(Parte 1 de 11)

Guia Foca GNU/Linux Gleydson Mazioli da Silva <gleydson@guiafoca.org>

Versão 4.1 - terça, 27 de novembro de 2007

Resumo

Este documento tem por objetivo ser uma referência ao aprendizado do usuário e um guia de consulta, operação e configuração de sistemas Linux (e outros tipos de *ix). A última versão deste guia pode ser encontrada na Página Oficial do Foca GNU/Linux (http://w. guiafoca.org). Novas versões são lançadas com uma freqüência mensal e você pode receber avisos de novos lançamentos deste guia preenchendo um formulário na página Web.

Nota de Copyright

Copyright © 1999-2007 - Gleydson Mazioli da Silva.

Permission is granted to copy, distribute and/or modify this document under the terms of the GNU Free Documentation License, Version 1.1 or any later version published by the Free Software Foundation; A copy of the license is included in the section entitled “GNU Free Documentation License”.

Sumário

1.1 Antes de começar2
1.2 Pré-requisitos para a utilização deste guia3
1.3 Sistema Operacional4
1.4 O Linux4
1.4.1 Algumas Características do Linux5
1.5 Distribuições do Linux7
1.6 Software Livre1
1.7 Processamento de Dados12
1.8 O Computador13
1.9 Conhecendo o Computador13
1.9.1 Tipos de Gabinete13
1.9.2 Painel Frontal13
1.9.3 Monitor de Vídeo14
1.10 Placa Mãe15
1.10.1 Alguns componentes da placa mãe15
1.1 Memória do Computador16
1.1.1 Memória Principal16
1.1.2 Memória Auxiliar16
1.12 Discos17
1.12.1 Discos Flexíveis17
1.12.2 Disco Rígido17
1.13 Cuidados Básicos com o Computador e Disquetes18
1.14 Dispositivos de Entrada e Saída19
1.15 Ligando o computador19
1.16 Desligando o computador20
1.17 Reiniciando o computador20

SUMÁRIO i

2.1 Hardware e Software21
2.2 Arquivos21
2.2.1 Extensão de arquivos2
2.2.2 Tamanho de arquivos2
2.2.3 Arquivo texto e binário23
2.3 Diretório23
2.3.1 Diretório Raíz23
2.3.2 Diretório atual24
2.3.3 Diretório home24
2.3.4 Diretório Superior25
2.3.5 Diretório Anterior25
2.3.6 Caminho na estrutura de diretórios25
2.3.7 Exemplo de diretório25
2.3.8 Estrutura básica de diretórios do Sistema Linux26
2.4 Nomeando Arquivos e Diretórios27
2.5 Comandos27
2.5.1 Comandos Internos28
2.6 Comandos Externos28
2.7 Aviso de comando (Prompt)28
2.8 Interpretador de comandos29
2.9 Terminal Virtual (console)30
2.10 Login30
2.1 Logout31

SUMÁRIO i

3.1 Quais as diferenças iniciais3
3.2 Comandos equivalentes entre DOS/CMD do Windows e o Linux35
3.2.1 Arquivos de configuração37
3.3 Usando a sintaxe de comandos DOS no Linux37
3.4 Programas equivalentes entre Windows/DOS e o Linux38

3 Para quem esta migrando (ou pensando em migrar) do DOS/Windows para o Linux 3

4.1 Partições43
4.2 Formatando disquetes43
4.2.1 Formatando disquetes para serem usados no Linux43
4.2.2 Formatando disquetes compatíveis com o DOS/Windows4
4.2.3 Programas de Formatação Gráficos45
4.3 Pontos de Montagem45
4.4 Identificação de discos e partições em sistemas Linux45
4.5 Montando (acessando) uma partição de disco46
4.5.1 fstab47
4.6 Desmontando uma partição de disco48
5.1 Executando um comando/programa51
5.2 path51
5.3 Tipos de Execução de comandos/programas52
5.4 Executando programas em seqüência52
5.5 ps53
5.6 top53
5.7 Controle de execução de processos54
5.7.1 Interrompendo a execução de um processo54
5.7.2 Parando momentaneamente a execução de um processo54
5.7.3 jobs5
5.7.4 fg5
5.7.6 kill5
5.7.7 killall56
5.7.8 killall556
5.7.9 Sinais do Sistema56
5.8 Fechando um programa quando não se sabe como sair58
5.9 Eliminando caracteres estranhos59

SUMÁRIO iv

6.1 ls61
6.2 cd62
6.3 pwd63
6.4 mkdir63
6.5 rmdir63

6 Comandos para manipulação de diretório 61

7.1 cat65
7.2 tac65
7.3 rm6
7.4 cp6
7.5 mv67

7 Comandos para manipulação de Arquivos 65

8.1 clear69
8.2 date69
8.3 df70
8.4 ln70
8.5 du71
8.6 find71
8.7 free72
8.8 grep73
8.9 head73
8.1 more74
8.12 less74
8.13 sort75
8.14 tail76
8.15 time76
8.16 touch76
8.17 uptime7
8.18 dmesg7
8.19 mesg7
8.20 echo7
8.21 su78
8.2 sync78
8.23 uname78
8.24 reboot78
8.25 shutdown78
8.26 wc79
8.27 seq80

