relatório determinaçao de curva caracteristica de agua no solo

relatório determinaçao de curva caracteristica de agua no solo

1 INTRODUÇÃO

1.1 Determinação da curva característica de água no solo A curva característica do solo (CAD) é um gráfico que relaciona o potencial de água do solo com a umidade à base de volume do mesmo. Como a maior variação da umidade do solo se dá na faixa inferior à 1000 centímetros de coluna de água, ou 1 atm, e a curva característica compreende desde a saturação (0 atm ou centímetros de coluna de água) até 15 atm (15.0 centímetros de coluna de água), é comum a representação do potencial matricial em logarítmo do módulo do potencial matricial, uma vez que ele é negativo.

Com base em leitura dos potenciais matriciais de água do solo, através de tensiômetros, e a curva característica do solo pode-se determinar qual o esgotamento máximo de água do solo. Este ponto passa a ser chamado de tensão crítica de manejo, sendo que ao atingir este nível deve ser iniciada a irrigação. À rigor, o potencial matricial tem o seu valor negativo, portanto, quanto menor seu valor, menor também será a umidade do solo.

2 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Determinação da curva característica de água no solo A curva de retenção de água no solo pode ser determinada pela relação entre o potencial matricial (tensão) e a umidade do solo. Devido a sua grande complexidade ela pode ser medida na prática por meio de instrumentos de pressão ou sucção em laboratórios ou por meio de tensiômetros em campo.

A partir dos dados de umidade obtidos com seus respectivos potenciais matriciais promovemos o ajuste da curva de retenção através de alguns modelos matemáticos.

3 MATERIAIS E MÉTODOS Determinação da curva característica de água no solo

3.1 Materiais l Dados de campo l Software de ajuste

3.2 Métodos

Em sala de aula foram fornecidos os dados necessários para os cálculos de umidade, usando a formula . Após calculados as umidades, usamos um software para achar os parâmetros de ajuste da curva de retenção de água no solo.

Tendo a cursas de retenção ajustadas, foi calculado a lamina de água na profundidade de 30cm e com a pressão de 1bar. Para encontrar o lamina foi pego a umidade no ponto de murcha e a 100 kPa, achamos a diferença entre os dois e multiplicamos pela profundidade de 300mm.

2.RESULTADOS E DISCUSSÃO 4.1 Determinação da curva característica de água no solo Dados experimentais

Tabela 4.6.3. Argissolo Amarelo Arênico Distrófico.

Perfil 03 – Argissolo Amarelo Arênico Distrófico HorizonteAnelMASSA DO ANEL (g) NAS SEGUINTES PRESSÕES (kPa)

(cm³) TARA

Tabela 4.6.4. Latossolo Vermelho Amarelo Distrófico A Húmico.

Perfil 04 – Latossolo Vermelho Amarelo Distrófico A Húmico HorizonteAnelMASSA DO ANEL (g) NAS SEGUINTES PRESSÕES (kPa)

(cm³) TARA

Resultados Tabela 4.6.5. Umidades obtidas.

PERFILUMIDADE (%PESO) NAS SEGUINTES PRESSÕES (kPa) SATURADO 2 6 10 20 30 50 75 100 300

Para calcular os resultados da tabela 1 foram usados as formulas:

V H2o = (Massa do Anel) – (Massa Seca) θ = V H2O/Vsolo

Tabela 4.6.6. Parâmetros de ajuste de gráfico.

PERFIL Parametros de ajuste da

Curva Umidade

Utilizando o software, achamos todos os parâmetros de ajuste, com isso conseguimos traçar um gráfico melhor e com mais pontos de pressão, assim podemos achar a lamina de água retida no solo.

Tabela 4.6.7. Resultados utilizados no Gráfico de retenção Ajustado

Log Ψm

Perfil 1 [θ

Perfil 2 [Ѳ

Gráfico 4.6.1. Retenção de água no solo.

Gráfico 4.6.2. Retenção de água no solo Ajustado 4

Através do gráfico de retenção é possível se ter uma idéia das características da água em determinado solo.

No gráfico 2 podemos notar que o perfil 1 tem uma umidade maior que o perfil dois, porem quando fizemos as contas de lamina de água na profundidade de 30 cm, os dois perfis deram a mesma quantidade de água. Isso se deve pois as duas curvas tem um comportamento muito semelhante, assim dando o mesmo delta de umidade do entre o ponto de murcha e o ponto a 1bar de pressão.

Para melhor exemplificar, será demonstrado a baixo as contas para o lamina de água nos dois perfis.

Através do Gráfico característico da Água ajustada, pegamos a umidade no ponto de murcha e a 100 kPa, achamos a diferença entre os dois e multiplicamos pela profundidade desejada. O resultado encontrado foi igual para os dois perfis.

(Perfil 3) Lamina de Agua = (0,21 – 0,14)*300 = 21 m (Perfil 4) Lamina de Agua = (0,17 – 0,10)*300 = 21 m

Como demonstrado nas contas acima, teremos uma lamina de água de 21 m na profundidade de 30 cm. Mostrando um comportamento similar das duas curvas.

5. CONCLUSÕES

Comentários