(Parte 3 de 10)

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 13

Exemplos de Diagrama de Bloco “CHUPAR UMA BALA” “CALCULAR A MÉDIA DE 4 NOTAS

Veja que no exemplo da bala seguimos uma seqüência lógica somente com informações diretas, já no segundo exemplo da média utilizamos cálculo e exibimos o resultado do mesmo.

Receber n1 Receber n2

Receber n3 Receber n4

Calcular Media=(n1+n2+n3+n4) / 4

Média

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 14

3.3 EXERCÍCIOS

1) Construa um diagrama de blocos que :

• Leia a cotação do dólar • Leia um valor em dólares

• Converta esse valor para Real

• Mostre o resultado

2) Desenvolva um diagrama que:

• Leia 4 (quatro) números • Calcule o quadrado para cada um

• Somem todos e

• Mostre o resultado

3) Construa um algoritmo para pagamento de comissão de vendedores de peças, levando-se em consideração que sua comissão será de 5% do total da venda e que você tem os seguintes dados:

• Identificação do vendedor • Código da peça

• Preço unitário da peça

• Quantidade vendida

E depois construa o diagrama de blocos do algoritmo desenvolvido, e por fim faça um teste de mesa.

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 15

4 Constantes, Variáveis e Tipos de Dados

Variáveis e constantes são os elementos básicos que um programa manipula. Uma variável é um espaço reservado na memória do computador para armazenar um tipo de dado determinado. Variáveis devem receber nomes para poderem ser referenciadas e modificadas quando necessário. Um programa deve conter declarações que especificam de que tipo são as variáveis que ele utilizará e as vezes um valor inicial. Tipos podem ser por exemplo: inteiros, reais, caracteres, etc. As expressões combinam variáveis e constantes para calcular novos valores.

4.1 Constantes

Constante é um determinado valor fixo que não se modifica ao longo do tempo, durante a execução de um programa. Conforme o seu tipo, a constante é classificada como sendo numérica, lógica e literal.

Exemplo de constantes:

4.2 Variáveis

Variável é a representação simbólica dos elementos de um certo conjunto. Cada variável corresponde a uma posição de memória, cujo conteúdo pode se alterado ao longo do tempo durante a execução de um programa. Embora uma variável possa assumir diferentes valores, ela só pode armazenar um valor a cada instante

Exemplos de variáveis

N1+N2+N3 CONSTANTE

Total = Produto * Quantidade

IDADE = 50

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 16

4.3 Tipos de Variáveis

As variáveis e as constantes podem ser basicamente de quatro tipos: Numéricas, caracteres, Alfanuméricas ou lógicas.

Numéricas Específicas para armazenamento de números, que posteriormente poderão ser utilizados para cálculos. Podem ser ainda classificadas como Inteiras ou Reais. As variáveis do tipo inteiro são para armazenamento de números inteiros e as Reais são para o armazenamento de números que possuam casas decimais.

Caracteres Específicas para armazenamento de conjunto de caracteres que não contenham números (literais). Ex: nomes.

Alfanuméricas Específicas para dados que contenham letras e/ou números. Pode em determinados momentos conter somente dados numéricos ou somente literais. Se usado somente para armazenamento de números, não poderá ser utilizada para operações matemáticas.

Lógicas Armazenam somente dados lógicos que podem ser Verdadeiro ou Falso.

4.4 Declaração de Variáveis

As variáveis só podem armazenar valores de um mesmo tipo, de maneira que também são classificadas como sendo numéricas, lógicas e literais.

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 17

4.5 EXERCÍCIOS 1) O que é uma constante? Dê dois exemplos.

2) O que é uma variável? Dê dois exemplos.

3) Faça um teste de mesa no diagrama de bloco abaixo e preencha a tabela ao lado com os dados do teste:

Salário Abono Salnovo 60,0 60,0 350,0

Recebe Salario

Recebe Abono

(Parte 3 de 10)

Comentários