SUMÁRIO v

9.1 who81
9.2 Telnet81
9.3 finger82
9.4 ftp82
9.5 whoami83
9.6 dnsdomainname83
9.7 hostname83
9.8 talk83

9 Comandos de rede 81

10.1 adduser85
10.2 addgroup86
10.4 newgrp87
10.5 userdel87
10.6 groupdel87
10.7 sg8
10.8 Adicionando o usuário a um grupo extra8
10.9 chfn89
10.10id89
10.11logname90
10.12users90
10.13groups90

SUMÁRIO vi

1.1 Donos, grupos e outros usuários91
1.2 Tipos de Permissões de acesso92
1.3 Etapas para acesso a um arquivo/diretório93
1.4 Exemplos práticos de permissões de acesso93
1.4.1 Exemplo de acesso a um arquivo93
1.4.2 Exemplo de acesso a um diretório94
1.5 Permissões de Acesso Especiais95
1.6 A conta root96
1.7 chmod97
1.8 chgrp98
1.9 chown98
1.10Modo de permissão octal9
1.1umask100

1 Permissões de acesso a arquivos e diretórios 91

12.1 >103
12.2 >>103
12.3 <104
12.4 <<104
12.5 | (pipe)104
12.6 Diferença entre o “|” e o “>”104

SUMÁRIO vii

13.1 Portas de impressora107
13.2 Imprimindo diretamente para a porta de impressora107
13.3 Imprimindo via spool108
13.4 Impressão em modo gráfico108
13.4.1 Ghost Script109
13.5 Magic Filter110
13.5.1 Instalação e configuração do Magic Filter1
13.5.2 Outros detalhes técnicos sobre o Magic Filter1
14.1 O que é X Window?113
14.2 A organização do ambiente gráfico X Window113
14.3 Iniciando o X114
14.4 Servidor X114

14 X Window (ambiente gráfico) 113

15.1 Páginas de Manual115
15.2 Info Pages116
15.3 Help on line116
15.4 help117
15.5 apropos/whatis117
15.6 locate117
15.7 which117
15.8 Documentos HOWTO’s118
15.9 Documentação de Programas118
15.10FAQ118
15.11Internet118
15.1.1 Páginas Internet de Referência19
15.1.2 Listas de discussão122
15.12Netiqueta123
15.12.2 Email125
15.12.3 Talk125
15.12.4 ICQ126
15.12.5 Listas de Discussão via Email126

SUMÁRIO viii

16.1 Sobre este guia129
16.2 Sobre o Autor129
16.3 Referências de auxílio ao desenvolvimento do guia130
16.4 Onde encontrar a versão mais nova do guia?130
16.5 Colaboradores do Guia131
16.6 Marcas Registradas132
16.7 Futuras versões132

Capítulo 1 Introdução

Bem vindo ao guia Foca GNU/Linux. O nome FOCA significa FOnte de Consulta e Aprendizado. Este guia é dividido em 3 níveis de aprendizado e versão que esta lendo agora contém:

• Iniciante Entre o conteúdo do guia, você encontrará:

• Textos explicativos falando sobre o sistema Linux, seus comandos, como manusear arquivos, diretórios, etc.

• Explicações iniciais sobre as partes básicas do computador e periféricos

• Comandos e Programas equivalentes entre o DOS/Windows e o GNU/Linux

• Todos os materiais contidos na versão iniciante são ideais para quem está tendo o primeiro contato com computadores e/ou com o Linux. A linguagem usada é simples com o objetivo de explicar claramente o funcionamento de cada comando e evitando, sempre que possível, termos técnicos

Para melhor organização, dividi o guia em 3 versões: Iniciante, Intermediário e Avançado. Sendo que a versão Iniciante é voltada para o usuário que não tem nenhuma experiência no GNU/Linux. A última versão deste guia pode ser encontrada em: Página Oficial do guia Foca GNU/Linux (http://w.guiafoca.org).

Caso tiver alguma sugestão, correção, crítica para a melhoria deste guia, envie um e-mail para <gleydson@guiafoca.org>.

O Foca GNU/Linux é atualizado freqüentemente, por este motivo recomendo que preencha a ficha do aviso de atualizações na página web em Página Oficial do guia Foca GNU/Linux (http://w.guiafoca.org) no fim da página principal. Após preencher a ficha do aviso de atualizações, você receberá um e-mail sobre o lançamento de novas versões do guia e o que foi modificado, desta forma você poderá decidir em copia-la caso a nova versão contenha modificações que considera importantes.

Capítulo 1. Introdução 2

Venho recebendo muitos elegios de pessoas do Brasil (e de paises de fora também) elogiando o trabalho e a qualidade da documentação. Agradeço a todos pelo apoio, tenham certeza que este trabalho é desenvolvido pensando em repassar um pouco do conhecimento que adquiri ao começar o uso do Linux.

