(Parte 1 de 4)

Apresentação02
Comportamento Empreendedor09
um plano de negócios14
TAREFA 2: Introdução10
TAREFA 3: Descrição do negócio2
TAREFA 4: Clientes26
TAREFA 6: Concorrência38
TAREFA 7:Localização :46
TAREFA 8: Determinação de preço51
TAREFA 9: Métodos de "marketing"56
TAREFA 10: Pessoal chave63
TAREFA 1: Fornecedores68
TAREFA 12: Manufatura e produção71
TAREFA 13: Projeção devendas73

Página Tarefas do plano de negócios e Características do TAREFA 1: Etapas que antecedem a elaboração de TAREFA 5: Descrição dos produtos ou serviços. 3 TAREFA 14: Viabilidade econômica / financeira.. 79 TAREFA 15: Apêndice..........................................86

Nas páginas seguintes você estará envolvido na elaboração de um trabalho extremamente importante para aqueles que desejam percorrer o caminho que os separa de uma meta. Este manual foi elaborado para sinalizar esse caminho. Apesar de algumas pessoas acharem o planejamento cansativo, pois não estão habituadas a esse tipo de tarefa, percebem, ao seu final, que a recompensa pela dedicação e atenção dadas a ela se materializa em uma série de descobertas a respeito da empresa e do mercado onde atuam ou irão atuar. Muitos empresários são induzidos a fazer um plano de negócios porque foram convencidos de que é a forma mais segura de garantir o financiamento de um projeto junto a um banco. Outros resolvem fazê-Io porque gostariam de submeter a um possível sócio capitalista o seu plano de expansão, garantindo assim uma parceria junto a um investidor . Alguns o fazem influenciado por um consultor, ou mesmo por um contador que tenha sugerido que uma empresa precisa de um plano, pois é um indicador de que há ali organização e um direcionamento, trazendo maior credibilidade ao negócio. Apesar de serem razões importantes, entendemos que os empreendedores são pessoas automotivadas, acostumadas a estabelecer suas próprias metas, não assumindo compromissos simplesmente para contentar terceiros.

Ao elaborar um plano de negócios, o empreendedor aprenderá muito mais a respeito do seu ramo de atividade e do seu mercado. Ele terá, a partir do plano, um controle muito maior sobre sua empresa, além de conseguir competitividade ao buscar informações sobre uma série de questões levantadas no roteiro de um plano de negócios. Ao se dedicar às tarefas que estão aqui contidas, você irá eliminar os planejamentos instintivos que muito prejuízo têm trazido às pessoas que iniciam um negócio sem um plano claro e sem buscar as informações que um empreendedor precisa ter antes de se lançar a um novo projeto ou mesmo à ampliação do atual. Ao longo destes dias em que procuramos praticar os comportamentos que caracterizam a trajetória das pessoas bem-sucedidas, percebemos claramente a importância das metas nessa caminhada. Entretanto, que utilidade terá uma meta estabeleci da se não criarmos um plano de ação que funcione como guia, como mapa, nesta caminhada rumo ao sucesso? Ao vivenciarmos o módulo de Estabelecimento de Metas, percebemos que as metas são sonhos com prazo determinado. E não passarão de sonhos se não estivermos dispostos a agir. E isso implica ter garra, persistência e comprometimento, mesmo diante da "oposição e/ou de resultados inicialmente desanimadores.

Nesta altura do seminário, após ter ficado bem claro dentro de nós a palavra meta, surge à inquietação sobre o nosso desempenho pós-

