Tensoativos 1 Tensoativos

- Força de coesão: força que tende a reunir as moléculas.
- Força de repulsão: força que tende a separar as moléculas.
- Forças de adesão: força que tende a reunir superfícies (constituídas por

Forças – Tensões moléculas diferentes).

MercúrioÁgua
- Tensão superficial: tensão existente na superfície de líquidos que é
Os líquidos compartam-se como se sua superfície estivesse revestida
por uma membrana invisível causando uma resistência a penetração.

proporcional a força de coesão de suas moléculas.

A natureza sempre procura atingir um nível de mais baixa energia. A superfície do líquido se curva nesta tentativa, pois na forma esférica os líquidos possuem a menor superfície por unidade de área.

Agentes Tensoativos:

Substâncias que podem reduzir a tensão superficial dos líquidos; classificamse como: umectantes, detergentes, emulsionantes e solvente.

A primeira substância a ser estudada foi o sabão, produzido através de uma reação de hidrolise de uma gordura/óleo numa solução básica resultando em glicerol e no sabão , propriamente dito:

A Força de coesão entre as moléculas de mercúrio é maior que a força de adesão entre o mercúrio e o vidro. F. coesão > F. adesão

A Força de adesão entre as superfícies da água e do vidro é maior que a força de coesão das moléculas de água. F. adesão. > F. coesão

GÁS F. repulsão > F. coesão

F. coesão > F. repulsão LÍQUIDO

F. coesão = F. repulsão

Tensoativos 2

Reação entre uma gordura e NaOH, produzinho sabão e glicerol

Através do estudo da molécula do sabão, estudou-se a síntese de outras moléculas que tivessem a mesma (ou semelhante) constituição molecular, daí surgiu os tensoativos.

São constituídos por:

hidrocarbonetos mais ou menos longas, ou estruturas derivadas.
Grupo Hidrofílico – grupo químico solúvel em água; grupos funcionais de
caráter iônico.

Grupo Lipofílico – grupo químico solúvel em óleo/gorduras; são cadeias de Obs: A solubilidade em água de um agente tensoativo diminui com o aumento da cadeia lipofílica.

Óleo(L) grupo lipofílico(apolar)
Água(H) grupo hidrofílico (polar)

Balanço Hidrofílico-Lipofílico (valor HLB)

Os tensoativos também podem ser classificados conforme seu valor HLB, numa escala de 0 (totalmente lipofílico) a 20 (totalmente hidrofílico):

É importante conhecer valor HLB, pois deste deriva sua aplicação:

Valor HLB Aplicação 3 – 6 Emulsionantes água/óleo (A/O) 7 – 9 Umectantes 8 – 18 Emulsionantes óleo/água (O/A) 1 – 15 Detergentes 15 – 18 Solventes

Tensoativos 3

Exemplos de grupos lipofílicos – hidrofílicos: Grupo Lipofílico Grupo Hidrofílico n -SO3Na

CH3 -COOK

CH2 -COOH -OH

-NH2 NH N

Dispersões Distribuição uniforme de partículas em outra substância (dimensão microscópica). Cada fase da dispersão pode ser sólida, líquida ou gasosa.

Tipos de dispersões: a) Quanto à composição

Aerossol líquido/gás(perfume) ; sólido/gás (poeira)
Espuma gás/líquido(sabão)
Suspensão ou dispersão sólido/líquido(alguns antibióticos)
Espuma sólida gás/líquido(colchão)
Emulsão sólida líquido/sólido(pérola)
Suspensão sólida sólido/sólido(pigmentos em plásticos)

Emulsão líquido/líquido (cremes) b) Quanto ao tamanho das partículas

Diâmetro das partículas Tipos de dispersão < 1 mµ dispersão molecular ou solução 1mµ – 0,1µ dispersão coloidal 0,1µ – 10µ Suspensão ou dispersão propriamente dita 0,1µ – 1µ microemulsão 1µ – 10 µ macroemulsão

Dispersantes

Agem como os emulgadores das emulsões, colocando-se nas interfaces; sua presença torna possível dispersões coloidais ou suspensões de sólidos em líquidos, nos quais estes não são solúveis. O dispersante age impedindo a reaglomeração dos sólidos.

Emulsão

Dispersão de dois líquidos não miscíveis. Pode ser obtida quando incorporase ao sistema um agente tensoativo (emulgador ou emulsificador), que impõe uma distribuição homogênea de um líquido no outro.

Tensoativos 4 Um dos líquidos fica distribuído homogeneamente no outro sob a forma de gotículas (diâmetro > 0,1µ) (é na verdade uma suspensão e não uma solução).

O emulgador é um agente tensoativo que se localiza na interface, entre dois líquidos, reduzindo a tensão superficial entre esses e, impedindo que as gotículas se juntem novamente.

Classificação das emulsões:

Fase dispersa:óleo

- Emulsão de óleo em água (O/A) Fase dispersante: água

O emulgador deve ter caráter hidrofílico (HLB 8 – 18)

Fase dispersa:água

- Emulsão de água em óleo (A/O) Fase dispersante: óleo O emulgador deve ser lipofílico (HLB 3 – 6)

Obs.: As emulsões tem especial importância na estamparia têxtil, onde são usadas como espessantes.

Umectantes

Substâncias que tem a propriedade de molhar rapidamente outras substâncias; tem HLB 7 a 9 ( são lipofílicos).

Os substratos têxteis crus não absorvem água, devido a presença de gorduras e óleos (naturais/adicionados artificialmente na fiação) que impedem a penetração de água. Quando da adição de umectantes a água, devido a afinidades destes por gorduras, a tensão superficial da água é reduzida e o material têxtil se molha.

Detergentes

São tensoativos que tem a propriedade de umectação, remoção e dispersão da sujeira e de emulgador de gorduras.

A ação do detergente é regulada pelo seu valor HLB (1 – 15): - HLB baixo: maior capacidade de umectação;

capacidade de umectação.

- HLB alto: maior capacidade de emulsionar gorduras na água, e menor

Obs.: para processos contínuos os detergentes devem ter HLB baixo, devido a necessidade rápida de umectação.

Caráter iônico dos tensoativos:

-Tensoativo catiônicos (substância cátion ativa): tem grupo químico carregado (+). Os grupos mais comuns são os grupos amínicos (freqüentemente encontrados nos amaciantes);

Tensoativos 5

- Tensoativos aniônicos (substância ânion ativa) tem grupo químico carregado (-). Seus radicais mais comuns são os grupos carboxílicos, sulfônicos e sulfatos (freqüentemente encontrados nos detergentes, umectantes, dispersantes e emulsionantes).

-Tensoativos não iônicos: não se ionizam, logo não possuem carga. Os radicais mais comuns são éter, hidroxi, éster.

- Tensoativos anfóteros: podem assumir caráter catiônicos ou aniônico dependendo do pH do meio.

Obs.: É indispensável conhecer o caráter iônico dos produtos químicos, pois a mistura inadequada pode resultar em ppt. - produtos catiônico + produto aniônicos = incompatível (ppt)

- produtos catiônico + produto não iônicos = compatível

- produto aniônico + produtos não iônicos = compatível

Comentários