(Parte 1 de 13)

Aprender a Estudar Um Guia Para o Sucesso na Escola

António Estanqueiro

Para Saber

Ø Participar nas aulas

Ø Tirar Apontamentos

Ø Ler depressa e bem

Ø Redigir um trabalho

Ø Enfrentar provas de avaliação

CAP 1. INTRODUÇÃO6
Como tirar proveito deste livro6
Ao professor7
O seu perfil de estudante7
CAP 2. A GESTÃO DO TEMPO9
Sumário9
1 0 tempo de estudo9
1.1 As horas mais rentáveis10
1.2 Pausas no trabalho10
1.2.1 Fazer intervalos10
1.2.2 Mudar de assunto1
2 A eficácia de um horário1
2.1 Exercício de autodisciplina1
2.2 Segurança contra imprevistos12
3 Ocupações extra-escolares12
Síntese13
Sumario14
1 Motivação15
1.1 A força da motivação15
1.1.1 Acelerador da aprendizagem15
1.1.2 Travão do esquecimento15
1.2 Os reforços do interesse16
1.2.1 Castigos e prémios dos educadores16
1.2.2 Estímulos criados pelo estudante16
1.2.3 Pensar no futuro16
2 Autoconfiança17
2.1 0 medo do fracasso17
2.2 A construção da confiança18
2.2.1 Lembrar resultados positivos18
2.2.2 Acreditar no sucesso18
3 Persistência18
3.1 Seguir o curso adequado19
3.2 Não desistir cedo demais19
Síntese20
CAP 4. APRENDIZAGEM E MEMÓRIA21
Sumário21
1 Captação21
1.1 Compreender2
1.2 Organizar2
1.3 Relacionar23
2 Auto-avaliação24
2.1 Medir a aprendizagem24
2.2 Orientar o estudo24
3 Revisão25
3.1 0 fenómeno do esquecimento25
3.1.1 As interferências26
3.1.2 As motivações do indivíduo26
3.2 Como refrescar a memória26
Síntese28
CAP 5. AS AULAS29
Sumário29
1 Assiduidade29
1.1 0 rendimento escolar30
1.2 A atitude do professor30
2 Preparação das aulas30
2.1 O material de trabalho30
2.2 Os assuntos da lição31
3 Saber escutar31
3.1 A atenção32
3.2 A descoberta do essencial32
3.2.1 Conhecer o método do professor32
3.2.2 Interpretar bem as palavras3
3.2.3 Ouvir até ao fim3
3.3 O espírito crítico3
4 Participação34
4.1 Fazer perguntas34
4.1.1 Perguntas interessadas35
4.1.2 Perguntas concretas35
4.1.3 Perguntas oportunas35
4.2 Intervir nos debates35
5 Apontamentos36
5.1 Seleccionar36
5.2 Usar abreviaturas37
5.3 Aperfeiçoar em casa38
Síntese38
CAP 6. TRABALHO EM GRUPO40
Sumário40
1 A escolha dos colegas41
1.1 Amigos41
1.2 Motivados41
1.3 Responsáveis42
2 A realização do trabalho42
2.1 Definir objectivos42
2.2 Distribuir tarefas42
2.3 Estabelecer regras43
3 A liderança43
3.1 Funções do líder43
3.2 Estilos de chefia4
4 Relações humanas4
4.1 Escutar os outros45
4.2 Ter autodomínio45
4.3 Ser tolerante45
4.4 Corrigir sem ofender45
4.5 Oferecer elogios45
4.6 Usar o bom humor46
5 O êxito dos grupos46
5.1 0 rendimento intelectual46
5.2 A formação da personalidade46
Síntese47
CAP 7. A LEITURA ACTIVA48
Sumário48
2.1 Ler «por alto»49
2.2 Ler «em profundidade»49
3 Processos de leitura activa50
3.1 Consultar o dicionário50
3.2 Sublinhar50
3.3 Fazer anotações51
3.4 Tirar apontamentos51
3.4.1 Transcrições51
3.4.2 Esquemas52
3.4.3 Resumos52
4 Velocidade e rendimento53
4.l A vantagem do leitor rápido53
4.2 Como acelerar o ritmo de leitura54
Síntese5
CAP 8. A ELABORAÇÃO DE UM TRABALHO56
Sumário56
1 O tema57
2 A recolha de informações57
3 O plano58
3.1 Filtragem58
3.2 Ordenação58
4 A redacção59
4.1 Partes do texto59
4.2 Citações59
4.2.1 Recorrer a autoridades60
4.2.2 Transcrever com fidelidade60
4.2.3 Identificar a fonte60
4.3 Bibliografia61
5 A apresentação do trabalho62
Síntese63
CAP 9. REGRAS DA ESCRITA64
Sumário64
1 O estilo65
1.1 Palavras familiares65
1.2 Expressões sóbrias65
1.2.1 Poupar qualificativos6
1.2.2 Ser directo6
1.3 Frases curtas6
1.4 Ligações coerentes6
2 A pontuação67
3 A ortografia68
3.1 Eliminação e troca de letras68
3.2 Troca de palavras homófonas69
3.3 Confusões nos verbos70
4 A aprendizagem da escrita70
4.1 Ler bons autores71
4.2 Conhecer a gramática71
4.3 Treinar71
Síntese71
CAP 10. PROVAS DE AVALIAÇÃO73
Sumário73
1 A preparação74
1.1.3 Medo75
1.2 A revisão final75
1.3 O treino para os testes75
1.3.1 Imaginar perguntas75
1.3.2 Resolver testes antigos76
2 A realização das provas76
2.1 C omo responder nas provas escritas76
2.1.1 Ler o enunciado todo76
2.1.2 Distribuir o tempo76
2.1 3 Perceber o sentido das perguntas7
2.1.4 Fazer uma lista de tópicos7
2.1.6 Não escrever coisas incertas78
2.1.7 Cuidar as opiniões pessoais78
2.2 Cábulas: sim ou não?79
2.3 A questão da caligrafia79
2.4 C omo responder nas provas orais80
2.4.1 Pedir esclarecimentos80
2.4.2 Desviar-se das dificuldades80
2.4.3 Fugir à polémica80
3 A reacção às notas81
3.1 Assumir as responsabilidades81
3.2 Aprender com os erros81
Síntese82
CAP 1. CONCLUSÃO83

