Manual Técnico da Metal Leve

Manual Técnico da Metal Leve

(Parte 3 de 3)

As impurezaspodemprovirdalimpezaincorreta do motorantes ou durante a montagem. Pode ocorrer também falha de funcionamento pelo desgaste de partes metálicas.

CORREÇÃO - Instalar novas bronzinas, seguindo cuidado- samente as instruções de limpeza recomendadas.

- Retificar o eixo, caso seja necessário.

- Recomendar queooperador troqueoóleoeo respectivofiltro,periodicamente,nos interva- los recomendados pelo fabricantedo motore mantenha limpoo filtrode are o respiro do cárter.

4.3 - SUJEIRA NO ALOJAMENTO .I,"

Área localizada de desgaste na superfície da liga, correspondendo a uma marca provocada pela presença departículaestranha nas costas dabronzina.

Fia.4.2.3 CAUSAS

Partículas entreo alojamentoe a bronzina im- pedem o contato adequado e dificultamo fluxo decalor.O aquecimentoeas cargas localizadas provocam a fadiga nessa área e o materialse destaca (Fig. 4.3).CORREÇÃO Llga.Antl Fricçao Capa Sujeira

- Limparcuidadosamenteoalojamento,retiran- do todas as rebarbas, sujeiras ou partículas sólidas, antes de instalar novas bronzinas. - Examinar o estado dos colos e retificarcaso seja necessário.

, " : ~.. "

SUJEIRA NO ALOJAMENTO Partfcula t:1 Fig.4.3.1

Fig.4.3.2 Alojamento

Vista Frontal Vista Lateral Fig. 4.3

t:1 4.4-ALOJAMENTO OVALlZADO

Áreas de desgaste excessivo, próximas as linhas de partição da bronzina.

As flexões dabiela devidoas cargas alternadas podem produziraovalização doalojamento.As , bronzinas tendem a adquirir essa forma, resul- tando daiuma superfície intemanãocilíndrica. A folgapróximada linhadepartição,peladefor- mação do alojamento fica muito reduzida, podendo havercontatometálicodaligaantifricção com o colo do eixo (Fig 4.4).

- Examinar a circularidade do alojamentoda bronzina e se estiverforadas especificações, recondicionar o mesmo ou trocara biela.

- Examinar ocolo do eixo, retificandocaso seja necessário.

4.5 - ALTURA DE ENCOSTO INSUFICIENTE

Áreas brilhantes(polidas)são visíveis nas costasdabronzina,eemalgunscasos,também nasuperfíciedepartição.

Fig.4A, 1 o apertoinsuficientenaopermitequeseestabeleça a pressão radial que retéma bronzina no alojamento. O contatoé inadequado,acondução do caloré dificultadae ao mesmotempoo atritoadicional provocado pela pulsação da bronzina aumenta o calor gerado (Fig. 4.5). As causas para uma alturade encosto ser insuficientesão:

- limagemnasuperfíciedepartiçãodabronzina; - capa afastada porsujeira ou rebarba nasuperfíciede partição;

- torqueinsuficiente; - parafusoencostando nofundodeumfuronão passante; - alojamentoda bronzinacomodiâmetroacima doespecificado.

ALOJAMENTO OVALlZADO

- Limpar as superfícies de partição, antes de apertaros parafusos. - Examinar as dimensões e o estado dos alo- jamentos, recondicionando-os caso seja necessário.

- Aplicar no apertodos parafusos ou porcas o torquerecomendado pelofabricante.Fig.4A t:1 t. ,. I''''U .lI'

Fig.4.5.2

Fig.4.5 k4 t,- tl;f1lIJ.(i~/:ü'. 'I. . .

t:1 4.6 - ALTURA DE ENCOSTO EXCESSIVA t:1 4.7 - BIELA EMPENADA OU TORCIDA

~j~~'~~B ~

;;tI

".~c

Áreas de desgaste excessivo junto a linha de partição,em uma das bronzinas ou em ambas.

Quando se colocaabronzinanoalojamento,ela fica saliente na linha de partição (altura de en- costo). Ao se apertar os parafusos da capa, as bronzinas serào forçadas contra o alojamento, garantindoumbomcontato. Existindo o excesso de altura de encosto, a forçaradialquese desenvolve,podeprovocar a flambagemdabronzina, próximoalinhade par- tição (Fig. 4.6). São causas comuns:

- superfície de partiçãodo alojamentousinada. - torqueexcessivo (aperto).

