(Parte 1 de 6)

Página 1 de 20 E-mail professor: sandrotc@anhanguera.edu.br –Arquivo: dw02 Javascript.doc

Linguagem JavaScript

Introdução

Originalmente, JavaScript chamava-se LiveScript. JavaScript é uma linguagem de script de programação, interpretada (não é compilada) pelos navegadores (browsers). JavaScript não descende e não tem relação com Java. JavaScript foi criada pela Netscape em 1995 e Java é um produto da Sun Microsystems. Os códigos escritos em JavaScript podem ser embutidos em código HTML e são executados no cliente. Assim, afirmamos que JavaScript é uma linguagem do tipo client-side. JavaScript é uma linguagem case-sensitiva (Case-Sensitivity). Nomes para gerenciadores de eventos como onclick, precisam ser escritos em letras minúsculas em JavaScript, ainda que possa ser escrito como OnClick em HTML, já que HTML não é case-sensitive. JavaScript é uma linguagem com tipagem dinâmica (os tipos de variáveis não precisam ser definidos no início do programa). Como JavaScript podemos criar programas orientados a objetos.

Estrutura Básica de um Programa JavaScript

Um programa JavaScript deve ser escrito dentro dos tags <script> e </script> que geralmente são escritos entre os tags <head> e </head>. Podem ser escritos também na seção de corpo (<body>). As tags <script> e </script> podem aparecer mais de uma vez em diferentes seções, se necessário. A propriedade type do exemplo abaixo é opcional.

<html> <head>

<title> Página teste </title>

<script language="JavaScript" type="text/javascript"> </script>

Você pode especificar a versão da linguagem JavaScript assim (isto é opcional): <script language="JavaScript 1.5">

Dica: Você pode, ser preferir, incorporar um arquivo texto contendo código JavaScript com extensão “.js”, incluindo o código a seguir dentro dos tags <head> e </head>. Não coloque os tags <script> e </script> dentro do arquivo “.js”. Além de ajudar a organizar documentos, essa prática permite o reaproveitamento de código em páginas distintas de seu site.

<script src="arquivo.js"> </script>

Existe uma outra maneira de se ter um JavaScript em uma página dentro do corpo do HTML. Observe no exemplo a seguir que não existem os tags <script> e </script>. O código está inserido no evento onClick. Mais adiante nesta apostila, veremos um pouco mais sobre eventos.

<html> <head><title> Página teste </title></head>

<body>

<form>

<input type="button" onClick="alert(‘Você clicou no botão’)" value="Clique aqui"> </form>

Página 2 de 20 E-mail professor: sandrotc@anhanguera.edu.br –Arquivo: dw02 Javascript.doc

Comentários

Os comentários JavaScript são como os comentários usados nas linguagens C, Java, PHP. Use // para comentar uma única linha e o par /* … */ para comentários que possuem uma linha ou mais de comprimento. Veja o exemplo:

// este é um comentário var x = 1; /* este é outro comentário */

Declaração de Variáveis

O ponto-e-vírgula, que encerra uma linha de código, em JavaScript é opcional. Porém, se você colocar mais do que uma declaração em uma única linha, os pontos-e-vírgulas são exigidos. Logo, por uma questão de clareza em seus códigos, use sempre ponto-e-vírgula. Você pode usar uma variável sem primeiro declará-la. No entanto, sugiro que você declare sempre suas variáveis como boa prática de programação. Os tipos de dados possíveis são: números, strings, booleanos e nulos. Para criar uma variável, utilize a palavra reservada var (é possível declarar variáveis sem a instrução var, declaração essa denominada implícita). Veja a seguir alguns exemplos de definição de variáveis.

var x; var numero = 5; var nome = "Sandro"; var valido = true; var cidade, estado;

Você pode declarar uma variável e inicializá-la quando a primeira ocorrência da variável estiver em uma estrutura for (esta estrutura será estudada nas próximas páginas), por exemplo:

Os dados booleanos podem receber apenas dois valores: true ou false. Os dados nulos são representados pela palavra-chave null. Caso uma variável esteja indefinida, ela recebe o valor null.

Nota: para declarar constantes, apenas troque var por const.

Além das variáveis escalares (que armazenam um único valor por vez), podemos criar vetores ou matrizes (estruturas de dados compostas uni ou multidimensionais). Para isso, utilizamos a palavra Array. Por exemplo, as duas linhas a seguir definem dois vetores, um vazio e outro com cinco elementos predefinidos.

var vetor_x = new Array; var vetor_y = new Array(1, 2, 3, 4, 5);

Veja outra maneira de manipularmos uma variável como se fosse um array:

var disciplinas; disciplinas[2] = "Matemática"; disciplinas[5] = "Português";

Para obter a quantidade de elementos de um array, usamos o atributo length, assim:

var vetor_numeros = new Array(1, 2, 3, 4, 5); document.write("O array possui " + vetor_numeros.length + " elementos");

Podemos ainda utilizar os atributos sort (classifica os elementos) e join (retorna todos os elementos).

var vetor_nomes = new Array("Ana", "Luiza", "Isabella"); document.write("Elementos do array: " + vetor_nomes.join() + "<br>"); document.write("Array ordenado: " + vetor_nomes.sort());

Página 3 de 20 E-mail professor: sandrotc@anhanguera.edu.br –Arquivo: dw02 Javascript.doc

Conversão entre Strings e Números

Pode ocorrer mistura de tipos de dados em JavaScript. Quando uma string estiver junto com um número, o JavaScript tende a interpretar os dados como sendo do tipo string. Veja o exemplo:

var numero1 = "10"; var numero2 = 20; var soma = numero1 + numero2; document.write(soma);

O script acima irá escrever 1020.

Observe que para escrever algo em PHP usamos echo ou print. Em JavaScript usamos document.write. Se quiser somar 10 com 20 no exemplo acima, use a função ParseInt(), assim:

var numero1 = "10"; var numero2 = 20; var soma = parseint(numero1) + numero2; document.write(soma);

Para converter para float utilize parsefloat().

Escopo de Variáveis em JavaScript

Uma variável pode ser global ou local. Veja o exemplo a seguir onde temos x como variável global e y como local. Observe que x é global (pública) por que foi declarada antes da função teste. Se uma variável local tiver o mesmo nome e uma global, será usado o valor da variável local à função que estiver sendo executada.

<script language="JavaScript"> var x = "variável global"; function teste() { var y = "variável local"; } </script>

Operadores Aritméticos

Os operadores aritméticos são exatamente os mesmos utilizados na linguagem C e em PHP. São eles: + (adição), - (subtração), * (multiplicação), / (divisão), % (resto da divisão = modulus), ++ (incremento), -- (decremento). Como já foram estudados em outras disciplinas, não serão detalhados aqui. Você pode ainda utilizar os operadores de designação, como +=, *=, -=, /=.

Operadores Relacionais

Os operadores relacionais também são os mesmos conhecidos das principais linguagens de programação, como Linguagem C, PHP e outras. São eles: == (igual, comparação), <, >, <=, >=, !=.

(Parte 1 de 6)

Comentários