As plantas medicinais dos quintais de Mimoso:Uma abordagem a partir da Educação Ambiental

As plantas medicinais dos quintais de Mimoso:Uma abordagem a partir da Educação...

(Parte 1 de 5)

Universidade Federal De Mato Grosso

Instituto de Biociências

Sandro Nunes Vieira

As plantas medicinais dos quintais de Mimoso:

Uma abordagem a partir da Educação Ambiental.

Monografia apresentada ao Instituto de Biociências da Universidade Federal de Mato Grosso, como requisito para obtenção do Grau de Licenciado em Ciências Biológicas.

Orientadores:

Edward Bertholine de Castro

Professor do Instituto de Biociências da UFMT

Departamento de Biologia e Zoologia.

Michèle Sato

Professora Doutora do Instituto de Educação da UFMT

Departamento de Ensino e Organização Escolar

Cuiabá, Março de 2003

II

DEDICATÓRIA

Ao Sr. Heron e Sra. Thildes, pelo amor, dedicação, correções, força, caráter, perseverança e apoio, e ainda, por serem à base de sustentação mais sólida ao qual posso me espelhar. Ao meu irmão Carlos e sua esposa Glaucia, meus sobrinhos: Wendell, Karine, Kenedy, Vitor, Matheus e Weslley. Á comunidade de Mimoso, pelos momentos especiais e aprendizados.

III

Andarilho

Gilton Mendes

IN João Ormond (Cd Rio Abaixo)

Subi morros da chapada, fui na serra das

Araras

Cachoeiras e estradas nessa região sem fim

Desci o Rio Paraguai, cortei todo o Pantanal

Fui de barco, fui de trem e ao caminhar

Senti bem mais além.

Conheci os pantaneiros, tuiuiú e colhereiros

Jacarés e seus coureiros comovi com toda a

Dor

do Pantanal e pantaneiro.

Santo Antônio e Mimoso, dancei rasqueado

Gostoso

Toquei viola de cocho e dancei o cururu,

Para o sono despertar ralei pau de guaraná

Mergulhei no Cuiabá, comi pirão, mojica e pacu

Conheci também Barão, vir florir o aguapé,

Envaideceu meu coração Baia de Chacororé.

Desci o Rio Paraguai, cortei todo o Pantanal

Fui de barco, fui de trem e ao caminhar

Senti bem mais além.

IV

AGRADECIMENTOS

A minha grande família (Nunes e Vieira), Taciana, Ceriaco, Eunice, Aurelino, Demi e família, Dudu e família, Neli e família, Carlos e família, Nice e família, Vina e família, Jô e família, Valda e família, Deva e família, Edson e família, Edelson e família, Maria e família, Nato e família, Tia Maiza e família, Família Teles, Biu e família, Lila e família, Primo Izaias, pelo grande apoio, carinho, amor e compreensão.

À Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto de Biociências (IB) e Instituto de educação (IE).

Ao Prof. Vavá, o Gentleman da educação, pela força, orientação e desorientação e reorientação, atenção e por disponibilizar-nos uma das virtudes mais belas da vida a amizade e o conhecimento.

À professora Michèle por ter me cedido sua paciência e troca de conhecimento e ainda sua orientação.

Ao amigo Ronan e a Professora e amiga Marie-Annik pelo o abstract e carinho, professora Vera e Sr. Libério, pelas sugestões e força.

Ao nosso grande amigo João Pinto de Arruda Filho, que apesar da sua ausência nesse plano, cada vez está mais vivo em nossos pensamentos e corações, agradeço-te pela força, carinho, amizade, incentivo e o sorriso cativante e encorajador, esta vitória tem sua participação.

Aos Chico Albuês, pelo ombro amigo, o companheirismo, as broncas, conselhos e amor fraterno.

Aos professores Lúrnio, Edna, Edson, Saleti, Chico, Normandes, Helena, Gersin, Saldanha, Daniela, Germano e Vera, Olivio, Heliane, Marcos, Dalci, Rosina, Gilberto, Iolanda, Passos, Sandra Lorenzinni, Chico Monteiro, Roselane e Sílvio, Ataziano, Dharani, Domingos, Pio, Marcos Caron, Hidalgo, Silas, Elizeu, Izumi, Edilaine, Rose.