- Se tiversido usinada a superfície de partição da capa, do bloco ou da biela, reusinar o alo- jamento para se obterumacircularidade perfeita.

- Verificar, com o emprego de Azul da Prússia ou com outro processo adequado (súbito, etc.),se a ovalização está dentrodos valores permitidos,depoisdeterdadooapertocorreto nos parafusos da capa, com a chave de tor- que. - Aplicar no aperto dos parafusos ou porcas, o torquerecomendado pelofabricante.

D

ALTURA DE ENCOSTO EXCESSIVA Áreas de desgaste excessivo nos lados diago- nalmenteopostos decada bronzina. Atrito

Numa biela empenada ou com torção, os alojamentos estão desalinhados originando áreas deelevadas pressõeseatécontatometalmetalentrea bronzina eo colo do virabrequim.

O empenamentodabielapodeocorrerporintro- dução forçada do pino, aperto dos parafusos das capas comabielafixadaincorretamentena morsa ou por calço hidráulico (Fig 4.7).

Áreas de Pressão Excessiva

- Examinar'a biela, ecaso seja necessário substituí-Ia.

- Evitaresforços de torção na biela. Fig.4.7Altura de Encosto Excessiva Fig.4.6

t:.1

4.8-CAPA DESLOCADA ASPECTO

Áreas de desgaste excessivo noslados diame-

tralmenteopostos de cada bronzina próximoa linhadepartição.

A capa do mancal foi deslocada forçando um lado de cada bronzina contra o eixo(Fig 4.8).

Isso pode acontecer devido às causas seguintes:

- Uso de chave inadequada, para aperto dos parafusos.

- Inversão da capa. - Furos ou pinosououtrossistemas decentrali- zação das capas alterados.

- E!?colherachave adequada eapertaralternadamenteos parafusos paraperfeitoassenta- mentodacapa.

r--- 28 r'1 ~, t,

- Certificar-se que a posição da capa écorreta.

- Verificarse osistemadecentragemdascapas não estáalteradoou danificado. e substitui-Io caso seja necessário.

4.9 - VIRABREQUIM DEFORMADO

Fig.4.8.1 ASPECTO

Uma faixa de desgaste bem definida pode ser observada no conjunto de bronzinas centrais superiores ou noconjunto das inferiores.

O grau de desgaste varia de bronzina para bronzina,masgeralmentenadomeioeleébem maisacentuado.

O virabrequimdeformadosubmeteas bronzinas centrais a cargas excessivas, sendo as pressões máximas obtidas nos pontos de maior distorção.

Nestespontos,afolgatambémse reduz,epode havercontato metal-metalentrea bronzina e o colo dovirabrequim(FigA.9). O virabrequim pode se deformar devido a manuseioinadequado,armazenagemincorreta ou condições operacionais extremas.

CORREÇÃO - Verificarse o eixo está deformado através de umprocesso adequado. - Desempenarovirabrequim.

InterferênciadeChave Fig.4.8

UklJJ~ln~~(JJlDifJIg"j€CP b1i$1P.r,eiifiltã?à$Iiimll!lstõ~8fiiijZiijá$ 29

LinhadeCentrodoBloco Fig. 4.9 t:1 4.10- BLOCO DEFORMADO

l "à, !

r~:~i':..::l' 6

Vf \'\l,I

J 'i)' I I

:I'i,

, t],':i'" ,i,,!)

.f~;~~:I, I ti I

:'''i! 1

Uma faixa de desgaste bem definidapode ser observada no conjunto de bronzinas centrais superiores ou noconjunto das inferiores.

O grau de desgaste varia de bronzina para bronzina,masgeralmentenado meioeleébem maisacentuado.

O aquecimento e o resfriamento brusco do motoréumadascausas dadistorçãodosblocos quando ele opera sem válvula termostática.A deformaçãodoblocopodetambémsercausada

4.1 - COLOS NÃO CILiNDRICOS por:

- Condições desfavoráveis de uso (porexem- plo,sobrecarga operacional do motor).

- Procedimentos de aperto incorretodos parafusos do cabeçote (Fig. 4.1O).

