(Parte 2 de 10)

• Procurar usar palavras que não tenham sentido dúbio

No capítulo anterior vimos que ALGORITMO é uma seqüência lógica de instruções que podem ser executadas.

É importante ressaltar que qualquer tarefa que siga determinado padrão pode ser descrita por um algoritmo, como por exemplo:

COMO FAZER ARROZ DOCE ou então CALCULAR O SALDO FINANCEIRO DE UM ESTOQUE

Entretanto ao montar um algoritmo, precisamos primeiro dividir o problema apresentado em três fases fundamentais.

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 9

Onde temos:

ENTRADA: São os dados de entrada do algoritmo PROCESSAMENTO: São os procedimentos utilizados para chegar ao resultado final SAÍDA: São os dados já processados

Analogia com o homem

2.4 Exemplo de Algoritmo

Imagine o seguinte problema: Calcular a média final dos alunos da 3ª Série. Os alunos realizarão quatro provas: P1, P2, P3 e P4.

Onde: Média Final =

Para montar o algoritmo proposto, faremos três perguntas: a) Quais são os dados de entrada?

R: Os dados de entrada são P1, P2, P3 e P4 b) Qual será o processamento a ser utilizado? R: O procedimento será somar todos os dados de entrada e dividi-los por 4 (quatro) c) Quais serão os dados de saída?

P1 + P2 + P3 + P4 4

P1 + P2 + P3 + P4 4

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 10

R: O dado de saída será a média final

Algoritmo

Receba a nota da prova1 Receba a nota de prova2 Receba a nota de prova3 Receba a nota da prova4 Some todas as notas e divida o resultado por 4 Mostre o resultado da divisão

2.5 Teste de Mesa

Após desenvolver um algoritmo ele deverá sempre ser testado. Este teste é chamado de

TESTE DE MESA, que significa, seguir as instruções do algoritmo de maneira precisa para verificar se o procedimento utilizado está correto ou não.

Veja o exemplo:

Nota da Prova 1 Nota da Prova 2 Nota da Prova 3 Nota da Prova 4

Utilize a tabela abaixo:

P1 P2 P3 P4 Média

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 1

2.6 EXERCÍCIOS

1) Identifique os dados de entrada, processamento e saída no algoritmo abaixo

• Receba código da peça • Receba valor da peça

• Receba Quantidade de peças

• Calcule o valor total da peça (Quantidade * Valor da peça)

• Mostre o código da peça e seu valor total

2) Faça um algoritmo para “Calcular o estoque médio de uma peça”, sendo que ESTOQUEMÉDIO = (QUANTIDADE MÍNIMA + QUANTIDADE MÁXIMA) /2

3) Teste o algoritmo anterior com dados definidos por você.

Curso Básico de Lógica de Programação _

Unicamp - Centro de Computação - DSCPágina: 12

3 Diagrama de Bloco

3.1 O que é um diagrama de bloco?

O diagrama de blocos é uma forma padronizada e eficaz para representar os passos lógicos de um determinado processamento.

Com o diagrama podemos definir uma seqüência de símbolos, com significado bem definido, portanto, sua principal função é a de facilitar a visualização dos passos de um processamento.

3.2 Simbologia

Existem diversos símbolos em um diagrama de bloco. No decorrer do curso apresentaremos os mais utilizados.

Veja no quadro abaixo alguns dos símbolos que iremos utilizar:

Símbolo Função

Indica o INÍCIO ou FIM de um processamento Exemplo: Início do algoritmo

Processamento em geral Exemplo: Calculo de dois números

Indica entrada de dados através do Teclado Exemplo: Digite a nota da prova 1

Mostra informações ou resultados Exemplo: Mostre o resultado do calculo

Dentro do símbolo sempre terá algo escrito, pois somente os símbolos não nos dizem nada. Veja no exemplo a seguir:

(Parte 2 de 10)

Comentários