apostila

apostila

(Parte 1 de 7)

J

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MÜLLER

DISCIPLINA DE SEMIOLOGIA MÉDICA

Roteiro Básico de Estudo

CUIABÁ – MT

- 1998 -

A

Disciplina de Semiologia na FCM-UFMT vêm ao longo destes últimos anos passando por pequenos e progressivos ajustes os quais, acreditamos, têm produzido melhoras no aprendizado acadêmico. Estes ajustem demonstram, entre outros aspectos, uma tentativa de uniformizar o ensino já que o curso flui com quatro docentes e quarenta discentes distribuídos em quatro grupos. Tornou-se necessário alinhar a nossa sistemática de ensino, respeitando, é claro, os potenciais e conhecimentos individuais de cada docente.

Assim sendo, definimos uma estratégia de coletar em disquete cada parte do curso, ficando o docente responsável pelo assunto compromissado de colocar o conteúdo em disquete. À partir dessa idéia surgiu um ideal - fazermos um Roteiro Básico de Estudo da disciplina de Semiologia da FCM-UFMT, o qual viria a contemplar os tópicos fundamentais de nosso curso. Está é a sua segunda edição. Com certeza, teremos muitas outras. Façam bom proveito e não se esqueçam: isto é apenas um roteiro despretencioso que, de modo algum dispensa os livros textos de Semiologia.

Gostaria de agradecer aos professores da disciplina que prontamente responderam à idéia:

Professor Carlos Alberto Moreno Batista

Professora Elizabeth Vaz de Figueiredo Moreno Batista

Professor José Sebastião Metelo

Agradeço também aos discentes Alberto Bicudo Salomão e Séfora Amin que, com seus conhecimentos de informática e espírito colaborador tornaram viável este roteiro. Especialmente ao Alberto, que produziu o primeira edição deste roteiro com surpreendente dinamismo e competência.

Bom estudo a todos ...

Prof. José Carlos Amaral Filho

(Chefe da Disciplina de Semiologia-FCM/UFMT)

PARTE I

ANAMNESE 8

1. Identificação do paciente 8

2. Queixa Principal 8

3. História da Doença Atual (HDA) 8

4. História Patológica Pregressa (HPP) 9

5. História Fisiológica 9

8. Revisão dos Sistemas (Interrogatório Sintomatológico) 10

EXAME FÍSICO 14

1. Sinais Vitais 14

2. Ectoscopia 14

3. Exame da Cabeça 15

3.1 Crânio 15

3.2 Face 15

3.2.1. Região Periorbitária 15

3.2.2. Globo Ocular 16

3.2.3. Nariz 18

3.2.4. Seios Paranasais 19

3.2.5. Ouvidos 19

3.2.6. Boca 19

4. Exame do Pescoço 21

A. Inspeção 21

B. Palpação 22

C. Ausculta 23

5. Exame do Sistema Respiratório 24

A. Inspeção 24

Inspeção Estática 24

Inspeção Dinâmica 24

Sinal de Lemos Torres : é um abaulamento expiratório visto nas bases pulmonares, na face lateral do hemitórax . Traduz a presença de um derrame pleural livre. 26

Sinal ou fenômeno de Litten : é a visualização do diafragma quando o mesmo faz sua incursão durante a inspiração e expiração. Está abolido nos derrames pleurais moderados e volumosos. 26

B. Palpação 26

C. Percussão 26

D. Ausculta 26

6. Exame do Sistema Cardiovascular 28

A. Inspeção 28

B. Palpação 29

C. Ausculta 30

D. Análise dos Pulsos Arteriais 32

7. Exame do Sistema Digestório 33

A. Inspeção 33

B. Palpação 34

C. Percussão 36

D. Ausculta 36

8. Exame do Sistema Locomotor 37

8.1 Exame Geral 37

8.2 Exames Específicos 38

Exame das mãos 38

Exame do Cotovelo 39

Exame do Ombro 39

Exame da Articulação Coxo Femoral 39

Exame do Joelho 40

Exame do Tornozelo e Pé 40

9. Exame da Coluna Vertebral 41

9.1 Exame Geral 41

9.2 Exame Específico 42

9.2.1 Coluna Cervical 42

9.2.2 Exame da Coluna Lombar 45

10. Exame do Sistema Nervoso 48

A. Inspeção Geral 48

B. Estática 49

C. Marcha 49

D. Força Muscular 50

E. Tônus Muscular 51

F. Coordenação Motora 52

G. Reflexos Nervosos 53

H. Sensibilidade 54

I. Exame dos Nervos Cranianos 55

FEBRE 60

ADENOMEGALIAS 60

EDEMA 60

DOR 60

ANEMIA E CIANOSE 60

DOR TORÁCICA 60

TOSSE E HEMOPTISE 60

DISPNÉIA E INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA 60

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 60

HEMATÊMESE E MELENA 60

CONSTIPAÇÃO E DIARRÉIA 60

ASCITE E INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA 60

DISTÚRBIOS DOS MOVIMENTOS 60

DISTÚRBIOS SENSITIVOS E SENSORIAIS 60

ALTERAÇÕES MENTAIS E DA CONSCIÊNCIA 61

SÍNDROME MENÍNGEA E DE HIPERTENSÃO INTRACRANIANA 61

Síndromes Pleuropulmonares 62

1. Síndromes Brônquicas 62

2. Síndromes Pulmonares 63

3. Síndromes Pleurais 64

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DE CERTOS TIPOS DE EDEMAS 64

