Irrigação

Irrigação

MANEJO DA IRRIGAÇÃO Luiz Antonio Lima & Luis Artur Alvarenga Vilela

Resumidamente, o ideal é estimar o consumo de água das plantas através da evapotranspiração e repor a água consumida através da irrigação. Também sugere-se monitorar a umidade do solo com equipamentos como tensiômetros ou outros sensores de umidade.

Necessidades hídricas das culturas:

Evapotranspiração de Referência (Et0)

Taxa de evapotranspiração de uma superfície extensa, totalmente coberta com grama (8 a 15cm de altura), em fase de crescimento ativo, com a umidade do solo próximo a capacidade de campo (umidade que o solo retém logo após perder por drenagem seu excesso de água).

- Como estimar a Et0? a) Lisímetros (pesando ou medindo o volume de água perdido por um volume de solo durante um determinado período)

b) Equações (Agrobioclimatológicas)- Penman-Monteith

- Thorthwaite - Blaney-Criddle

-

c) Com base na evaporação do tanque classe

A (método mais simples). Tanque com diâmetro de 121,9cm e altura de 25,4cm. A água deve ser colocada até o nível máximo tal que fique a mais de 5 cm da borda superior.

Et0 = ECA x Kp ECA = Evaporação do Tanque Classe A (m)

Kp = Coeficiente do tanque (verificar tabelas em livros. Em geral varia de 0,5 a 0,8)

Transpiração

Evaporação Evapotranspiração

Evapotranspiração da cultura (Etc)

Quantidade de água consumida, em um determinado intervalo de tempo, pela cultura em plena atividade vegetativa, livre de enfermidades, em um solo com umidade próxima a C.

Etc = Et0 x Kcou 0Et

EtKcc=

Kc = Coeficiente de cultivo ou da cultura Comportamento do valor de Kc conforme o estágio de desenvolvimento:

OBS.: Alguns autores trabalham com 5 estádios.

- Estádio 1: Da semeadura até 15% do sesenvolvimento vegetativo (ou até cobrir aproximadamente 10% da superfície do solo).

- Estádio 2: Do final do 1º estádio até a pré floração (ou cobrir 70 – 80% da superfície do terreno).

- Estádio 4:Do final do 3º estádio até a colheita

- Estádio 3: Do final do 2º estádio até o início da maturação (florescimento – enchimento de grãos).

OBS.: Os valores de Kc variam: a) De cultura para cultura; b) Para uma mesma cultura, durante as diferentes fases de desenvolvimento; c) De acordo com a evapotranspiração da região

Exemplo de Kc para feijão em plantio direto: Kc (Feijão plantio direto)

Para realizar um bom manejo da irrigação, além de estimar o consumo de água das plantas é preciso acompanhar o teor de água do solo ao longo dos dias. O monitoramento pode ser feito medindo-se a umidade do solo. Para isto pode-se coletar amostras de solo e secar em estufa para determinar quanta água estava presente na amostra.

Outro método é medir o potencial matricial (tensão da água do solo) com emprego de tensiômetro como mostrado abaixo (esquerda) ou mesmo com sensores matriciais tipo o modelo Watermark (direita):

Montes Claros Lavras

Ciclo

A partir dos valores de umidade ou de tensão é possível acompanhar diariamente as condições em que as plantas se encontram.

Para os tensiometros ou mesmo Watermark, recomenda-se irrigar de um modo geral quando a tensão atinge entre 30 e 40 kPa (kilopascal). Cada kilopascal equivale aproximadamente a 0,1 metro de coluna de água de sucção. Em solos muito arenosos (mais de 80% de areia) esses limites caem para 50%, ou seja, a tensão de sucção não deve ser superior a 15 a 20 kPa.

Comentários