Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • -Estimulação da ocitocina

  • -Redução da progesterona

  • -Produção de cortisol pelo feto

  • -Efeitos dos fosfolipídios da membrana fetal

  • -Ácido araquidônico e prostaglandinas

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • FATORES QUE AFETAM O TRABALHO DE PARTO( Cinco “P”) :Fatores maternos e fatores placentários

  • Passageiro

  • Passagem

  • Forças(power)

  • Posição e função placentária

  • Resposta psicológica da mãe

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • FATORES RELACIONADOS AO FETO

  • -Tamanho do feto

  • -Forma da cabeça

  • -Postura

  • -Atitude

  • -Posição

  • -Apresentação

  • -Situação

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • 1)FETO

  • CABEÇA ( 2 OSSOS FRONTAIS, 2 PARIETAIS, 2 TEMPORAIS, 1 OCCIPTAL)

  • SUTURA SAGITAL: estende em direção antero-posterior, separa os 2 parietais

  • SUTURA FRONTAL: é uma extensão da sutura sagital, separa os 2 frontais

  • SUTURA CORONAL: separa os ossos parietais dos frontais

  • SUTURA LAMBDÓIDE: separa os ossos parietais do occipital

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • POSTURA

  • A POSTURA FETAL DESCREVE A POSIÇÃO DA COLUNA VERTEBRAL DO FETO EM RELAÇÃO À COLUNA VERTEBRAL DA MÃE.

  • ATITUDE

  • A ATITUDE FETAL DESCREVE A FLEXÃO OU A EXTENSÃO GLOBAL DO CORPO, QUE DETERMINA A RELAÇÃO ENTRE OS SEGMENTOS DO FETO.

  • APRESENTAÇÃO

  • A APRESENTAÇÃO FETAL DESCREVE A FORMA COMO O FETO ENTRA NO CANAL DE PARTO PÉLVICO. O SEGMENTO QUE ENTRA PRIMEIRO NO CANAL PÉLVICO DETERMINA COMO A APRESENTAÇÃO É CLASSIFICADA

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • POSIÇÃO

  • A POSIÇÃO FETAL DESCREVE A RELAÇÃO DO SEGMENTO DA APRESENTAÇÃO COM A PARTE ANTERIOR, POSTERIOR OU LATERAL DA PELVE MATERNA.

  • SITUAÇÃO

  • A SITUAÇÃO FETAL DESCREVE A RELAÇÃO ENTRE O SEGMENTO DE APRESENTAÇÃO E AS ESPINHAS DO ÍSQUIO MATERNO

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Fatores relacionados à mãe:

  • 2)PELVE

  • DIÂMETROS: ÂNTERO-POSTERIOR, BI-ISQUIÁTICO, E DOIS DIÂMETROS OBLÍQUOS

  • TRÊS CARACTERÍSTICAS: DOMINÂNCIA FÚNDICA; INTENSIDADE DURAÇÃO; ESFORÇOS EXPULSIVOS

  • -Contrações uterinas

  • -Força (esforços expulsivos)

  • -Resposta psicológica

  • -Apagamento e dilatação da cérvice

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Movimentos fundamentais do feto :

  • -Descida

  • -Flexão

  • -Rotação interna

  • -Extensão

  • -Rotação externa

  • -Expulsão

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Sinais e Sintomas do Trabalho de Parto:

  • -Abrandamento

  • -Contrações de Braxton Hicks

  • -Alterações cervicais

  • -Ruptura das membranas

  • -Outros sinais

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Estágios do Trabalho de Parto:

  • PRIMEIRO ESTÁGIO DE PARTO

  • Começa com as primeiras contrações rítmicas e regulares, que produzem alterações cervicais progressivas.Termina com a dilatação completa da cérvice uterina (10 cm).

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Planejamento e Implementação de Enfermagem:

  • -História de saúde

  • -Exame Físico

  • -B.C.F

  • -Contrações uterinas

  • -Situação, apresentação e posição do feto(Manobra de Leopold)

  • -Encaixamento

  • -Peso Fetal estimado

  • -Edema e reflexos tendinosos profundos

  • -Membranas amnióticas

  • -Toque vaginal

  • -Preparo para internação

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • -Infusão de líquidos

  • -Preparação da pele e períneo

  • -Sinais Vitais

  • -Resposta fetal ao trabalho de parto

  • -Monitorização da progressão do trabalho de parto

  • -Monitorização da função urinária

  • -Proporcionar conforto e apoio

  • -Criar um ambiente acolhedor

  • -Facilitar o posicionamento e caminhar satisfatório

  • -Higiene

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • SEGUNDO ESTÁGIO DE PARTO

  • Começa com a dilatação cervical completa e termina com o nascimento do bebê.

2 ESTÁGIO DO PARTO: DILATAÇÃO ATINGE 10 CM E O BEBÊ MOVE-SE PARA O INTERIOR DA VAGINA. A PLACENTA PERMANECE NO ÚTERO.

  • 2 ESTÁGIO DO PARTO: DILATAÇÃO ATINGE 10 CM E O BEBÊ MOVE-SE PARA O INTERIOR DA VAGINA. A PLACENTA PERMANECE NO ÚTERO.

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Implementação de Enfermagem:

  • -Oferecendo apoio emocional

  • -Coordenação dos esforços expulsivos

  • -Ajudando o posicionamento

  • -Monitoração da hidratação

  • -Preparação para o nascimento

  • -Preparação da sala de parto

  • -Preparação da paciente

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Ajudando o bebê a nascer - Cuidados com o RN:

  • - Pinçamento do cordão umbilical

  • -Avaliação das condições de nascimento

  • -Iniciar a ligação entre o bebê e seus pais

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • TERCEIRO ESTÁGIO DE PARTO

  • Começa com o nascimento do recém nascido e termina com a eliminação da placenta.