EMPRETEC, principalmente porque agora percebemos que as ferramentas para vencer a inércia e conquistar o sucesso estão em nossas mãos. Como disse Henry Ford, "se você pensa que pode, ou pensa que não pode, em ambos os casos você está certo", Caso pensamento semelhante esteja percorrendo a sua mente, informamos que este seminário não foi concebido com o objetivo de apenas mostrar o que os empreendedores de sucesso fazem, mas também como o fazem. Ao finalizar este trabalho, perceberá a verdade contida na afirmação acerca do aumento de 60% de chances de um negócio dar certo a partir do momento em que colocamos as idéias por escrito, através da elaboração de um Plano de Negócios. Ele o conduzirá do ponto de partida à meta final. Será um roteiro que o guiará de um conceito preliminar de negócio a uma empresa vencedora, sem deixar de dar a você uma noção clara dos obstáculos que enfrentará e das alternativas que poderá escolher ao tomar uma decisão norteada por um plano. Sendo você uma pessoa que quer utilizar o seu talento para conquistar o sucesso, e com a percepção de que só o melhor é o suficiente, o envolvimento na preparação de um plano de negócios poderá ser o fator determinante entre o sucesso e o fracasso. Ao preencher todas as tarefas deste Manual do Plano de Negócios, estará, sem dúvida, muito mais apto a compreender todas as Características de Comportamento Empreendedor -CCEs -de que necessita para atingir as suas metas de sucesso. Você perceberá também que um planejamento é uma trilha, e não um trilho, e que deverá ser monitorada constantemente para garantir sucesso perene, pois descansar nos louros de um sucesso inicial poderá ser fatal. Não podemos esquecer que um mundo em constante mutação irá gerar mudanças nos hábitos de seus clientes, exigindo uma constante vigilância para estar sempre na vanguarda do atendimento dessas novas necessidades. Ao dedicar-se ao planejamento, e concluí-lo, você terá em mãos um mapa bem sinalizado que deverá ser constantemente consultado e revisado, "levando em conta os resultados obtidos e mudanças circunstanciais" no cenário empresarial onde você está inserido. Apesar de sermos contrários à tese de que a principal motivação do empresário para fazer um plano seja o aumento substancial da possibilidade de se conseguir um financiamento bancário, não podemos deixar de admitir que os bancos estão cada vez mais interessados em analisar os planos de negócios elaborados pelas empresas, pois através do conteúdo de um plano avaliarão, com maior consistência, a viabilidade de um negócio e a capacidade gerencial de seus condutores. Este manua se destina a auxilia-lo a criar tal plano. Quando tiver concluido, tera em maos um rico material que servira de alicerce para tomar decisoes. Ao voltar a sua empresa, devera incluir todas as informacoes complentares de que nao dispoe no momento.

A fase da coleta de dados é a primeira fase da elaboração do plano de negócios. O objetivo dessa fase é reunir todas as informações possíveis para subsidiar sua decisão, seja para abrir um novo negócio ou ampliar um já existente. Você perceberá que não precisa ser um especialista para isso. Entretanto é preciso que se comprometa a examinar cuidadosamente as questões levantadas neste trabalho e colocá-las por escrito de forma clara e objetiva. Aconselhamos que faça a tarefa complementar com bastante esmero, dedicando- se a buscar as informações necessárias ao complemento desse trabalho. Independente do objetivo que este Plano de Negócios tenha para você é importante fazê-Io bem feito. Escrevemos este manual para servir de orientação prática. Um passo-a-passo que permitirá a você a preparação de um plano, não importa que o objetivo seja a obtenção de um empréstimo, a abertura de um novo negócio ou a expansão do atual. O que desejamos esclarecer é que não importa que objetivo esteja em sua mente, é nossa intenção que o plano sirva de bússola na caminhada que deverá fazer entre o ponto em que está hoje e a distância que o separa de sua meta. Este plano é constituído de 15 tarefas e o seu preenchimento poderá ser facilitado a partir das informações e orientações de preenchimento abaixo.

Estrutura das tarefas

Um texto introdutório em que são feitas considerações sobre os aspectos abordados naquele tópico e acerca das informações que o empreendedor deve utilizar na hora em que estiver elaborando a tarefa em questão, no seu plano de negócios. Um exemplo de tarefa pronta gerada por alguém que tenha seguido o mesmo roteiro deste manual, constituindo-se na aplicação prática das orientações recebidas. Espaço destinado à redação que o participante fará daquela tarefa, em seu Plano de Negócios, localizado logo após o exemplo. É constituídas por planilhas pautadas, muitas delas apresentando tópicos que orientam o seu preenchimento. Um cronograma que permitirá ao participante fazer um plano com prazo definido, incluindo as atividades necessárias à sua execução e o nome do responsável pela obtenção das informações. Outro fato importante a ressaltar neste manual é que incluímos, sempre que autorizados pelos titulares das empresas reais citadas, informações retiradas de seus planos de negócios. No entanto, os nomes constantes nos exemplos são fictícios. Você não deve copiar os exemplos, mesmo que lhe pareçam bons. Eles foram colocados ali para facilitar o seu entendimento e, como cada caso é um caso, você deve tratar o seu da maneira mais real possível, colocando informações bem reais de sua empresa, pois, se não o fizer, poderá prejudicar a fidelidade e credibilidade de seu trabalho. Quando você tiver concluído o seu plano de negócios, experimente sacar as folhas que houver redigido, agrupando-as num bloco e lendo-as por completo. Ao fazer isso, irá perceber o plano no seu todo e notará uma sequência lógica entre as tarefas e a interdependência e complementaridade que as liga. Finalmente, afirmamos que este não é um livro comum. Também não é para ser apenas lido. É um roteiro que deverá ser complementado, como afirmamos no início. E, mais ainda, deverá ser o "mapa rodoviário" ou o "plano de vôo" constantemente consultado com o objetivo de levá-Io por caminhos corretos à consecução de suas metas.