Também venho recebendo muitos e-mails de pessoas que passaram na prova LPI nível 1 e 2 após estudar usando o guia Foca GNU/Linux. Fico bastante feliz por saber disso, pois nunca tive a intenção de tornar o guia uma referência livre para estudo da LPI e hoje é usado para estudo desta difícil certificação que aborda comandos, serviços, configurações, segurança, empacotamento, criptografia, etc.

1.1 Antes de começar

Os capítulos Introdução e básico contém explicações teóricas sobre o computador, GNU/Linux, etc., você pode pular este capítulos caso já conheça estas explicações ou se desejar partir para a prática e quiser vê-los mais tarde, se lhe interessar.

Se você já é um usuário do DOS e Windows, recomendo ler ‘Para quem esta migrando (ou pensando em migrar) do DOS/Windows para o Linux’ on page 3. Lá você vai encontrar comparações de comandos e programas DOS/Windows e GNU/Linux.

Para quem está começando, muita teoria pode atrapalhar o aprendizado, é mais produtivo ver na prática o que o computador faz e depois porque ele faz isto. Mesmo assim, recomendo ler estes capítulos pois seu conteúdo pode ser útil...

Coloquei abaixo algumas dicas para um bom começo:

• Recomendo que faça a leitura deste guia e pratique imediatamente o que aprendeu. Isto facilita o entendimento do programa/comando/configuração.

• É preciso ter interesse em aprender, se você tiver vontade em aprender algo, você terá menos dificuldade do que em algo que não gosta e está se obrigando a aprender.

• Decorar não adianta, pelo contrário, só atrapalha no aprendizado. Você precisa entender o que o comando faz, deste modo você estará estimulando e desenvolvendo sua interpretação, e entenderá melhor o assunto (talvez até me de uma força para melhorar o guia ;-)

• Curiosidade também é importante. Você talvez possa estar procurando um comando que mostre os arquivos que contém um certo texto, e isto fará você chegar até o comando grep, depois você conhecerá suas opções, etc.

• Não desanime vendo outras pessoas que sabem mais que você, lembre-se que ninguém nasce sabendo :-). Uma pessoa pode ter mais experiência em um assunto no sistema como compilação de programas, configuração, etc., e você pode ter mais interesse em redes.

• Ninguém pode saber tudo da noite para o dia, não procure saber tudo sobre o sistema de uma só vez senão não entenderá NADA. Caso tenha dúvidas sobre o sistema, procure ler novamente a seção do guia, e caso ainda não tenha entendido procure ajuda nas página de manual (veja ‘Páginas de Manual’ on page 115), ou nas listas de discussão (veja ‘Listas de discussão’ on page 122) ou me envie uma mensagem <gleydson@guiafoca.org>.

Capítulo 1. Introdução 3

• Certamente você buscará documentos na Internet que falem sobre algum assunto que este guia ainda não explica. Muito cuidado! O GNU/Linux é um sistema que cresce muito rapidamente, a cada semana uma nova versão é lançada, novos recursos são adicionados, seria maravilhoso se a documentação fosse atualizada com a mesma freqüência. Infelizmente a atualização da documentação não segue o mesmo ritmo (principalmente aqui no Brasil). É comum você encontrar na Internet documentos da época quando o kernel estava na versão 2.0.20, 2.2.30, 2.4.8, etc. Estes documentos são úteis para pessoas que por algum motivo necessitam operar com versões antigas do Kernel Linux, mas pode trazer problemas ou causar má impressão do GNU/Linux em outras pessoas. Por exemplo, você pode esbarrar pela Internet com um documento que diz que o Kernel não tem suporte aos “nomes extensos” da VFAT (Windows 95), isto é verdade para kernels anteriores ao 2.0.31, mas as versões mais novas que a 2.0.31 reconhecem sem problemas os nomes extensos da partição Windows VFAT. Uma pessoa desavisada pode ter receio de instalar o GNU/Linux em uma mesma máquina com Windows por causa de um documento como este. Para evitar problemas deste tipo, verifique a data de atualização do documento, se verificar que o documento está obsoleto, contacte o autor original e peça para que ele retire aquela seção na próxima versão que será lançada.

• O GNU/Linux é considerado um sistema mais difícil do que os outros, mas isto é porque ele requer que a pessoa realmente aprenda e conheça computadores e seus periféricos antes de fazer qualquer coisa (principalmente se você é um técnico em manutenção, redes, instalações, etc., e deseja oferecer suporte profissional a este sistema). Você conhecerá mais sobre computadores, redes, hardware, software, discos, saberá avaliar os problemas e a buscar a melhor solução, enfim as possibilidades de crescimento neste sistema operacional depende do conhecimento, interesse e capacidade de cada um.

• A interface gráfica existe, mas os melhores recursos e flexibilidade estão na linha de comando. Você pode ter certeza que o aprendizado no GNU/Linux ajudará a ter sucesso e menos dificuldade em usar qualquer outro sistema operacional.

• Peça ajuda a outros usuários do GNU/Linux quando estiver em dúvida ou não souber fazer alguma coisa no sistema. Você pode entrar em contato diretamente com outros usuários ou através de listas de discussão (veja ‘Listas de discussão’ on page 122). Boa Sorte e bem vindo ao GNU/Linux!

(Parte 1 de 11)

Comentários