Desenho Mecânico - cap 03

Desenho Mecânico - cap 03

(Parte 1 de 3)

Desenho de Máquinas – 2006/01

3 INDICAÇÕES

Indicações são sinais e informações acrescentadas aos desenho mecânicos, que especificam uma condição que deverá ser obtida pela peça durante sua fabricação.

3.1 Indicação de rugosidade superficial no desenho Técnico Mecânico – NBR 6405-8

Rugosidade superficial é o conjunto de irregularidade microgeométricas resultante na superfície de um elemento mecânico após sua fabricação. A unidade de rugosidade superficial é o micrometro ( 1mmm = 10-3 milímetros).

3.1.1 Sinal gráfico utilizado para indicar rugosidade: Sinal básicoSinal com retirada de materialSinal sem retirada de material

Figura 3.1.1 – Sinal gráfico para indicação da rugosidade

A NBR 6405-8, trata apenas de três tipos de rugosidade: a rugosidade média aritmética Ra, a rugosidade média Rz e a rugosidade máxima Rmax. A utilização de uma ou outra forma de rugosidade depende normalmente da utilização que será dada ao dispositivo ou componente mecânico fabricado. Além destes tipos de rugosidade existem outros não normalizados pela ABNT, como: Rt, rugosidade total; Lc, comprimento de contato a uma profundidade “c”; Ke, coeficiente de esvaziamento; Rp, profundidade de nivelamento, que serão mais profundamente discutidos nas disciplinas Metrologia Industrial e Tecnologia Mecânica. A obtenção de uma determinada condição de superfície é na maioria dos casos conseguida através de processo abrasivos, seja sobre a própria peça, seja sobre a matriz que irá produzir as peças, e a medição da rugosidade é obtida através de um instrumento denominado RUGOSÍMETRO.

3.1.2 Formas de indicação de rugosidade 3.1.2.1 A rugosidade pode ser indicada pelo seu valor, por um intervalo ou por dois tipos de rugosidade, Figura 3.1.2.

Ra 6,3Rmax 10Rz 10Ra 10 - 15

Rz 10

Ra 10 - 15Rmax 20

Ra 10 - 15Ra 10 - 15 Rmax 20

Figura 3.1.2 – Formas de indicação da rugosidade

3.1.2.2 Indicação de outros tipos de rugosidade, Figura 3.1.3 Rp 5Ke 15Lc 15Rt 20

Figura 3.1.3 – Outros tipos de indicação da rugosidade

Desenho de Máquinas – 2006/01

3.1.2.3 Posicionamento do símbolo da rugosidade na superfície da peça, Figura 3.1.3 Ra 6,3

Ra 6,3

Ra 6,3 Ra 6,3

Ra 6,3

Ra 6,3

Figura 3.1.3 – Posicionamento do símbolo da rugosidade

3.1.2.4 Quando houver necessidade de indicar a direção das estrias deixadas na superfície durante o processo de polimento deve-se proceder das formas indicadas na Figura 3.1.5.

O símbolo == indica que as estrias são paralelas ao plano de projeção sobre o qual o símbolo é aplicado. Observe que as estrias não são visíveis a olho nu, no exemplo ao lado isto foi feito apenas para uma melhor compreensão desta simbologia.

O símbolo indica que as estrias são perpendiculares ao plano de projeção da vista sobre o qual ele é aplicado.

Quando as estrias em função do processo de fabricação devem
ficar cruzadas em duas direções oblíquas, o símbolo indicado
no lado direito da rugosidade é um X

Figura 3.1.5 – Indicação das estrias

3.1.2.5 Para indicar o processo de fabricação da peça ou um tratamento químico, termo-químico ou térmico, deve-se proceder de acordo com as formas apresentadas abaixo:

Ra 20 forjadoRa 6,3 temperado e revenido esmerilhado Ra 10forjado

Figura 3.1.6 – Exemplo de indicação de tratamento térmico, e de processo de fabricação

Ra 6,3

Ra 6,3

X Ra 6,3

Desenho de Máquinas – 2006/01

Ra 6,3

Corte H-HRa 6,3 =

Figura 3.1.7Figura 3.1.8

3.1.3 Exemplos de leitura de rugosidade:

Quando o sinal da rugosidade é indicado como mostrado na Figura 3.1.9, deve-se ler que todas as superfícies da peça (superfícies internas e externas), deverão ter rugosidade Ra=6,3mm, com retirada de material. Quando o sinal da rugosidade é indicado como mostrado na Figura 3.1.10, deve-se ler que toda a peça (superfícies externas e interna) tem rugosidade Ra=12,5mm, exceto nas superfícies onde estiver indicado rugosidades Ra=1,6mm e Ra=6,3mm, com retirada de material.

Ra 6,3

Ra 1,6Ra 6,3 (

Ra 1,6 Ra 6,3

Ra 12,5

Figura 3.1.9Figura 3.1.10 3.1.4 A rugosidade e os processo de fabricação

O objetivo da inclusão da Tabela 3.2 abaixo, tem por objetivo informar ao engenheiro ou técnico a rugosidade esperada em diversos processo de fabricação, de forma a poderem decidir se determinada peça deverá sofrer algum tratamento ou operação posterior para que atinja seus objetivos funcionais.

Tabela 3.2 – A rugosidade e os processos de fabricação

Simbologia antiga

Classes de rugosidade N1N2N3N4N5N6N7N8M9N10N11N12

Serrar Limar

Plainar Tornear

Furar Alargar Fresar

Brochar Raspar Retificar Polir Lapidar

(Parte 1 de 3)

Comentários