Faixa de desgaste desigual na bronzina. De acordo comas regiõesque ficamsubmetidas a maiores pressões, distinguem-setrêsaspectos principaisquecorrespondem respectivamente, aos defeitos deformados colos ilustrados (Fig. 4.1, A,S e C).

CORREÇÃO Colos nao cilindricos impõemuma distribuição irregular de cargas na superfície da bronzina gerando em certas áreas maior quantidadede calor e acelerando o desgaste. As folgas poderão tornar-se insuficientesehavercontato

- Determinar a existência de deformação através de um processo adequado.

- Realinhar (mandrilar)os alojamentos. - Instalarválvulatermostática.

metal-metalentreabronzinaeocolodovirabre- quim. Em outros casos as folgas serão excessivas. Os perfís cônico, côncavo ou convexo (barril) dos colos do virabrequime ainda a conicidade do alojamentoda bronzina nabielasão sempre devidos a retificaçãoincorreta.

COLOS NAo CILINDRICOS A~

~.F: i"

'IL. Fig.4.1.2

- Retificarcorretamenteoscolos eos alojamentos.

Fig.4.1

- 1:(jJfffi$1 'i'!ti/TItiiw'ti;(§(§:líi,'.:I€t({'(§@(J)1?1ri'ili7Ili~(fJI !li' Flr,em~~/st6:e:sw8?PQZjQa"$ 31

~ l1

4.12-RAIO DECONCORDÂNCIAINCORRETO 5 -MONTAGEM INCORRETA

POR FALTA DEATENÇÃO se sofrerem alterações de seu projeto.A mono tagem incorreta quase sempre provoca urnn falhaprematurada bronzina.

As figuras abaixo mostram os erros mais comunsde montagem.

ASPECTO As bronzinas nãofuncionarão adequadamente se não forem montadasde maneira correta ou

Áreas de desgasteexcessivoao longodas superffcieslateraisdabronzina. BIELA ASSIMÉTICA BRONZINAS TROCADAS

Raios de concordânciados colos incorretos ocasionandoocontatometal-metalaolongodas superfícieslateraisdabronzina(Fig.4.12). Isso levaa umdesgasteexcessivoe a uma fadigaprematuralocalizada.

- Retificaros colos, tomandoo cuidado de executaros raios com a curvaturacorreta.

- Não deixarcantovivoqueenfraqueceráoeixo pela concentração de tensões em área já muitosolicitada.

Correta Incorreta Fig.4.12.1

Raios Incorretos CALÇOS IMPRÓPRIOS FURO DE ÓLEO NÃO ALINHADO

Fig.4.12

Furo de Óleo (Bloco)

6.1-FOLGA DEMONTA INCORRETA

Asuperfícieexternadabuchaapresentariscos circunferenciaisprofundos.

Montagemdoeixonabuchacomfolgadiametral insuficiente,fazendocom que o eixo fique

"agarrado"na bucha provocandoa rotação destanoalojamento.

Utilizarafolgademontagemespecificadapelo fabricantedomotor.

li TABELA DE CONVERSÃO DE APERTOS (TORQUE)

6.2.ALOJAMENTO DEFORMADO

Asuperfícieexternadabuchaapresentaáreas depoucocontatocomoalojamento.

o alojamentonãosendoperfeitamentecircular diminui a área de contato bucha com o alojamentonãopermitindoperfeitadissipação docalorgerado.

Verificaracircularidadedoalojamentoantesda montagemdeumanovabucha

Nocasodealojamentomuitodeformado,retificá-Ioe utilizarumabuchacomsobremedida

externa.

Fig.6.2

Apublicaçãoereproduçãodestemanualnotodoouempartes,semautorizaçãoescritadaMetal LeveS.A.Indústriae Comércio,é expressamenteproibida.

.,,~:<., ~..:. ,," ". : ,,'"'": ..rJ .. ,

'& ui ui ÕI ÕI ui ÕI ÕI ui ui '5..c ..c ..c

.>c:>c: .>c: ... .>c: .>c: ... .>c:

Vendas e Assistência Técnica

R.Brasílio Luz, 535 - Santo Amara

CEP 04746-901 - São Paulo - SP Tais.: (011) 545-0644/0729/0659

(Parte 3 de 3)

Comentários