1. Edema Alérgico. 65

2. Linfedema. 65

3. Edema na Trombose Venosa (Tromboflebite). 67

4. Edema Varicoso. 67

5. Mixedema. 68

6. Edema na Cirrose Hepática. 68

7. Edema na Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC). 68

8. Edema Renal. 69

ALTERAÇÕES NAS BULHAS CARDÍACAS 70

1. Alterações de B1 70

2. Alterações de B2 71

3. Alterações de B3 e B4 72

SOPROS CARDÍACOS MAIS CARACTERÍSTICOS 74

1. Sopro da Insuficiência Mitral 74

2. Sopro da Estenose Mitral 74

3. Sopro da Insuficiência Aórtica (sopro de Austin Flint) 74

4. Sopro da Estenose Aórtica 75

5. Quadro de manobras à beira do leito visando identificação de sopros 75

LESÕES DERMATOLÓGICAS ELEMENTARES 75

1. Introdução 76

2. Lesões Dermatológicas Elementares - Conceito 76

3. Semiotécnica e Classificação 76

4. Tipos de Lesões 77

Termos Técnicos em Medicina 79

Estado Geral 79

Pele 79

Mamas 79

Aparelho Respiratório 80

Aparelho Cardiovascular 80

Aparelho Digestório 80

Aparelho Urinário 81

Aparelho Genital 81

Membros 82

Dorso 82

Sistema Hematopoiético 82

Sistema Endócrino 82

Sistema Nervoso 83

Psique 83

EXAME PROCTOLÓGICO 83

Inspeção 84

Toque Retal 84

EXAME DO CANAL INGUINAL - PESQUISA DE HÉRNIAS INGUINAIS 84

ANAMNESE ESPECIALIZADA 85

NOÇÕES DE ANAMNESE EM PEDIATRIA 85

NOÇÕES DE ANAMNESE EM GINECOLOGIA-OBSTETRÍCIA 86

EXAME FÍSICO: 88

MODELO DE HISTÓRIA CLÍNICA 90

ANAMNESE

1. Identificação do paciente

- Nome

- Idade

- Sexo

- Cor

- Estado Civil

- Nacionalidade

- Naturalidade

- Residência

-Profissão

-Procedência

2. Queixa Principal

- sempre entre aspas e com as palavras usadas pelo paciente

- se possível colocar a sua duração

3. História da Doença Atual (HDA)

-Descrever os sintomas em ordem cronológica e de importância

-Fazer a semiologia do(s) sintoma(s)

-Inquirir sobre os sintomas associados e correlatos

-Não induzir respostas

-Apurar evolução, exames e tratamentos feitos

-Não se esqueça: a história deve ter início, meio e fim

-Assinalar a fonte e sua fidedignidade

4. História Patológica Pregressa (HPP)

- DCIs: sarampo, rubéola, catapora, coqueluche, caxumba.

- Alergias: reações a medicamentos, alergia alimentar, rinite, asma, urticária, eczema ...

- Infecções e Infestações: Chagas, difteria, escarlatina, poliomielite, glomérulo e pielonefrite, tétano, bronquite, pneumonia, tuberculose, tifo, meningite, doenças venéreas, malária, verminoses.

- Outras doenças: diabetes, hepatite, apendicite, colite, hérnias (incluindo a hérnia de disco), hemorróidea, febre reumática, cardiopatias, doenças renais, epilepsia, encefalite, AVC ...

- Cirurgias: tipo, data, anestesia, transfusões, complicações, resultados.

- Traumatismos: tipo, data complicações e seqüelas.

5. História Fisiológica

- Condições na gestação: dieta, doenças, hemorragia, infecções, acidentes, drogas, tabagismo, etilismo, etc...

- Nascimento: tipo de parto, complicações, local que se realizou, idade gestacional.- Doenças neonatais.- Desenvolvimento Psicomotor e Crescimento.- Alimentação: leite materno; se artificial, avaliar quantitativa e qualitativamente- Puberdade: menarca, telarca e pubarca; catamênios posteriores

-História Sexual: ciclo menstrual, libido, gestações, abortamentos , promiscuidade sexual, homossexualidade

-Climatério: sintomas do climatério (fogachos, secura vaginal, menopausa, labilidade emocional...)

6. História Social- Nível educacional

-Riscos de Trabalho, nível de satisfação no trabalho, relacionamentos, história de acidentes de trabalho, atividades insalubres e uso de equipamentos de proteção individual.

- Relacionamento familiar e social; - Alimentação Atual - qualitativa e quantitativamente; alterações impostas pela patologia de base

(Parte 1 de 7)

Comentários