Princípios Básicos da Teratogênese

  • Ao se considerar a possível teratogenicidade de um agente, como uma droga ou um composto químico, três fatores importantes devem ser considerados:

  • Os períodos críticos do desenvolvimento

  • A dosagem da droga ou composto químico

  • O genótipo (constituição genética) do embrião

Períodos Críticos do Desenvolvimento Humano:

  • A susceptibilidade de um embrião a um teratógeno depende de seu estágio de desenvolvimento, quando um agente, como uma droga ou vírus está presente.

  • O tipo de anomalia congênita produzida depende de quais partes, tecidos e órgãos são mais suscetíveis no momento da ação do teratógeno.

Dosagem de Droga ou Composto Químico:

  • Para uma droga ser considerada um teratógeno humano, é necessário observar a existência de uma relação dose-resposta, isto é, deve ser mostrado que quanto maior a exposição durante a gravidez, mais grave é o efeito fenotípico.

Genótipo do Embrião:

  • Numerosos exemplos em animais experimentais e vários casos suspeitos em seres humanos têm revelado a existência de diferenças genéticas na resposta a um teratógeno.

  • Ex. Fenitoína

  • Embriões expostos:

  • 5% a 10% - síndrome da hidantoína fetal

  • 1/3 – algumas anomalias congênitas a ela associadas

  • Mais de 50% não são afetados.

  • Parece, portanto, que o genótipo do embrião determina se um agente teratogênico perturbará seu desenvolvimento.

Comentários