Tudo isso exigirá de você investimento de mais tempo, determinação, dedicação, disciplina, comprometimento, persistência e garra necessários à decisão de passar do pensamento à ação, de arregaçar as mangas e procurar moldar o futuro que você almejou. Bom Trabalho!

Como deve ter observado, dividimos o processo global de preparação de um plano de negócios em 15 tarefas: este manual lhe mostrará cada uma delas, de modo que possa preparar um plano completo. Contudo, o sucesso empresarial não consiste apenas em habilidades específicas tais como contabilidade, "marketing" , manufatura, etc. É também essencialmente importante que tenha certas características de comportamento empreendedor (CCE) A fim de mostrar-lhe quais são e como estão associadas com as tarefas mais familiares para o início e operação de um negócio, relacionamo-las com as várias partes do plano de negócios. Enquanto estiver trabalhando nas tarefas envolvidas na criação de seu plano, terá também a oportunidade de identificar estas características, colocá-las em prática durante a execução das tarefas e avaliar seu próprio nível obtido em cada uma delas.

Tarefa do plano CCEs Comportamento

1. Etapas que antecedem a elaboração de um plano de negócios

Correr riscos calculados Estabelecimen to de metas

Calcular deliberadamente os riscos e avaliar as alternativas Ter metas clara e específica de longo prazo

2. IntroduçãoPersuasão e rede de contato

Utilizar estratégias deliberadas para persuadir os outros

3. Descrição do negócio

Correr riscos calculados

Calcular deliberadamente os riscos e avaliar alternativas

4. ClientesBusca de oportunidades e iniciativa

Busca de informações

Identificar oportunidades únicas para iniciar um novo negócio, obter financiamento equipamentos, espaço para trabalhar ou assistência. Buscar pessoalmente informações sobre clientes, fornecedores ou concorrentes.

Descrição dos produtos ou serviços

Exigência de qualidade e eficiência

Busca de oportunidades e iniciativa

Tomar medidas para atender ou exceder os padrões de qualidade Tomar medidas para estender o negócio a novas áreas, produtos ou serviços.

6. Concorrência Persistência

Busca de Informações

Tomar medidas repetidas vezes ou mudar de estratégia afim de enfrentar desafios ou superar obstáculos

7. LocalizaçãoBusca de informações

Buscar pessoalmente informações sobre clientes, fornecedores ou concorrentes

8. Determinação de preços

Persuasão e redes de contato Planejamento e monitoramentosistemáticos

Utilizar estratégias deliberadas para influenciar ou persuadir os outros Manter registros financeiros e utilizá-los para tomar decisões

9. Métodos de "Marketing"

Persuasão e redes de contato

Utilizar estratégias deliberadas para influenciar ou persuadir os outros

1O. Pessoal- Chave

Comprometim ento

Fazer sacrifícios pessoais ou esforços extraordinários para a realização de um trabalho

1. Fornecedores

Busca de informações

Fazer pesquisas pessoais sobre como fornecer seus produtos ou serviços

12. Manufatura e produção

Exigência de qualidade eficiência Planejamento e monitorament o sistemáticos

Encontrar maneiras de fazer as coisas melhor, mais rápido e mais barato Dividir tarefas maiores em subtarefas Revisar o plano periodicamente, para avaliar a performance ou fazer mudanças necessárias

13. Projeção de vendas

Busca de informações

Buscar pessoalmente informações sobre clientes, fornecedores ou concorrentes

14. Viabilidade econômica/ financeira

(Parte 1 de 4)

Comentários