Segurança na soldagem

Segurança na soldagem

(Parte 1 de 4)

Regras para segurança

Em soldagem,goivagem e corte ao arco elétrico Em soldagem,goivagem e corte ao arco elétrico

REGRAS DE SEGURANÇA2

O presente documento, traduzido e adaptado da brochura Precautions and Safe Practices for ARC WELDING,CUTTING&GOUGINGpublicadaporESABWelding&CuttingProducts(Florence,SC-USA), é destinado a proporcionar informações sobre saúde e segurança aos Usuários dos processos de soldagem, corte e goivagem ao arco elétrico e equipamentos relacionados.Estas informações podem ser usadas como subsídios para o treinamento dado nas Empresas a soldadores, operadores e demais técnicosoucompletartaltreinamento.

Asregrasapresentadascobremprocessosdesoldagemecorteaoarcoelétricotaiscomo:

oldagem a plasma

Estas regras não devem ser consideradas como substitutos ou alternativas à legislação ou às normas vigentes, inclusive às normas internas dos Usuários; ainda, elas completam, mas não substituem as informaçõescontidasnosManuaisdeInstruçõesespecíficosdosequipamentosdesoldaroucortar.

Asregrasdesegurançasãoapresentadasparaaproteçãodosoperadoresedemaispessoalenvolvidona instalação, utilização e manutenção de equipamentos de soldar, cortar ou goivar ao arco e plasma elétricos. Elas resumem informações e práticas adotadas na industria e são baseadas em literatura especializadadeorigemnorte-americana.

Antes de se instalar, operar ou reparar um equipamento de soldar, é necessário ter lido, compreendido e adotado as regras aqui apresentadas. A não observância destas regras de segurança pode resultar em acidentes com danos pessoais eventualmente fatais, sob a inteira responsabilidade do Usuário. A não observância das regras abaixo apresentadas implica ainda na perda total da garantia dada sobre os equipamentosfornecidosporESABS.A.IndústriaeComércio.

Goivagem com grafite Goivagem com plasma Plasmacorte Soldagem ao arco submerso S Soldagem com arame tubular Soldagem com eletrodo revestido Soldagem MIG/MAG Soldagem TIG

Asregrasdesegurançaoraapresentadassãodivididasemtrêsgruposprincipais: 1)Regrasdesegurançarelativasaolocaldetrabalho 2)Regrasdesegurançarelativasaopessoal 3)Regrasdesegurançarelativasaoequipamento

REGRAS DE SEGURANÇA3

1) Regras de segurança relativas ao local de trabalho

1.1) Incêndios e explosões

O calor produzido por arcos elétricos e as suas irradiações, por escórias quentes e por faíscas podem ser causas de incêndios ou explosões. Conseqüentemente, toda área de soldagem ou corte deve ser equipada com sistema adequado de combate a incêndio e o pessoal de supervisão de área, operação ou manutençãodoequipamentoenvolvidodevesertreinadonocombateaincêndios.

Todo e qualquer trabalhador deve ser familiarizado com as seguintes medidas de prevenção e proteção contraincêndios:

Sempre que possível, trabalhar em locais especialmenteprevistosparasoldagemoucorteaoarcoelétrico.

Locais onde se solde ou corte não devem conter líquidos inflamáveis (gasolina, tintas, solventes, etc), sólidos combustíveis (papel, materiais de embalagem,madeira,etc)ougasesinflamáveis(oxigênio,acetileno,hidrogênio,etc).

.Quandoasoperaçõesdesoldagemoucorte não podem ser efetuadas em locais específicos e especialmente organizados, instalar biombos metálicos ou proteções não inflamáveis ou combustíveis para evitar que o calor, as fagulhas, os respingosouasescóriaspossamatingirmateriaisinflamáveis.

Garantir a segurança da área de trabalho. Eliminar possíveis causas de incêndios.

Instalarbarreirascontrafogoecontrarespingos

Fagulhas, escórias e respingos podem "voar" sobre longas distâncias. Eles podem provocar incêndios em locais não visíveis ao soldador. Procurar buracos ou rachaduras no piso, fendas em torno de tubulações e quaisquer aberturas que possam contereocultaralgummaterialcombustível.

Extintores apropriados, baldes de areia e outros dispositivos antiincêndio devem ficar a proximidade imediata da área de soldagem ou corte. Sua especificação depende da quantidade e do tipo dos materiais combustíveis que possam se encontrarnolocaldetrabalho.

Quando soldam ou cortam, os operadores, podem não se dar conta da existência de algum incêndio pois além da atenção exigida pelo próprio trabalho, eles ficam isolados do ambiente pela sua máscara de soldagem e os seus diversos equipamentos de proteção individual.De acordo com as condições do local de trabalho, a presença de uma pessoa especialmente destinada a tocar um alarme e iniciar o combateaoincêndiopodesernecessária.

