Apostila sobre custos

Apostila sobre custos

(Parte 1 de 10)

w.pontodosconcursos.com.br 1

Caros amigos!

É como grande prazer que inicio este novo trabalho no Ponto dos Concursos. Desta vez, abordaremos a disciplina de Contabilidade de Custos voltada para o concurso de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo, a ser realizado pela VUNESP ou pela FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (Ainda não foi decidida qual será a banca, mas, pelas informações que temos tido, o edital do concurso deverá sair a qualquer momento).

Os dois últimos concursos para o referido cargo foram realizados pela VUNESP, nos anos de 1997 e 2002.

Como ainda não saiu o edital, o enfoque inicial do estudo terá como base o programa do último concurso realizado.

as demais que elaboram provas de concursos nas áreas fiscais

O desenvolvimento do trabalho será efetuado utilizando a sistemática que entendo ser a mais apropriada para a preparação eficaz em concursos públicos, qual seja, a da abordagem teórica inserida na dinâmica de resolução de questões de provas anteriores. Nesse contexto, examinaremos todas as questões da disciplina aplicadas nos concursos anteriores ao cargo, acrescidas de grande quantidade de questões elaboradas por outras bancas examinadoras, em essência, da Escola de Administração Fazendária – ESAF – e do CESPE/UNB, considerando a grande importância destas bancas como referência para

O nosso trabalho é realizado utilizando a lei das probabilidades, tendo como base a abordagem da matéria utilizada em concursos anteriores, assim como, as situações que ainda não foram cobradas e que estejam vinculadas ao programa da disciplina. Obviamente não temos “bola de cristal” para adivinhar exatamente tudo o que será cobrado, pois é comum surgirem novidades em termos de assuntos e de estilos de questões em provas. No entanto, a experiência mostra claramente, que os candidatos que obtêm sucesso são aqueles que estão altamente treinados na resolução de questões de provas anteriores e com os conceitos teóricos sedimentados, pois esses, mesmo diante de situações novas, terão chances muito maiores de chegarem às soluções do que os demais.

PDF processed with CutePDF evaluation editionwww.CutePDF.comPDF processed with CutePDF evaluation editionwww.CutePDF.comPDF processed with CutePDF evaluation editionwww.CutePDF.comPDF processed with CutePDF evaluation editionwww.CutePDF.com w.pontodosconcursos.com.br 2

Neste nosso primeiro encontro, trataremos de alguns conceitos muito importantes na compreensão da disciplina, uma vez que serão utilizados durante todo o curso.

Com base no exposto, basearemos a exposição nas principais obras da matéria e no programa do último concurso, o qual, por razões didáticas, não terá sua ordem seguida na íntegra.

Vamos ao trabalho.

AULA O: 1. CONTABILIDADE DE CUSTOS, FINANCIERA E GERENCIAL – Conceitos e Finalidades

Industrial

CONTABILIDADE DE CUSTOS é a área da ciência contábil que estuda os gastos referentes à produção de bens e serviços. Abrange a Contabilidade de Serviços e a Contabilidade Industrial. No Brasil, a Contabilidade de Custos refere-se, essencialmente, à Contabilidade

A Contabilidade de Custos (Contabilidade Industrial) aplica-se ao departamento de produção das empresas, tendo como objetivo controlar os diversos gastos envolvidos na fabricação dos produtos, tais como, Mão-de-Obra Direta e Indireta, Materiais Diretos (Matérias- Primas, Embalagens e Insumos) e Gastos Gerais de Fabricação, também chamados de Custos Indiretos de Fabricação (energia elétrica, depreciação e aluguéis da fábrica, entre outros).

A Contabilidade de Custos surgiu da necessidade de adaptação às empresas industriais dos critérios da Contabilidade Geral ou Financeira utilizados com sucesso no controle do patrimônio das sociedades comerciais. Enquanto na Contabilidade Geral ou Financeira busca-se o controle do patrimônio da empresa como um todo, na Contabilidade de Custos o objetivo imediato é a avaliação de estoques e do resultado.

Com o crescimento das empresas e o conseqüente distanciamento dos administradores, a Contabilidade de Custos passou a ser vista como um importante instrumento de auxílio da função gerencial. Surgiu, assim, a denominada Contabilidade Gerencial.

Esse novo ramo da contabilidade, que tem como finalidade o fornecimento de informações necessárias ao controle e tomada de decisão pelos administradores, por ser relativamente novo, ainda carece w.pontodosconcursos.com.br 3 de aperfeiçoamentos, cabendo reforçar a importância de adaptações dos critérios da Contabilidade de Custos para o bom desempenho dessa nova função gerencial.