CAP 1. INTRODUÇÃO

«Os alunos não sabem estudar!»—ouve-se, com frequência, nas nossas escolas. Mostra a experiência que muitos estudantes, apesar da sua capacidade e do seu esforço, acabam por ter insucesso, pois trabalham sem método ou com métodos inadequados.

Como qualquer outra actividade humana, o estudo exige o domínio de técnicas especificas. Sem elas, o esforço é ineficaz. Daí a necessidade de aprender a estudar.

Este manual prático de métodos e técnicas de estudo visa ajudar o jovem a criar hábitos de trabalho, individual e em grupo, e surge dentro do espirito reformador da Lei de Bases do Sistema Educativo. Na sua elaboração, fugimos, propositadamente, às explicações mais teóricas. Que os académicos perdoem o atrevimento!

Apresentamos regras gerais orientadoras que deverão ser adaptadas consoante as capacidades do estudante, os objectivos, o tempo disponível e o tipo de disciplina. Nenhum método é ideal para todas as pessoas.

Este guia é dirigido, em primeiro lugar, aos estudantes, sobretudo do ensino secundário, interessados em melhorar a eficiência do seu trabalho. É dirigido também aos pais preocupados com o rendimento escolar dos seus filhos e aos professores empenhados em facilitar a aprendizagem aos seus alunos.

António Estanqueiro

Como tirar proveito deste livro

Consulte o índice para ficar com uma ideia geral sobre os assuntos abordados.

Sublinhe as ideias que lhe pareçam mais úteis para o trabalho escolar.

Faça anotações à margem do texto. Escreva sinais de concordância, de agrado ou de desagrado.

