Apostila Basica De LInux

Apostila Basica De LInux

(Parte 1 de 8)

MAD - Material de Apoio Didático

FATEC Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba/SP1

Controle de Versão

VERSÃO RESPONSÁVEL CONTATO DATA CONTRIBUIÇÃO 1.0 Prof. Rbns rv3en5@gmail.com 04/08/06 Versão Inicial

1.1 idem idem 10/09/06 - correções ortográficas - criação de usuários

- correções ortográficas - novo layout

- nova ordenação dos tópicos e distribuição por áreas de interesse

1.3 idem idem 29/04/07 - correções ortográficas - novo layout

2.0 idem idem 01/03/08 - ampliação com material para a disciplina SO1

- novos exercícios

- revisões

Se agradece ao usuário que encontrar imprecisões ou erros, e puder ser gentil de os apontar no Fórum em w.rbns.com.br para correção em futuras versões. Igualmente se agradece ao usuário que queria sugerir revisões ou reformulações no texto ou na abordagem deste material.

1Fatec Carapicuíba - Avenida Francisco Pignatari, 650 - Vila Gustavo Correia, CEP 06310-390 / Carapicuíba - SP Tel/Fax: (1) 4185-3544 - fatec_carapicuiba@yahoo.com.br

Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

Sobre este documento Este documento começou a ser desenvolvido como uma apostila de introdução ao Ubuntu/Linux, e era originalmente pensada para ser utilizada nas disciplinas introdutórias Informática I e I do curso de Logística com ênfase em transportes da FATEC de Carapicuíba. Mais tarde foi reformulada para servir como material de apoio e como um guia de consulta rápida para os meus alunos na disciplina de Sistema Operacionais I do curso de Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação (ASTI), também da FATEC de Carapicuíba.

Assim, o objetivo desta apostila não é ser um guia minucioso da utilização do GNU/Linux ou um “livro texto” para a disciplina de Sistemas operacionais, mas sim servir como introdução a distribuição Ubuntu e material paradidático para as aulas de SOI.

O público alvo deste documento é o usuário médio de computadores, sem conhecimentos prévios dos ambientes Unix like, sem grande apreço pela utilização do Shell, e sem os conhecimentos básicos do funcionamento interno de sistemas operacionais em geral, ou em outras palavras, meus alunos dos cursos introdutórios do curso ASTI.

Nos exemplos que envolvam imagens será utilizando o gerenciador de janelas (interface gráfica) Gnome, mas em alguns exemplos também poderá ser utilizando o KDE.

Na elaboração deste documento foram utilizados majoritariamente os softwares Gimp, OpenOffice.org Writer, Ubuntu-Linux, Firefox e Inkscape.

Sobre o autor e Feedback Rbns, o autor inicial deste documento é

Rubens A. Menezes. S. F. - Professor da FATEC de Carapicuíba © 2006 e Todos os direitos reservados.

Para contatar o autor inicial utilize o site: http://www.rbns.com.br. O contato com o autor inicial pode ser utilizado para apontar erros neste documento ou encaminhar comentários e sugestões sobre o conteúdo. De fato agradecemos quem puder fazê-lo.

Licenciamento Este trabalho está licenciado, exceto onde indicado, sob uma Licença Creative

Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

No endereço w.rbns.com.br existem um Blog e um Fórum, ambos servem como canal de comunicação com os alunos.

Commons Atribuição-Uso Não Comercial- Compartilhamento pela mesma licença 2.5 Brasil1. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-ncsa/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 559 Nathan Abbott Way, Stanford, California 94305, USA.

Todas as marcas registradas presentes neste documento pertencem a seus respectivos proprietários.

Agradecimentos Obrigado a toda comunidade do

Software Livre, quase sempre anonima e subversiva, que produz e compartilha estes softwares maravilhosos, vencendo todo tipo de barreiras e boicotes, dividindo com estranhos um bem raro e precioso: o conhecimento.

Agradecemos ainda ao Prof. Carlos

Alberto Maziero da PGIA CCET PUCPR pela iniciativa de partilhar seu conhecimento, produzindo um livro sobre Sistemas Operacionais de forma aberta e sob uma licença que permita a utilização por outros alunos e professores.

Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

CONTROLE DE VERSÃO1
SOBRE ESTE DOCUMENTO2
SOBRE O AUTOR E FEEDBACK2
LICENCIAMENTO2
AGRADECIMENTOS3
PARTE I: SISTEMAS OPERACIONAIS: VISÃO GERAL6
O QUE É UM SO6
TIPOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS6
FUNCIONALIDADES8
POLÍTICAS E MECANISMOS10
ESTRUTURA DE UM SISTEMA OPERACIONAL10
PARTE I – LINUX: HISTÓRIA E TRADIÇÃO12
OS SISTEMAS UNIX12
O GNU/LINUX E SUAS DISTRIBUIÇÕES12
CERTIDÃO DE NASCIMENTO13
PARTE I – DO YOU UBUNTU?15
UM LINUX MUITO FÁCIL DE USAR15
DISTRIBUIÇÕES: LINUX, GOSTOSO COMO SORVETE! (E COM MUITOS SABORES!)15
O ESPÍRITO DO “UBUNTU”17
CONHECENDO A INTERFACE18
PROPRIEDADES DOS PAINÉIS SUPERIOR E INFERIOR19
COPY & PASTE20
CRIANDO LINKS NO DESKTOP20
PASTAS OCULTAS21
CRIANDO USUÁRIOS NO UBUNTU2
PARTE IV – O SISTEMA DE ARQUIVOS24
FHS (LINUS FILESYSTEM STANDARD)24
A ESTRUTURA DE DIRETÓRIOS DO UBUNTU25
TABELA COM OS PRINCIPAIS DIRETÓRIOS DE DISTRIBUIÇÃO LINUX TÍPICA26
PARTE V – CONHECENDO O SHELL27
CRIANDO PACOTES TAR28
DIGITANDO RAPIDAMENTE28
COMANDOS MAIS COMUNS30
PERMISSÕES DE ARQUIVOS32
MÉTODO LETRAS34
EXEMPLOS (MÉTODO LETRAS)34
MÉTODO NÚMEROS34
EXEMPLOS (MÉTODO NÚMEROS)36
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO37
EXERCÍCIO 0137
EXERCÍCIO 0237
EXERCÍCIO 0338
EXERCÍCIO 0438

Sumário

Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

EXERCÍCIO 0638
EXERCÍCIO 0738
EXERCÍCIO 0839
EXERCÍCIO 0939
EXERCÍCIO 0939
EXERCÍCIO 1039
EXERCÍCIO 139
EXERCÍCIO 1240
EXERCÍCIO 1340
EXERCÍCIO 1440
EXERCÍCIO 1540
EXERCÍCIO 1640
EXERCÍCIO 1741
CONHECENDO NOVOS COMANDOS42
BIBLIOGRAFIA43
LIVROS MAIS USADOS43
LIVROS CONSULTADOS43
ATRIBUIÇÃO-USO NÃO-COMERCIAL-COMPARTILHAMENTO PELA MESMA LICENÇA 2.5 BRASIL4
Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

PARTE I: Sistemas Operacionais: Visão Geral

O que é um SO2

●Abstração de recursos

○Prover interfaces de acesso aos dispositivos, mais simples de usar que as interface de baixo nível; ○Tornar os aplicativos independentes do hardware;

○Definir interfaces de acesso homogêneas para dispositivos com tecnologias distintas;

●Gerência de recursos ○ex.: uso do processador distribuído entre os aplicativos definindo a velocidade adequada para cumprir suas funções sem prejudicar os outros; ○ex.: o mesmo ocorre com a memória RAM, que deve ser distribuída de forma justa entre as aplicações;

○Impressora gerenciada de forma mutuamente exclusiva (apenas um aplicativo por vez) ;

○Impedir que todos os recursos do sistema sejam monopolizados por um só usuário (ou um pequeno grupo);

Tipos de Sistemas Operacionais3

Os sistemas operacionais podem ser classificados segundo diversos parâmetros e perspectivas, muitos sistemas operacionais se encaixam bem em mais de uma das categorias apresentadas:

●Batch (de lote) : os sistemas operacionais mais antigos trabalhavam “por lote”, ou seja, todos os programas a executar eram colocados em uma fila, com seus dados e demais

2MAZIERO, Carlos Alberto. Sistemas Operacionais I - Conceitos Básicos. PGIA CCET PUCPR. Disponível em: <http://w.ppgia.pucpr.br/~maziero/doku.php?id=so:livro_de_sistemas_operacionais> Arquivo: so-cap01.pdf. Acesso em: 21/04/2008. 3 Idem.

Copyright (exceto onde indicado) Prof. Rbns (FATEC-CP)http://w.rbns.com.br

MAD (Material de Apoio Didático) arquivo: MAD_v2.0.odt impresso em: 21/04/2008 - 17:28:19 sugestão de citação para este documento: SOUZA FILHO, Rubens A Menezes de. Material de Apoio Didático. Disponível em: <http://w.rbns.com.br/downloads_fatec.html> Arquivo: MAD_v2.0.pdf.

informações para a execução;

○Exemplos desses sistemas incluem o OS/360 e VMS, entre outros.

(Parte 1 de 8)

Comentários