resistencia dos materiais

resistencia dos materiais

(Parte 1 de 11)

SENAI/SC Resistência dos Materiais 2

José Fernando Xavier Faraco Presidente da FIESC

Sérgio Roberto Arruda Diretor Regional do SENAI/SC

Antônio José Carradore Diretor de Educação e Tecnologia do SENAI/SC

Marco Antônio Dociatti Diretor de Desenvolvimento Organizacional do SENAI/SC

SENAI/SC Resistência dos Materiais 3

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Santa Catarina

Florianópolis – 2004

SENAI/SC Resistência dos Materiais 4

Não pode ser reproduzido, por qualquer meio, sem autorização por escrito do SENAI DR/SC.

Equipe Técnica:

Organizadores: Renato Antônio Schramm Joeci Casagrande

Coordenação: Adriano Fernandes Cardoso Osvair Almeida Matos Roberto Rodrigues de Menezes Junior

Produção Gráfica: César Augusto Lopes Júnior

Capa: César Augusto Lopes Júnior

Solicitação de Apostilas: Mat-didat@sc.senai.br

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Santa Catarina w.sc.senai.br

Rodovia Admar Gonzaga, 2765 – Itacorubi. CEP 88034-001 - Florianópolis - SC Fone: (048) 231-4290 Fax: (048) 234-5222

S474r
Florianópolis: SENAI/SC, 2004. 108p.

SENAI. SC. Resistência dos Materiais.

1. Resistência dos Materiais. 2. Sistema Internacional de Unidades. 3. Torção. 4. Flexão. I. Título.

CDU: 621.7.014.2

SENAI/SC Resistência dos Materiais 5

1 Sistema Internacional de Unidades (SI)7
1.1 Outras Unidades7
2 Vínculos Estruturais9
2.1 Introdução9
2.1.1 Vínculos de 1ª classe9
2.1.2 Vínculos de 2ª Classe9
2.1.3 Engatamento de 3ª Classe9
2.2 Estrutura10
2.2.1 Tipos de estruturas:10
3 Equilíbrio de Forças e Momentos12
3.1 Tração e Compressão12
3.2 Método das Projeções13
3.3 Momento de uma Força18
3.3.1 Exercícios Resolvidos20
4 Carga Distribuída24
4.1 Introdução24
4.1.1 Exemplos de Cargas Distribuídas24
5 Tração e Compressão26
5.1 Tração e Compressão26
5.2 Materials Dúcteis a Frágeis27
5.2.1 Material Dúctil27
5.2.2 Material Frágil28
5.3 Tensão Normal Φ28
5.4 Lei de Hooke29
5.5 Fator de Segurança30
5.5.1 Carga Estática30
5.5.2 Carga Intermitente30
5.5.3 Carga Alternada31
5.6 Tensão Admissível Φ ou Φ adm32
5.7 Exercícios32
6 Sistemas Estaticamente Indeterminados (Hiperestáticos)38
6.1 Introdução38
6.2 Tensão Térmica39
6.3 Exercícios40
7 Torção4 7
7.1 Introdução47
7.2 Momento Torçor ou Torque47
7.3 Potência ( P )48
7.4 Tensão de Cisalhamento na Torção (τ)49
7.5 Distorção ( γ )50
7.6 Ângulo de Torção ( θ )50
7.7 Dimensionamento de Eixos - Árvore50
7.8 Exercícios54
8 Cisalhamento Puro61
8.1 Definição61
8.2 Força Cortante Q61
8.3 Tensão de Cisalhamento ( τ )61
8.4 Deformação do Cisalhamento62
8.5 Tensão Normal ( σ ) e Tensão de Cisalhamento ( τ )62
8.6 Pressão de Contato σd63

SUMÁRIO 8.6.1 Pressão de Contato (Esmagamento)..........................................................63

SENAI/SC Resistência dos Materiais 6

8.7 Distribuição ABNT NB1464
ABNT 102064
8.8.1 Rebites64
8.8.2 Parafusos65
8.8.3 Pinos65
8.9 Exercícios65
9 Força Cortante Q e Momento Fletor M68
9.1 Convenção de Sinais68
9.2 Força Cortante Q69
9.3 Momento Fletor M69
9.4 Exercícios70
10 Flexão81
10.1 Introdução81
10.2 Flexão Pura81
10.3 Flexão Simples82
10.4 Tensão de Cisalhamento na Flexão86
10.5 Tensão Normal na Reflexão87
10.6 Dimensionamento na Flexão87
10.7 Deformação na Flexão89
10.8 Exercícios92
10.9 Aço e sua Classificação101

SENAI/SC Resistência dos Materiais 7

1 SISTEMA INTERNACIONAL DE UUNNIIDDAADESS ((SI))

Sistema MKS Giorgi

Comprimento M m (metro)

Massa K Kg (quilograma)

Tempo s s (segundo)

Ainda na Mecânica, ha dois outros sistemas, conforme mostram as tabelas a seguir.

Sistema CGS

Comprimento C cm (centímetro)

Massa G g (grama)

Tempo s s (segundo)

Sistema MK*S ou MKS Técnico

Comprimento M m (metro)

Força K* kgf (quilograma-força)

Tempo S s (segundo)

1..1 Outras Unidades

Nome Símbolo Fator de Multiplicação Exa E 1018 = 1 0 0 0 0 0 0 Peta P 1015 = 1 0 0 0 0 0 Tera T 1012 = 1 0 0 0 0 Giga G 109 = 1 0 0 0 Mega M 106 = 1 0 0 Quilo k 103 = 1000 Hecto h 102 = 100 Deca da 10 Deci d 10-1 = 0,1 Centi c 10-2 = 0,01 Mili m 10-3 = 0,001 Micro p. 10-6 = 0,0 001 nano n 10-9 = 0,0 0 001 pico p 10-12 = 0,0 0 0 001 femto f 10-15 = 0,0 0 0 0 001 atto a 10-18 = 0,0 0 0 0 0 001

SENAI/SC Resistência dos Materiais 8

Nome da Unidade Símbolo Valor do SI angstrom A 10-10 m atmosfera atm. 101325 Pa bar bar 105 Pa barn b 10-28 m2 *caloria cal 4,1868 J

*cavalo-vapor cv 735,5 W curie ci 3,7 x 1010 Bq gal Gal 0,01 m/s2 * gauss Gs 10-4 T hectare ha 104 m2 * quilograma-força kgf 9,80665 N

* milímetro de Hg mmHg 133.322 Pa (aproximado) milha marítima 1852 m nó 1852/3600 m/s milha marítima por hora

* quilate rad

2 x 10-4 kg não confundir com ligas de ouro 0,01 Gy

SENAI/SC Resistência dos Materiais 9

2 VÍNCULOS ESTRUTURAIS

(Parte 1 de 11)

Comentários