Organização das atividades acadêmicas e científicasFichamento

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE – UERN FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS – FANAT DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – DECB DISCIPLINA: Organização das atividades acadêmico-científicas.

O Fichamento é importante para de uma pesquisa bibliográfica, pois permite uma organização das idéias básicas facilitando o acesso aos dados fundamentais para a elaboração da redação.

Consiste em armazenar em fichas informações (anotações) relevantes para a pesquisa, de forma organizada e selecionada para futura utilização, portanto estas anotações não podem ser sintéticas demais que se tornem incompreensíveis posteriormente, nem tão longas que se torne quase do tamanho do texto original.

Os registros e a organização das fichas dependerá da capacidade de organização de cada um.

Os registros não são feitas necessariamente nas tradicionais folhas pequenas de cartolina pautada. Pode ser feita em folhas de papel comum ou, mais modernamente, em qualquer programa de banco de dados de um computador.

A ficha é estruturada contendo o CABEÇALHO, o CORPO DA FICHA e a REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

1 . NO CABEÇALHO normalmente coloca-se o título genérico ou específico e letra indicativa da seqüência das fichas se for utilizada mais de uma. Entretanto esta é uma parte que está muito a critério do pesquisador pois é esta parte que serve de guia para as futuras buscas. O importante é que elas estejam bem organizadas e de acesso fácil para que os dados não se percam

2. NO CORPO DA FICHA são colocadas às informações propriamente ditas, que podem ser:

Corridas: quando se faz uma anotação do texto Esquemática: colocando-se esquemas Resumitivas: Coloca-se um resumo ou a idéia básica do texto pesquisado

3. A REFERÊNCIA equivale à indicação da fonte bibliográfica do material. Esta geralmente segue às indicações da ABNT, ou às normas do periódico que se pretende publicar.

Recomendações para confecção de utilização de fichas:

1. Antes de começar a tomar nota, folhear a fonte de referência. É básica uma visão do conjunto antes de se poder decidir o material a ser recolhido e usado. Isto economiza tempo e gasto de material desnecessário.

2. Manter em cada ficha um tema ou título determinado. Não misturar temas pois a ficha serve exatamente para organizar a revisão bibliográfica.

3. Nunca esquecer a citação bibliográfica completa, pois muitas vezes não encontramos mais o mesmo material e não teremos como localizá-lo posteriormente.

4. Incluir somente um tema am cada ficha e, se as notas são extensas, usar várias fichas numeradas consecutivamente.

5. Antes de guardá-las, ter a certeza de que as fichas estão completas e são compreendidas com facilidade.

Arq. Aula 04 –Fichamento 2 Prof. Dr. Iron Macedo Dantas Pg 1

Organização das atividades acadêmicas e científicasFichamento

6. Copiar cuidadosamente as notas da primeira vez, sem fazer projeto de passar a limpo e nem de tornar a copiar, pois isto é perda de tempo e dá a possibilidade a erros e confusões

7. Fazer distinção entre resumo, citação direta do autor, referência à fonte do autor e a expressão avaliadora pessoal de quem faz a ficha.

8. Procurar guardar as fichas sempre em ordem.

As fichas de cartolina estão sendo substituídas por software que proporcionam economia de trabalho e tempo. A principal vantagem do uso de computadores é a facilidade de transposição delas para o texto, através da técnica de copiar colar de acordo com a conveniência, além de permitir a impressão e transformar-se em fichas de papel se for costume do pesquisador

Alguns pesquisadores substituem a digitação por escaneamento, permitindo uma colagem direta da página para um arquivo.

Exemplo de Ficha

(3)

Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça (1) Histórico do Papel da Mulher na Sociedade (2)

2. (4)TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p. (Tudo é História, 145)

Insere-se no campo do estudo da História e da Antropologia Social. A autora se utiliza de fontes secundárias, colhidas através de livros, revistas e depoimentos. A abordagem é descritiva e analítica. Aborda os aspectos históricos da condição feminina no Brasil a partir do ano 1500 de nossa era. Além da evolução histórica da condição feminina, a autora desenvolve alguns tópicos específicos da luta das mulheres pela condição cidadã. Conclui fazendo uma análise de cada etapa da evolução histórica feminina, deixando expressa sua contradição ao movimento pós-feminista, principalmente às idéias de Camile Paglia. No final da obra faz algumas indicações de leituras sobre o tema Mulher. (5)

Observação: Neste e nos outros exemplos de Fichas os números entre parêteses representam o que está explicado abaixo: (1) - Título do trabalho (conforme expresso no item 4.8). (2) - Seção primária do trabalho (conforme expresso no item 4.8). (3) - Seção secundária e terciária do trabalho (se houver e conforme expresso no item 4.8). (4) - Numeração do item a que se refere o fichamento (conforme expresso no item 4.8). (5) - Comentários ou anotações do pesquisador sobre a obra registrada.

Arq. Aula 04 –Fichamento 2 Prof. Dr. Iron Macedo Dantas Pg 2

Comentários