CLADOGRAMAS

Partes de um cladograma

  • O nó terminal indica um táxon (Unidade taxonômica operacional - Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie)

  • Os ramos (ou galhos) indicam o ancestral do grupo (táxon) que o segue.

    • Por exemplo, no cladograma acima, o ramo interno marcado com 1 indica o ancestral comum de A e B.

  • A raiz indica o ancestral comum de todos os táxons da árvore (A, B e C)

  • Os nós internos indicam os pontos de divergência (cladogênese) – onde o ancestral comum originou os ramos subseqüentes.

Grupo-irmão

  • Grupo irmão: grupos (táxons, ou OTU) que compartilham um ancestral comum mais recente são chamados de grupos irmãos.

    • Na figura acima, por exemplo: A e B são grupos irmãos (A é irmão de B e vice-versa); C é grupo irmão de A+B

Grupos monofiléticos e não-monofiléticos

  • Grupo Monofilético: inclui todos (e somente) os descendentes do ancestral comum mais recente

  • Grupo não monofilético:

- não inclui todos os descendentes do ancestral comum mais recente (parafilético)

- inclui mais do que um ancestral comum mais recente (polifilético)

Caracteres

  • Nos cladogramas, os caracteres são marcados como traços nos ramos onde eles surgiram, seguidos de um número, ou letra, ou descrição.

    • No cladograma abaixo, célula eucariota, tecidos, crânio, pulmões e pêlo são caracteres, marcados com traço vermelho.

  • As relações de parentesco mostradas em um cladograma são estabelecidas em função das homologias (caracteres homólogos).

  • Uma homologia é um caráter compartilhado entre duas ou mais espécies que estava presente em seu ancestral comum (mesma origem).

  • Cada caráter indicado no cladograma abaixo é um caráter homólogo dos descendentes de um dado ancestral.

    • Por exemplo, os pulmões de lagartixas e ratos são homólogos; as células eucariotas de fungo, mariposa, peixe, lagartixa e rato, são homólogas; o crânio de peixe, lagartixa e rato é homólogo.

  • Uma homologia pode ser ancestral (plesiomorfia) ou derivada (apomorfia).

  • A homologia ancestral (plesiomorfia) é “primitiva”, mais antiga.

  • Uma homologia derivada (apomorfia) é mais recente.

    • Por exemplo, a presença de pulmão é uma plesiomorfia do rato. O pulmão já estava presente em um ancestral mais antigo, que originou lagartixa e rato. A presença de pêlo é uma apomorfia de rato: é um caráter que surgiu no grupo dos ratos, não estava presente em ancestral anterior a ele.

Comentários