Cartilha de Hipertensão Arterial

Cartilha de Hipertensão Arterial

O que é Pressão Arterial?

O coração bombeia o sangue para os demais órgãos do corpo por meio de tubos chamados artérias. Quando o sangue é bombeado, ele é “empurrado” contra a parede dos vasos sangüíneos. Esta tensão gerada na parede das artérias é denominada pressão arterial.

O que é hipertensão?

A hipertensão arterial ou “pressão alta” é a elevação da pressão arterial para números acima dos valores considerados normais. Esta elevação anormal pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo humano, tais como cérebro, coração, rins e olhos.

Outro tipo de hipertensão menos comum e que ocorre em cerca de 10% da população é a chamada hipertensão arterial secundária. Este tipo de hipertensão deve-se a uma doença conhecida ou devido ao uso de alguma medicação e qual poderá ser controlada através de tratamento médico específico.

SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE HIPERTENSÃO ARTERIAL

Como a pressão arterial se altera durante o dia?

A pressão arterial varia durante o dia dependendo da sua atividade. Ela aumenta quando você se exercita ou em situações tais como ansiedade, nervosismo, e diminui quando você está relaxado ou quando dorme.Até mesmo a postura -sentado ou em pé-influência a pressão arterial.Esse é o motivo pelo qual os médicos fazem a medida da pressão arterial várias vezes para confirmarem o diagnóstico de hipertensão arterial.

O que significa a medida da pressão arterial?

Quando a pressão arterial é medida, dois números são anotados, o primeiro refere-se à pressão sistólica e o segundo à diastólica. Considera-se normal a pressão sistólica menor que 140 e a pressão diastólica menor que 90.Toda pressão maior ou igual a 140 x 90 é considerada alta e deve ser tratada adequadamente.

Pessoas com pressão sistólica entre 130 e 139 e diastólica entre 85 e 89, tem maior risco de tornarem-se hipertensas, sendo muito importante controlar os fatores de risco e medir a pressão arterial periodicamente.

Toda pessoa que tem uma medida de pressão elevada é hipertensa?

A pressão de uma pessoa normal pode se elevar por alguns momentos durante o dia em determinadas situações como estresse, tensão, dores de qualquer tipo (incluindo dor de cabeça) e exercícios. Logo, uma medida única de pressão com valores elevados não é suficiente para dizer que essa pessoa é portadora de hipertensão arterial.

O que acontece quando a pressão se eleva?

O aumento da pressão arterial indica que o coração está trabalhando mais do que o normal, ou seja, esta fazendo mais força para bombear a mesma quantidade de sangue para o resta do corpo.

Portanto os vasos sangüíneos estão, também, sofrendo maior pressão.Este aumento de esforço sobrecarrega o coração que, com o tempo, vai tendo menor força para fazer o seu trabalho e fica dilatado. E quanto mais dilatado fica o coração, maior o esforço que ele tem que fazer para bombear uma mesma quantidade de sangue.Resultado: o coração não consegue bombear sangue suficiente para os diversos órgãos do corpo, prejudicando o seu funcionamento e desta forma surgem os sintomas de falta de ar, cansaço e inchaço do corpo.

O aumento da pressão com que o coração bombeia o sangue danifica as artérias, que ficam endurecidas e machucadas. É sobre estas áreas machucadas que se formam as placas de gordura que entopem as artérias.Resultado o coração precisa fazer ainda mais força para que o sangue chegue nas diferentes partes do corpo, formando um ciclo vicioso.

Quais os sintomas da hipertensão?

Geralmente a dor de cabeça e a sensação de tontura são os sintomas mais comuns, porém não os únicos. Muitas pessoas portadoras de hipertensão arterial desconhecem a doença, pois os sintomas demoram a aparecer.

Quais são as principais doenças que podem ser originadas pela hipertensão?

- Infarto

- Angina

- Insuficiência do coração

- Insuficiência dos rins

- Derrame cerebral (acidente vascular cerebral)

- Tromboses

Que fatores podem estar relacionados com a pressão alta?

Histórico familiar:

Pessoas que tem familiares com pressão arterial elevada têm maior chance de serem hipertensas. Se for o seu caso comunique ao médico.

Idade:

Sabe-se que à medida que se avança na faixa etária aumenta a porcentagem de portadores de hipertensão arterial. Na população idosa mais da metade apresenta hipertensão.

Sal:

A ingestão excessiva de sal predispõe ao aumento da pressão arterial.

Obesidade:

Pessoas com excesso de peso têm maior probabilidade de desenvolver a hipertensão.

Procure saber qual é seu peso normal em relação a sua idade, altura e sexo e, se você estiver acima deste peso, consulte seu médico sobre um programa de exercícios e dieta adequado para uma perda gradual de peso.