2. TERMOS UTILIZADOS NA CONTABILIDADE DE CUSTOS – Distinções entre Gasto, Investimento, Custo, Despesa, Perda e Desembolso.

2.1 – GASTOS – São os sacrifícios necessários à obtenção de um bem ou serviço. Representam desembolsos imediatos ou a promessa de desembolsos futuros. Os gastos têm um sentido amplo, abrangendo investimentos, custos ou despesas.

2.2 – INVESTIMENTOS – São os gastos que têm como contrapartida um ativo.

2.3 - CUSTOS – São os gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens ou serviços.

2.4 – DESPESAS – Representam os bens ou serviços consumidos direta ou indiretamente para a obtenção de receitas.

Os gastos relativos aos demais departamentos, como os de Venda e Administrativo são considerados despesas.

Exercício 1: Identificar os itens a seguir relacionados como: 1. Investimentos 2. Custos 3. Despesas

( ) Salários do departamento administrativo ( ) Seguros das máquinas da fábrica ( ) Salários dos operários da fábrica diretamente ligados à produção ( ) Salários dos operários da fábrica encarregados da limpeza ( ) Aquisição de Matérias-Primas ( ) Consumo das Matérias-Primas na produção ( ) Comissões de Vendas ( ) Fretes e Seguros sobre Vendas ( ) Aquisição de Equipamentos w.pontodosconcursos.com.br 4

( ) Seguros dos Equipamentos da fábrica ( ) Aquisição de Embalagens ( ) Embalagens consumidas ( ) Juros Passivos ( ) Aquisição de material de escritório ( ) Material de escritório da administração consumido no período ( ) Energia elétrica da sede da sociedade ( ) Energia elétrica da fábrica ( ) Depreciação dos móveis e utensílios do departamento administrativo ( ) Encargos sociais dos operários da fábrica

Solução: Como já dissemos, custos são os gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens ou serviços; e despesas são bens ou serviços consumidos direta ou indiretamente para a obtenção de receitas. Os gastos envolvidos na produção dos produtos, tais como, Mão-de- Obra Direta e Indireta, Materiais Diretos (matérias-primas e embalagens utilizadas no processo produtivo), Gastos Gerais de Fabricação (energia elétrica, depreciação das máquinas de produção e aluguéis da fábrica, entre outros) são custos. Já os gastos relativos aos demais departamentos, como os de Venda, Administrativo e Financeiro são considerados despesas.

Regra geral, teremos o seguinte esquema:

Gastos do Departamento de

Produção (Fábrica) ⇓

Gastos dos Demais

Departamentos (Vendas,

Administrativos,

Financeiros) ⇓ ⇓

Custos Despesas ⇓ ⇓

Apropriados aos Produtos ⇓ ⇓

Quando Vendidos ⇓ ⇓

Lançados ao Resultado como Despesas (Custo dos Produtos Vendidas

Lançadas diretamente ao Resultado

Gabarito do Exercício: (3) Salários do departamento administrativo w.pontodosconcursos.com.br 5

(2) Seguros das máquinas da fábrica (2) Salários dos operários da fábrica diretamente ligados à produção (2) Salários dos operários da fábrica encarregados da limpeza (1) Aquisição de Matérias-Primas (2) Consumo das Matérias-Primas na produção (3) Comissões de Vendas (3) Fretes e Seguros sobre Vendas (1) Aquisição de Equipamentos (2) Seguros dos Equipamentos da fábrica (1) Aquisição de Embalagens (2) Embalagens consumidas (3) Juros Passivos (1) Aquisição de material de escritório (3) Material do escritório da administração consumido no período (3) Energia elétrica da sede da sociedade (2) Energia elétrica da fábrica (3) Depreciação dos móveis e utensílios do departamento administrativo (2) Encargos sociais dos operários da fábrica

Vejamos o esquema abaixo, representativo da aquisição de Matérias - Primas (Investimento):

1. O gasto referente à aquisição de matérias-primas representa um investimento, tendo em vista que, enquanto estiver estocada, comporá o ativo (estoques) da empresa. Como exemplo, determinada sociedade adquire matérias-primas no valor de R$ 1.0,0.

Lançamento:

Ativo Circulante (AC)

Caixa Matérias-Primas

Débito Crédito Débito Crédito 1.0 (1) (1) 1.0

2. Supondo que 20% da matéria-prima estocada seja incorporada ao processo de fabricação de um produto. Nesse momento, a matériaprima incorporada à produção do bem será contabilizada como custo.

w.pontodosconcursos.com.br 6

Matérias-Primas para a conta Produtos em Elaboração)

Efetua-se, assim, o registro a crédito da conta Matérias-Primas e a débito da conta Produtos em Elaboração (o valor é transferido da conta

(Parte 1 de 10)

Comentários