Alem dosprocedimentosdesegurançadaEmpresaedasnormasoulegislaçãoemvigor,érecomendado

Tomarcuidadocomfendaserachaduras.

Instalar equipamentos de combate a incêndios. Avaliar a necessidade de uma vigilância especial contra incêndios.

Conhecer os procedimentos locais para casos de incêndios em soldagem ou corte.

REGRAS DE SEGURANÇA4 que sejam conhecidas as regras enunciadas na norma NFPA No. 51B da National Fire Protection Association(USA),"FireProtectioninUseofCuttingandWeldingProcesses".

Antesdeseiniciarumaoperaçãode soldagem ou corte num local não especificamente previsto para esta finalidade, ele deve ser inspecionadoporpessoahabilitadaparaadevidaautorizaçãodeuso.

Substâncias depositadas na superfície das peças podem decompor-se sobaaçãodocaloreproduzirvaporesinflamáveisoutóxicos.

Eles podem explodir se tiverem contido algum material combustível ou criar um ambiente asfixiante ou tóxico conforme o material que foi armazenado neles.

Apagar ou remover fagulhas ou pedaços de metal quente que, mais tarde, possam provocar algum incêndio.

Usarumprocedimentode"Autorizaçãodeusodeárea".

Nuncasoldar,cortarourealizarqualqueroperaçãoaquentenumapeçaquenãotenhasido adequadamente limpa.

Nãosoldar,cortarougoivaremrecipientesfechadosouquenãotenhamsidodevidamente esvaziados e limpos internamente.

Proceder à inspeção da área de trabalho após ter-se completado a soldagem ou o corte.

O local de trabalho deve possuir ventilação adequada de forma a eliminar os gases, vapores e fumos usados e gerados pelos processos de soldagem e corte e que podem ser prejudiciais à saúde dos trabalhadores. Substâncias potencialmente nocivas podem existir em certos fluxos, revestimentos e metais de adição ou podem ser liberadas durante a soldagem ou o corte. Em muitos casos, a ventilação naturalésuficiente,mascertasaplicaçõespodemrequererumaventilaçãoforçada,cabinescomcoifasde exaustão, filtros de respiração ou máscaras com suprimento individual de ar. O tipo e a importância da ventilação dependem de cada aplicação específica, do tamanho do local de trabalho, do número de trabalhadorespresentesedanaturezadosmateriaistrabalhadosedeadição.

REGRAS DE SEGURANÇA5

A soldagem ou o corte em áreas confinadas requer procedimentos específicos de ventilaçãoetrabalho,comousoeventualdecapacetesoumáscarasespeciais.

Não se deve soldar, cortar ou realizar qualquer operação a quente numa peça que não tenha sido adequadamentelimpa.Osprodutosdadecomposiçãodestassubstânciaspelocalordoarcopodem produzir vapores inflamáveis ou tóxicos. Todos os fumos e gases desprendidos devem ser considerados como potencialmente nocivos. Remover toda e qualquer pintura ou revestimento de zincodeumapeçaantesdesoldá-laoucortá-la.

O tipo e a quantidade de fumos e gases dependem do processo, do equipamento e dos consumíveis usados. Umaposiçãodesoldagempodereduziraexposiçãodosoldadoraosfumos.

Locais tais como poços, tanques, sótões, etc devem ser considerados como áreas confinadas.

Não soldar ou cortar peças sujas ou contaminadas por alguma substância desconhecida.

O soldador ou operador deve sempre manter a cabeça fora da área de ocorrência dos fumos ou vapores gerados por um arco elétrico de forma a não respirá-los.

Nuncasoldarpertodedesengraxadoresavaporoudepeçasqueacabemdeserdesengraxadas.

A decomposição dos hidrocarbonetos clorados usados neste tipo de desengraxador pelo calor ou a irradiaçãodoarcoelétricopodegerarfosgênio,umgásaltamentetóxico,ououtrosgasesnocivos.

Metais tais como o aço galvanizado, o aço inoxidável, o cobre, ou que contenham zinco, chumbo, berílio ou cádmio nunca devem ser soldados ou cortados sem que se disponha de uma ventilação forçadaeficiente.Nuncasedeveinalarosvaporesproduzidosporestesmateriais.

Uma atmosfera com menos de 18 % de oxigênio pode causar tonturas, perda de consciência e eventualmente morte, sem sinais prévios de aviso. Os gases de proteção usados em soldagem e corte são quer mais leves, quer mais pesados que o ar; certos deles (argônio, dióxido de carbono- CO ,nitrogênio)podemdeslocarooxigêniodoarambientesemseremdetectadospelossentidosdo homem.

O hidrogênio é um gás inflamável. Uma mistura deste gás com oxigênio ou ar numa área confinada explode se alguma faísca ocorrer.Ele é incolor, inodor e insípido.Ainda, sendo mais leve que o ar, ele pode acumular-se nas partes superiores de áreas confinadas e agir como gás asfixiante.

(Parte 1 de 4)

Comentários