Simon Stevin (1548 - 1620)

Simon Stevin nasceu em Bruges, Flanders, Bélgica atual. Trabalhou como guarda livros em Antuérpia e balconista num escritório de cobrança de impostos de Bruges, antes de mudar-se para Leiden. Lá, entrou na escola para aprender latim; posteriormente, em 1583, ingressou na Universidade de Leiden, aos 35 anos de idade.

Em 1593, alistou-se no exército holandês onde permaneceu até o final de sua vida. Durante esse período, Stevin foi um excelente engenheiro: construiu muitas obras como moinhos de vento e portos.

Aprofundou-se em estática e teoria da hidrostática. Mostrou que a pressão de um líquido sobre uma superfície depende da altura do líquido e da área da superfície.

Stevin publicou onze livros, fez contribuições significativas à trigonometria, à geografia e à navegação. Em Wereldschrift , defendeu a tese de Copérnico segundo a qual o sol ocupava o centro do universo.

Tradução livre:"Escritos sobre o Mundo".

Em 1585, publicou sua obra De Thiende onde apresentou uma descrição elementar e completa sobre frações decimais. Embora não tivesse inventado os números decimais, pois já haviam sido usados pelos Árabes e pelos Chineses, foi ele quem introduziu sua utilização na Matemática.

Tradução livre:"O Decimal".

De particular importância foi a conceituação dos números reais - posteriormente aceita por praticamente todos os cientistas - e a utilização de números negativos por Stevin. Os números imaginários, por outro lado, não foram aceitos por ele e isto atrasou o seu emprego na Matemática.

Três anos antes de Galileo, em 1586, Stevin havia relatado que pesos diferentes caíam à mesma distância em intervalos de tempo iguais.

Simon Stevin morreu em Hague, na Holanda, aos 72 anos de idade.

Comentários