Compare os métodos habituais de estudo com os métodos aqui apresentados.

Discuta o conteúdo deste livro com outras pessoas interessadas no assunto.

Aproveite todas as oportunidades para usar as técnicas aconselhadas. Só se aprende bem aquilo que se pratica.

INTRODUÇÃO Ao professor

Sugerimos que dedique algumas aulas a análise dos hábitos de trabalho dos seus alunos e à informação sobre técnicas de estudo adaptadas à disciplina que lecciona. Quando os alunos sabem estudar, torna-se mais fácil o sucesso do ensino e da aprendizagem.

O seu perfil de estudante

Verifique o seu perfil de estudante, respondendo, com toda a sinceridade, ao teste que, abaixo, lhe propomos.

Assinale com X o quadrado («SIM» ou «NÃO») que melhor corresponde ao seu caso particular. Não ceda à tentação de assinalar o que acha preferível, mas apenas o que, de facto, se passa consigo.

Apesar de não oferecer rigor científico, este simples teste pode ajudá-lo a reflectir sobre os seus hábitos de trabalho, individual e em grupo.

PERGUNTAS Sim Não 1. Acontece-lhe, com frequência, ser surpreendido pela falta tempo para preparar as suas provas de avaliação?

2. Tem o hábito de fazer o seu horário pessoal de estudo?

3. Dedica ao estudo individual mais de cinco horas, em média, por semana?

4. Necessita de estímulos (prémios ou castigos) para cumprir os seus deveres?

5. Desanima facilmente perante uma tarefa mais complexa?

6. Desinteressa-se pelas disciplinas que não correspondem as suas motivações ou expectativas?

7. Procura, sempre que possível, a colaboração dos colegas mais motivados e mais responsáveis?

8. Comparece nas aulas, muitas vezes, sem o material de trabalho indispensável (livros, cadernos, etc.)?

9. Consegue escutar com atenção um professor, mesmo quando ele é menos comunicativo?

10. Dispensa-se, frequentemente, de tirar apontamentos nas aulas?

1. Participa nas aulas, expondo as suas duvidas ou os seus pontos de vista sobre a matéria?

12. Esforça-se por manter uma boa relação com o professor e com os colegas?

13. Lê os manuais sem fazer anotações, esquemas ou resumos pessoais? 14. Realiza, algumas vezes, leituras e investigações, por livre iniciativa? 15. Sabe como elaborar correctamente um trabalho escrito? 16. Preocupa-se mais em memorizar do que em compreender? 17. Costuma utilizar a auto-avaliação para orientar o seu estudo?

18. Revê atentamente os tópicos fundamentais da matéria, antes de cada prova?

19. Tem sempre o cuidado de apresentar os seus trabalhos e os seus testes sem erros (gramaticais ou ortográficos)?

20. Atribui mais vezes aos outros do que a si próprio a responsabilidade pelos seus fracassos?

Para saber o resultado do seu teste, dê um ponto a cada resposta «SIM» as perguntas n.os 2, 3, 7, 9, 1, 12, 14, 15, 17, 18 e 19. Dê, igualmente, um ponto a cada resposta «NÃO», as perguntas n.os 1, 4, 5, 6, 8, 10, 13, 16 e 20.

Some, em seguida, o conjunto desses pontos.

§ Se obteve menos de 7 pontos, você pertence ao grupo dos estudantes em risco de insucesso. Precisa de (re)aprender a estudar.

§ Se obteve entre 7 e 13 pontos, você pertence a categoria dos estudantes que, em regra, conseguem alcançar classificações positivas. Mas, se ambiciona ir mais longe, tem ainda muito a modificar nos seus hábitos de trabalho.

§ Se obteve mais de 13 pontos, você está no bom caminho. Continue a aperfeiçoar-se. É sempre possível fazer melhor.

APRENDER A ESTUDAR Pág. 9

A GESTÃO DO TEMPO CAP 2. A GESTÃO DO TEMPO

(Parte 1 de 13)

Comentários