Clínica Médica

Clínica Médica

(Parte 1 de 6)

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br1

Enfermagem

Enfermagem em Clínica

Médica (Módulo I)

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br2

Enfermagem

Aula 01 – Aparelho Digestório

Estão classificadas nessa categoria as patologias que não envolvem tratamento cirúrgico.

Inflamação da mucosa gástrica. Pode ser classificada em:

Aguda: processo que varia em torno de três dias e o tratamento serão feitos nesse período, com orientação de dieta por um tempo mais prolongado. Em média a mucosa gástrica demora dez dias para recuperar-se. Crônica: ocorre um espessamento da mucosa gástrica e diminuição da quantidade e qualidade da secreção gástrica, provocando uma diminuição da função gástrica. Gastrite auto-imune: presença de auto-anticorpos para células parietais das glândulas gástricas.

GASTRITE AGUDA Causas:

Estresse; Erro alimentar; Fumo, drogas, álcool; Medicamentos.

Sinais e Sintomas:

Náuseas; Vômitos; Anorexia; Pirose; Eructação; Desconforto abdominal; Cefaléia; Mucosa gástrica hiperemiada.

Tratamento:

Correção de hábitos alimentares; Dieta fracionada; Medicamentos; Medidas de diminuição do estresse;

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br3

Enfermagem

GASTRITE CRÔNICA Causas:

Uremia crônica; Úlceras; Cirrose hepática; Presença do microorganismo H.pylori.

Sinais e Sintomas:

Anorexia; Pirose; Náuseas; Vômitos matinais.

Tratamento:

Controle da acidez estomacal; Redução de estresse; Orientação nutricional; Medicamento.

Verificar e observar aceitação alimentar; Observar e anotar queixas álgicas; Promover ambiente calmo e repousante; Observar sinais e sintomas de complicações: hematemese, melena, (rigidez abdominal).

Exames complementares: Endoscopia digestiva alta gastrite

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br4

Enfermagem

Lesão (ferida) na mucosa do estômago, piloro ou duodeno causado por uma erosão em decorrência do aumento da produção de ácido e diminuição da resistência normal da mucosa.

Fatores Predisponentes:

Estresse; Fumo; Cafeína; Álcool; Erros alimentares; Susceptibilidade genética e individual; Medicamentos.

Sinais e Sintomas:

Epigastralgia; Náuseas; Vômitos; Pirose; Eructação; Anorexia; Hematemese; Melena; Dor abdominal em forma de crises.

Tratamento:

Repouso; Medidas para diminuir o estresse; Orientação nutricional; Medicamentos.

Observar e anotar eliminação intestinal (cor, odor, volume, coloração e aspecto); Observar e anotar aceitação de dieta; Observar e anotar evolução de sinais e sintomas; Promover ambiente calmo; Observar e anotar sinais de complicações (hemorragia, piora brusca da dor); Atenção para cuidados pré-operatórios de urgência.

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br5

Enfermagem

Ressecamento das fezes no intestino grosso associada à movimentos lentos, erro alimentar, pouca hidratação.

Causas:

Hábito intestinal irregular; Alguns medicamentos; Obstruções mecânicas; Abuso no uso de laxativo; Fatores psicológicos; Erro alimentar; Baixo volume de ingestão de líquidos.

Sinais e Sintomas:

Alteração na coloração das fezes; Alteração na consistência das fezes; Dificuldade de evacuar; Dor em região abdominal baixa; Dor em região anal.

Tratamento:

Correção de hábitos alimentares; Horários regulares para dieta; Exercício físico; Hidratação adequada: Medicamentos; Apoio psicológico.

Observar e anotar aceitação alimentar Estimular hidratação Proporcionar condições favoráveis para a eliminação intestinal Estimular horário e periodicidade para evacuação Administrar medicamentos prescritos Estimular atividade física (deambulação)

Resulta em aumento dos movimentos peristálticos promovendo eliminação das fezes de maneira mais rápida, com aumento de sua fluidez e freqüência.

Causas:

Infecções no trato gastrointestinais Viroses

ESSA – Escola da Saúde | Rua dos Jequitibás, 101 | Metrô Jabaquara| 5012-1020 | w.essa.g12.br6

Enfermagem

Úlceras e/ ou irritação da mucosa intestinal Intoxicação alimentar Agentes químicos irritantes Uso de laxativo em quantidades errôneas

Sinais e Sintomas:

Hiperemia da mucosa intestinal Aumento da secreção pela mucosa intestinal Desidratação Fraqueza Cólicas abdominais Anorexia Sede Tenesmo

Tratamento:

Adequação alimentar Hidratação Medicamentos se necessário

(Parte 1 de 6)

Comentários