Ao GPEA, Samuel, Heitor, Passos, Lenita, Edson, Juan, Roberta, Suíse, Luiz e Luiza Jorge, Archimedes, João, Iara, Carla, Jaca.

À Família Albuês : Márcia amiga, irmã, comadre e por fazer meu grande irmão feliz, Vitor, Matheus, Ezequiel e Nilma, Ezânia, Ezan e Fanize, Assaf e Hyrbius.

A Natalli, Paulo Renê, Graça, Chiquinho, Carol, Paulo Bonnassa e família, Claíce e família, Thami, Guillermo e Guilherme, Cowboi, Michel, Fábio o Buba, Jhoni, Eliete e Família, Dian e Família, Ronan e família.

Aos grandes amigos Luid, Fran, Patrícia Ottonelli, Samuel, Janaina e Marcelo and família, Ângela Giuriati, Andréa e André, Márcio Freire, Jaciélio, Edilson, Jaca, Fungo, Mamurd, Nilza, Hebert e suas respectivas famílias a qual tenho o prazer de conhecê-los.

Hélen, Zazu, Carla e Paulo Rezende Vera, Diemes, Fábio, Thamy e Guilherme, Célia, Soêmia, Waldo, Ericas, Dora, Lunigreice Lila, Priscila, Fernando, Kelem, Karól, Hebert, Harumi, Jorge, Augusto, Bianca, Cleide, Juan, Érica, Luciana e Rúbia, Kleber, Kiko, Alessandro, e os que por ventura esqueci pelos momentos felizes que nós passamos na academia.

Aos meus amigos e irmãos do Nosferatu, pela a grande experiência, Jorge, Paula. Eduardo Cerqueira e Gaúcho, Dian, Marcão & Sheila e filhos, Jiuliano & Cibele e Daniel, Márcio Bispo, Ninha, Sidnei, Barbosa, Neri, Rodrigo e Dani, Patrícia, Rodivaldo, Roberta, Léo, Joab, welton, Elson, Gislaine e Soloé, Claúdio e suas respectivas famílias, e aos demais que reconhece o valor do significado Romeno de Nosferatu O que nunca morre...A nossa amizade.

Aos companheiros da minha grande paixão (música): Koringa e Kiko, Ronan e Sra. Marie Anik Bernier , Vó Ruth, Patty, Jack e Norton Ramone, Fernando, Carlos, Roberta, Carlos e Charlton Sandhas, Leon, Patrícia, Welton, Edu Gaúcho, Jorge e Família, Rodrigo (Tarado), Edu Punkinho, Joab, Stive, Narciso, Fabinho, Cleston , Fábio, Riva, Liebe, Fernando Faro, Sr. Beljusto, Juan, Léo, Bruno Pissanechi, Joandre, Fidel, Jancley, Márcia, Luth, Paulinho, Paulão, Tony, Argeu e Margareth, Caio Costa, Joel, Dirceu, Maurício Detoni, Oberdan, Júlio, Abel, Juninho, Marcinho, etc..

Aos Funcionários da UFMT: Zunga (grande amigo e conselheiro), Ageo, Epaminondas, Clóvis, Pica Pau, Beth & Sandra da PROEG, Sr. Vitor, Cléria, Santinho, Alibel, Reinaldo, Libério, Nilson, Wilson, Maira, Edson, Hélio, Ivanildo, Joãozito, Messias, Jodir, Kelly, Vinicius, Jucinei, Daniel (bodão), Adi, Sr. Garcia, ao pessoal da PPGE e da biblioteca setorial do IE, etc..

V

Sumário

Resumo ................................................................................................................. VII

Abstract .................................................................................................................VIII

  1. Introdução ................................................................................................................ 1

2 - A Educação Ambiental, socialização, respeito e participação ................................. 6

3- As comunidades “tradicionais” ................................................................................. 10

4- A diversidade cultural e seu re-conhecimento............................................................12

5- Mimoso uma realidade enquanto área de estudo .......................................................14

(Parte 1 de 5)

Comentários