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Implementação de enfermagem:

  • -Sinais vitais maternos

  • -Avaliação da placenta

  • -Supervisão do períneo

  • -Fundo de útero-Globo de segurança

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • QUARTO ESTÁGIO DE PARTO

  • Começa com a expulsão da placenta e dura cerca de uma hora.

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Implementação de Enfermagem

  • -Manutenção da posição e atividade adequadas da mãe

  • -Profilaxia da hemorragia

  • -Manutenção da higiene e conforto

  • -Manutenção do equilíbrio hídrico e provisão das necessidades nutricionais

  • -Promoção da ligação entre o bebê e a família

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • RESPOSTA SISTÊMICA MATERNA AO TRABALHO DE PARTO

  • -Sistema cardiovascular

  • -Sistema gastrointestinal

  • -Sistema renal e urinário

  • -Sistema Respiratório

  • -Sistema Hematopoético

  • -Sistema hidroeletrolítico

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • RESPOSTA SISTÊMICA FETAL AO TRABALHO DE PARTO

  • -Sistema cardiovascular

  • -Sistema respiratório

  • -Equilíbrio ácido básico

  • -Atividade fetal

  • -Sinais Vitais

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • EXERCÍCIOS

  • G4P3A0, ACABOU DE SER INTERNADA COM 4 CM DE DILATAÇÃO, BOLSA ROTA, D.U: 2 DE INTENSIDADE MODERADA. FAÇA O PLANO DE CUIDADOS DE ENFERMAGEM PARA ESTA PARTURIENTE:

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • G2P0A0, EM TRABALHO DE PARTO COM 9 CM DE DILATAÇÃO BOLSA ÍNTEGRA E D.U: 3 EM 10 MINU. DE FORTE INTENSIDADE, QUAL A CONDUTA DIANTE DESTA PACIENTE:

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • G5P3A1, EM TRABALHO DE PARTO COM 6 CM DE DILATAÇÃO, BOLSA ROTA COM ELIMINAÇÃO DE LÍQUIDO ESVERDEADO E FORTES CONTRAÇÕES.QUAL A SUA CONDUTA:

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • G7P6A0, EM TRABALHO DE PARTO COM 5 CM DE DILATAÇÃO, BOLSA ROTA, D.U: 2 CONTRAÇÕES MODERADAS, P.A: 160/110 mmhg.QUAL OS CUIDADOS DE ENFERMAGEM PARA ESTA PARTURIENTE:

  • FAÇA O PLANO DE CUIDADOS PARA UMA PUÉRPERA PÓS PARTO NORMAL E PÓS CESÁREA:

  • DESCREVA OS RELATÓRIOS DE TODOS CASOS ACIMA DESCRITOS

Assistência durante o trabalho de parto Apresentação cefálica - “ Coroamento ”

Posição de expulsão no parto normal

Que tipo de ALUNO queremos formar ?

Quando nós pensamos que sabemos todas as respostas,

  • Vem a vida e muda as perguntas.

Assistência de enfermagem durante o trabalho de parto

  • Referências:

  • Obstetrícia Fundamental-Jorge Rezende,2001

Experiências com a introdução do

  • Experiências com a introdução do

  • Partograma

  • Quando começar o preenchimento do partograma?

  • formação

  • formação em exercício

  • adaptação

Os princípios:

  • Os princípios:

  • Quando começar o preenchimento da fase activa?

  • no momento da chegada da grávida

  • identificação

  • antecedentes

  • conclusões da análise do caderno AISM

Os princípios:

  • Os princípios:

  • Quando começar o preenchimento da fase activa?

  • no momento de apresentar sinais de trabalho de parto (um ou mais dos sinais seguintes:)

  • dilatação de 3 cm ou mais

  • bolsa rota

  • 2 contrações regulares / 10 min

O partograma está adaptado a nossa realidade?

  • O partograma está adaptado a nossa realidade?

  • Discussões sobre o conceito:

  • sim

  • tiramos a fase latente, que criou confusão

  • reorganizamos as rúbricas conforme a nossa lógica

  • o verso corresponde exatamente ao livro do parto

  • e ao cartão de PAISM

Aprender utilizar o partograma foi fácil ?

  • Aprender utilizar o partograma foi fácil ?

  • Experiência prática:

  • não

  • precisava de uso frequente do manual

  • precisava de supervisão formativa

PARTOGRAMA Experiência prática-2005

  • Quais os erros frequentes no princípio ?

  • horas não cronometradas

  • duplicação das informações na papeleta

  • decisões não contempladas

  • falta de nomes e assinaturas(rubricas)

  • dos quadros assistentes

Qual o método melhor de aprendizagem ?

  • Qual o método melhor de aprendizagem ?

  • Foi feito um estudo:

  • aprendizagem a distância

  • aprendizagem na sala de aula

  • grau de conhecimento igual

  • satisfação dos formandos melhor na sala de aula

  • (contacto com colegas e formadores)

O partograma tem vantagens ?

  • O partograma tem vantagens ?

  • sim

  • é prático e eficaz

  • da uma apresentação gráfica do desenvolvimento do parto

  • leitura rápida e compreensiva

O partograma tem vantagens ?

  • O partograma tem vantagens ?

  • facilita a tomada de decisões

  • (chamada de médico, referência, etc.)

  • facilita a divisão de tarefas

  • entre enfermeiros e médicos

  • tem capacidade de salvar muitas vidas

O partograma tem limites ?

  • O partograma tem limites ?

  • sim

  • não está preparado para a documentação de

  • complicações e intervenções maiores

  • não substitui relatórios clínicos e de

  • enfermagem, nem cartas de referência

Comentários