Introdução Sociologia

Introdução Sociologia

O que é Sociologia?

  • Curso: Introdução às Ciências Sociais

  • Prof: Ana Cristina Braga Martes

  • Bibliografia:

  • A ciência da sociedade - Vilma Figueiredo

  • Aron, Etapas do Pensamento Sociológico

Ciências Sociais – para que?

  • Sociedade Estado

  • Economia

  • Valores (cultura)

  • Sociologia – produz conhecimento amplamente disseminado: mídia e empresas (índices, características demográficas, avaliações e formulação de projetos, pesquisas de opinião e de políticas públicas, etc).

Heranças

  • Humanismo clássico: por que vivemos em sociedade, por que e como construímos pactos sociais, quem – ou o que -- conduz a história, para onde vamos?

  • Livre arbítrio

  • Estruturas – constrangimentos e incentivos

  • Indivíduo x sociedade

  • Revolução Industrial e Francesa – ideal de emancipação e secularização (ciência x religião)

  • No século XIX estas questões adquirem caráter científico (metodologia + corpo teórico)

Século XIX

  • Industrialização - concentração da riqueza

  • Explosão demográfica

  • Urbanização

  • Pobreza Revoltas

  • Instituições mediadoras de conflitos?

Temas e perguntas

  • Evolução, progresso e ação humana

  • Conflito e mudança social

  • Qual é o papel da Sociologia?

Augusto Comte (1798-1857)

  • Cabe à Ciência Positiva identificar as leis naturais da sociedade para resolver problemas concretos

  • Como? Conhecendo o passado para deduzir a linha evolutiva que conduz ao futuro.

      • A história - progresso do espírito humano. Tal evolução está especialmente baseada no desenvolvimento da ciência.
    • Objetivos da Sociologia: reformar a sociedade e estabelecer a síntese do conhecimento científico (qual é a ordem que reina no mundo?)
    • Resolução de problema concretos

Positivismo

  • Cabe ao legislador acelerar a expressão das qualidades humanas na melhor convivência social, desde que tenha conhecimento necessário.

  • Conflitos entre trabalhadores e empresários são imperfeições a serem solucionadas na sociedade industrial.

  • O homem é livre na medida em que compreende e consegue colocar as leis naturais a seu serviço e a mudança social processa-se, sem saltos, dentro da ordem - Sem ordem não há progresso.

  • A doutrina se transforma em dogma. O positivismo passa a atrair seguidores apaixonados em diferentes regimes republicanos do século XIX, inclusive no Brasil.

Karl Marx (1818-1883)

  • A idéia de evolução -- da qual toda noção de progresso é signatária -- também está presente e Marx:

  • Seu objetivo - demonstrar cientificamente a evolução inevitável do capitalismo e as contradições da sociedade moderna.

  • Principal característica da sociedade moderna: conflito capital x trabalho. O capitalismo, por ser eminentemente antagônico, caminhará em direção à sua auto-destruição. Cabe aos homens (proletários) acelerar o cumprimento desse destino histórico.

    • Mais do que o Positivismo, o Marxismo teve grande influência na história da humanidade, no século XX.

Emile Durkheim (1858-1917)

  • Sociologia - ciência positiva, ocupa-se do reino social e visa revelar as leis que o regem. Estuda os “fatos sociais” e tem método próprio.

  • Noção de conflito - o problema social não é de ordem econômica e sim de consenso (sentimentos partilhados). Na sociedade moderna tem-se uma integração insuficiente indivíduo-coletividade.

  • Sociologia pode contribuir para melhorar a sociedade por estudar cientificamente os fenômenos e identificar patologias sociais. Se um fenômeno é normal em uma coletividade, não cabe eliminá-lo.

  • Cabe, porém, difundir o conhecimento científico, ampliando o racionalismo e a autonomia individual.

  • Noção clara de progresso

Max Weber (1864 -1920)

  • Objetivo da Sociologia - compreender a ação social, ou seja, captar o sentido que o ator dá a sua conduta.

  • Traço característico do mundo contemporâneo: o processo de racionalização crescente, típico da empresa econômica e da gestão burocrática do Estado.

  • àDesencantamento do mundo x noção de progresso.

  • A ciência é um aspecto do processo de racionalização das sociedades modernas. Ela não é capaz de ensinar os homens a viver melhor, a organizarem-se ou predizer o futuro, porque sempre existirão dimensões da sociedade onde a ação social não racional prevalece e a ciência pode expressar-se, apenas, em termos de probabilidades.

  • Progresso?

Resumo - Progresso

  • Durkheim: crescente divisão do trabalho, e integração social através da solidariedade orgânica (aperfeiçoamento moral).

  • Marx: utopia da sociedade comunista seria alcançada no decorrer de uma série de revoluções sociais.

  • Weber: tendência generalizada para a racionalização da vida e da organização social não significa necessariamente progresso.

Comentários