Diabetes:

Pessoas com diabetes muitas vezes também sofrem de hipertensão. Esta combinação aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Abuso de álcool:

Estudos demonstram que o abuso do álcool pode estar associado á pressão alta.

Recomenda-se moderação.

Vida sedentária:

Um estilo de vida sem exercícios regulares aumenta a probabilidade de excesso de peso, significando um fator de risco para o desenvolvimento da hipertensão.

Cigarro

O hábito de fumar de fumar é um fator de contribuição para elevar a pressão arterial.

Dicas para controlar a pressão arterial

Se você tem pressão alta é importante trabalhar em conjunto com seu médico, planejando um programa de controle adequado.

1- Tome seus remédios regularmente, como prescrito por seu médico.

2- Compareça ao consultório nas datas marcadas de controle de sua pressão o que permitirá ao médico tomar as providências adequadas.

3- Atividades físicas regulares, alimentação balanceada e controle do stress também são algumas dicas.

Controlando e Prevenindo a Hipertensão

  • Evite alimentos ricos em gorduras saturadas e as calorias vazias como os refrigerantes doces e frituras. Eles contêm grandes quantidades de colesterol, açúcares e excesso de sal que é prejudicial à saúde. Favorecendo o ganho de peso, promovendo o aparecimento da hipertensão arterial.

  • Procure preparar as suas refeições com pouco sal. Diminua o sal nos seus alimentos.

  • Crie o hábito de consumir as refeições sem o saleiro. É uma forma de controlar a ingestão de sal diário.

  • Controle periodicamente a sua pressão arterial.

  • Deixe de fumar.

  • Minimize o uso de álcool.

  • Mantenha seu peso ideal.

  • Faça exercícios físicos sob orientação médica.

  • Controle o stress.

Você pode medir sua pressão na posto de saúde mais próximo de sua residência.

ORIENTAÇÕES SOBRE A DIETA PARA A HIPERTENSÃO ARTERIAL

O sal de cozinha é um dos temperos mais comuns da culinária brasileira, porém um dos responsáveis pelo aumento da pressão arterial.

Geralmente nós comemos uma quantidade excessiva de sal (aproximadamente 10 gramas, o que corresponde em média a 2 colheres de chá rasas). A nossa necessidade diária de sal é bem pequena e já existe normalmente em cerca de 75% nos próprios alimentos que consumimos, (isto é, cerca de 6g de sal ou 1 colher de chá rasa). Existem alimentos que contém muito sal e, portanto devem ser evitados. São eles:

- lingüiça, carne-seca, bacalhau, paio, salame, presunto, mortadela, salsicha, toucinho defumado, hamburger industrializado.

- molho de soja, catchup, mostarda, molho inglês, temperos prontos, azeitona, caldo de carne concentrado, sopas industrializadas.

- conservas e enlatados: sardinha, ervilha, molho verde, palmito, fiambres, patês, etc.

- todos os tipos de queijo, exceto ricota e queijo tipo minas.

- manteiga e margarina com sal, bolachas salgadas, salgadinhos industrializados “tipo chips”, amendoim, etc.

É importante ressaltar, que muitos alimentos já contêm sal na sua composição. No quadro abaixo, temos a quantidade de alguns alimentos que equivalem a 1g de sal de cozinha, os quais devem ser evitados para que não se exceda à recomendação máxima diária.

1 grama de sal de cozinha equivale a:

    • ½ gomo de lingüiça calabresa

    • 1 ½ unidade de salsicha

    • 4 fatias finas de mussarela

    • 5 fatias finas de queijo prato

    • 1 ½ unidade de sardinha em lata

    • 4 unidades de azeitona

    • 1 unidade de pão francês

    • ¼ de tablete de caldo concentrado

    • 1 colher de sopa de shoyo

Conselhos úteis no preparo da dieta:

  1. Cozinhe com pouco sal.

  2. Evite colocar o saleiro na mesa.

  3. Procure dar sabor à comida, utilizando temperos como alho, vinagre, limão e ervas aromáticas (coentro, hortelã, salsa, manjericão, louro, salsão, cebolinha, etc.).

  4. Não utilize alimentos gordurosos e frituras a fim de evitar o excesso de peso.

  5. Inclua na dieta alimentos à base de cereais, legumes, verduras e frutas.

Atividade Física e Hipertensão Arterial:

Entre as medidas não medicamentosas, a atividade física é comprovadamente capaz de diminuir a pressão arterial. Para atingir esses benefícios é preciso estar atento para o tipo, intensidade, freqüência e duração do exercício físico. No entanto, devemos buscar sempre os cuidados de profissionais da área da saúde (ex.: médicos e fisioterapeutas) para orientação e supervisão da pratica dos exercícios físicos adequados.

7

Comentários