Slide sobre exercícios em gestantes

Slide sobre exercícios em gestantes

Alterações osteo-articulares

  • Maior mobilidade principalmente sacro-ilíaca e da sínfise púbica;

  • Alteração na postura;

  • Transferência de cálcio da mãe para o bebê.

Alterações músculo- esqueléticas

  • Músculos mais frouxos;

Alterações respiratórias

  • Abertura das últimas costelas;

  • Elevação e ampliação lateral do diafragma;

  • Volume corrente, volume minuto e freqüência respiratória aumentam progressivamente.

Alterações cardiovasculares

  • Volume cardíaco e volume sistólico aumenta;

  • Sangue diminui a viscosidade;

  • Débito cardíaco aumenta no início do parto.

Benefícios da Prática de Atividade Física

  • Redução e prevenção de desconfortos musculo-esqueléticos

  • Aumento no limiar de dor

  • Melhora na circulação sanguínea

  • Redução de edema

  • Fortalecimento muscular

  • Fortalece períneo prevenindo disfunção urinária

  • Melhor recuperação pós-parto

  • Aumento do peso do recém-nascido

  • Menor necessidade de cesárea

  • Controle do peso da mãe

Cuidados

  • Equilíbrio

  • Diástase

  • Hipertermia

  • Lesões articulares

  • 55 a 85% da FCmax.

  • 40 a 75% do VO2 max.

  • Escala Borg não ultrapassar “um pouco cansada”

  • Exercícios deitada após o primeiro trimestre(compressão da veia cava inferior)

  • Aquecimento e Desaquecimento

  • Nutrição adequada

Atividades Físicas mais Adequadas

  • Intensidade leve a moderada

  • Exercícios Respiratórios

  • Natação e outros esportes aquáticos

  • Bicicleta(de preferência ergométrica)

  • Exercícios de fortalecimento muscular

  • Exercícios para assoalho pélvico

  • Caminhadas

  • Corridas*

Atividades Físicas Contra-indicadas

  • Intensidade intensa

  • Competições

  • Esportes de contato ou que ofereçam risco de trauma abdominal

  • Movimentos abruptos

  • Hiperflexão e hiperextensão

  • Posição supino após 3 trimestre

  • Mergulho

  • Atividades em altitudes elevadas

  • Exercícios que sobrecarreguem a coluna lombar

Parar exercício se ocorrer:

  • Sangramento ou perda de líquido vaginal

  • Dor no abdome

  • Tonturas e náuseas

  • Contrações uterinas

  • Dor na área púbica

  • Temperatura oral acima de 38°C

  • Angina

  • Falta de ar

Doença cardíaca significativa

  • Doença cardíaca significativa

  • Placenta prévia

  • Doença pulmonar restritiva

  • Cervix incompetente

  • Sangramento uterino persistente no 2° ou 3° trimestre

  • Pré-eclampsia

Contra-indicações relativas:

  • Anemia

  • Arritmia

  • Obesidade mórbida

  • Retardo no crescimento ultra-uterino

  • IMC inferior a 12

  • DM não controlado

  • Bronquite crônica

Programa de treinamento

  • Componentes:

    • Aquecimento: 5 min
    • Atividade aeróbica: 20 min
    • Fortalecimento muscular: 10 min
    • Desaquecimento: 5 min
    • Alongamento : 5 min
    • Exercício de relaxamento: 5 min

Programa de treinamento

  • 50 min diários

  • Mínimo de 3x por semana

  • Adequado à cada gestante

Hidroterapia em gestantes

  • Benefícios da flutuação

  • Estresse articular diminuído

  • Evita risco de queda e impactos acentuados

  • Alívio de dores nas costas

  • Redução do edema de membros

  • Melhora a auto-estima

  • Relaxamento e massagem do corpo

  • Fortalece a musculatura postural

Bibliografia

  • LEITÃO, Marcelo Bichels et.al. Posicionamento Oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte:atividade Física e Saúde na Mulher,Revista Bras Med Esporte - Vol. 6,2000

  • CONTI, Marta Helena Souza De et al. Efeito de Técnicas Fisioterápicas sobre os Desconfortos Músculo-esqueléticos da Gestação, RBGO - v. 25, nº 9, 2003

  • BATISTA,Daniele Costa el. Al, Atividade física e gestação: saúde da gestante não atleta e crescimento fetal. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, 2003

  • YMCA dos Estados Unidos

Obrigada!!

Comentários