compradas, à vista, por R$ 3.50,0, uma nota promissória emitida por um de seus sócios, no valor de R$ 3.0,0 e o restante em moeda corrente do país.

Em seguida essa empresa: – comprou mercadorias da Casa São Benedito, conforme nota fiscal no 2.315. O preço de compra foi de R$ 3.0,0. A Casa São Benedito obteve lucro de 20% nessa transação. A Celta pagou entrada de 20%, assinando duplicata pelo valor restante; – vendeu mercadorias por R$ 1.90,0, conforme notas fiscais de nos 002 a 049, recebendo como entrada apenas 40% do total; – pagou impostos e taxas, no valor de R$ 40,0;

– registrou salários e respectivos encargos, no valor bruto de R$ 90,0, para pagamento no mês seguinte; – registrou a baixa do estoque, no valor de R$ 1.30,0, referente ao custo das vendas.

d) rédito bruto de R$70,0;
e) rédito líquido de R$60,0.

Ao final da gestão acima transcrita, a empresa terá apurado: a) capital aplicado de R$ 8.750,0; b) capital próprio de R$ 8.050,0; c) capital alheio de R$ 3.780,0;

32. (AFRF/2002/ESAF) A Companhia Capcap de Negócios apresenta os seguintes valores relacionados ao capital próprio:

Capital autorizado R$ 10.0,0 Capital subscrito R$ 90.0,0 Capital integralizado R$ 70.0,0 Lucros acumulados R$ 20.0,0 Reserva de ágio na venda de ações R$ 19.0,0 Reserva para contingências R$ 17.0,0 Reserva de correção monetária R$ 16.0,0 Reservas estatutárias R$ 15.0,0 Reservas para investimento R$ 14.0,0 Reserva legal R$ 13.0,0 Reserva de reavaliação R$ 12.0,0 Agrupando corretamente os títulos acima, encontraremos: a) capital social no valor de R$ 10.0,0; b) capital a realizar no valor de R$ 30.0,0; c) reservas de lucros no valor de R$ 59.0,0; w.pontodosconcursos.com.br 40 d) reservas de capital no valor de R$ 47.0,0; e) patrimônio líquido no valor de R$ 216.0,0.

Na próxima aula apresentaremos o gabarito das questões propostas.

Sabemos que algumas questões são um pouco avançadas em face do conteúdo apresentado. Por isso, pedimos que não se estressem, pois no decorrer das aulas nós veremos o assunto pertinente a essas questões.

Por hoje ficamos por aqui e não se esqueçam de nos escrever para dirimir qualquer dúvida que por ventura possa ter surgido, porém antes dêem uma olhado no fórum, pois a dúvida de vocês pode ser a dúvida dos colegas e ela já pode ter sido respondida.

Desejamos a todos um produtivo estudo e muita paz!!!

Até a próxima aula com um abraço e agradecimento dos professores Velter e Missagia que esperam a presença de todos na aula 2.

(Parte 6 de 6)

Comentários