(Parte 1 de 13)

Amira Consuelo Figueiras Isabel Cristina Neves de Souza Viviana Graziela Rios Yehuda Benguigui

OPS/FCH/CA/05.16.P

OPS/FCH/CA/05.16.P

Amira Consuelo Figueiras

Isabel Cristina Neves de Souza

Viviana Graziela Rios Yehuda Benguigui

Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância

Saúde da Criança e do Adolescente Saúde Familiar e Comunitária

Biblioteca Sede OPAS – Catalogação-na-fonte

Organização Pan-Americana da Saúde

Manual para vigilância do desenvolvimento infantil no contexto da AIDPI.

Washington, D.C.: OPAS, © 2005. (Serie OPS/FCH/CA/05.16.P)

ISBN 92 75 72606 X

I. Título I. Serie I. Figueiras, Amira Consuêlo de Melo IV. Souza, Isabel Cristina Neves de V. Rios, Viviana Graziela V. Benguigui, Yehuda

1. DESENVOLVIMENTO INFANTIL 2. CUIDADOS INTEGRAIS DE SAÚDE 3. FATORES DE RISCO 4. CUIDADO DA CRIANÇA 5. BEM-ESTAR DA CRIANÇA NLM WA 320

OPS/FCH/CA/05.16.P © Organização Pan-Americana da Saúde

A Organização Pan-Americana da Saúde irá considerar de modo muito favorável as solicitações de autori¬zação para reproduzir ou traduzir, integralmente ou em parte, esta publicação. As solicitações deverão ser encaminhadas à Área de Saúde da Criança e do Adolescente, Unidade Técnica de Saúde Familiar e Comunitária, Atenção Integrada às Doenças Prevalentes da Infância - AIDPI.

Pan American Health Organization 525 Twenty-third Street, N.W. Washington, D.C., 20037

As denominações usadas nesta publicação e o modo de apresentação dos dados não fazem pressupor, por parte da Secretaria da Organização Pan- Americana da Saúde, juízo algum sobre a consideração jurídica de nenhum dos países, territórios, cidades ou áreas citados ou de suas autoridades, nem a respeito da delimitação de suas fronteiras.

A menção de determinadas sociedades comerciais ou nome comercial de certos produtos não implica a aprovação ou recomendação por parte da Organização Pan-Americana da Saúde com preferência a outros análogos.

I. Autores, colaboradores e Instituições envolvidas4
I. Prefacio7
I. Apresentação9
IV. Vigilância do desenvolvimento infantil no contexto da AIDPI: Referencial teórico1
V. Marco introdutório. Vigilância do desenvolvimento infantil no contexto da AIDPI17
VI. Avalie o desenvolvimento da criança18
VII. Vigilância do desenvolvimento da criança menor de 2 meses21
VIII. Vigilância do desenvolvimento da criança de 2 meses a dois anos de idade28
IX. Algumas orientações para promoção do desenvolvimento infantil saudável37
X. Exercícios com vídeo41
XI. Exercícios escritos43

< Conteúdo >

Quadro 1. Criança menor de 2 meses de idade46
Ficha de avaliação—menor de 2 meses de idade47
Quadro 2. Criança de 2 meses a dois anos de idade48
Ficha de avaliação—2 meses a dois anos de idade49
Quadro de figuras50
Gráfico de crescimento CDC-perímetro cefálico meninas51
Gráfico de crescimento CDC-perímetro cefálico meninos52

XII. Anexos Manual para Vigilância do Desenvolvimento Infantil no Contexto da AIDPI< 3>

< I. Autores, colaboradores e Instituições envolvidas > Manual para Vigilância do Desenvolvimento Infantil no Contexto da AIDPI< 4>

Autores

Amira Consuêlo de Melo Figueiras Profa. de Pediatria da UFPA; Coordeenadora do Programa Caminhar de Atenção à Criança com Transtorno no Desenvolvimento do Hospital Betina Souza Ferro-UFPA, Belém, Pará, Brasil.

Isabel Cristina Neves de Souza Profa. de Pediatria da UFPA; Geneticista do Programa Caminhar/UFPA e do Programa de Estimulação Precoce da URE-MIA, Belém, Pará, Brasil.

Viviana Graziela Rios Pediatra, Neurologista Infantil do Hospital de Niños "Orlando Alassia" de Santa Fe, Argentina.

Yehuda Benguigui Chefe Unidade, Saúde da Criança e do Adolescente, Área de Saúde Familiar e Comunitária, Organização Pan-Americana da Saúde, Organização Mundial da Saúde, OPAS/OMS, Washington, DC., E.U.

Colaboradores

Helia Molina Milman Profesora de Saúde Pública, Departamento de Saúde Pública, Escola de Medicina Pontificia Universidad Católica de Chile, Santiago, Chile.

Horacio Lejarraga Chefe do Serviço de Crescimento e Desenvolvimento, Hospital de Pediatria Garrahan, Centro Colaborativo OPAS/OMS, Buenos Aires, Argentina.

Flavio Osvaldo Landra Coordenador Médico, Departamento Programas de Saúde. Instituto Nacional de Doenças Respiratórias Emilio Coni, Ministério de Saúde y Ambiente, Santa Fe, Argentina.

Juan Carlos Bossio Chefe de Departamento Programas de Saúde Instituto Nacional de Doenças Respiratórias Emilio Coni, Ministério de Saúde y Ambiente, Santa Fe, Argentina.

Lea Maria Martins Sales Mestre em Psicologia, Prof. de Psicologia da UFPA, Universidades Federal do Parã, Belém, Parã, Brasil.

Mariela Labath Pediatra do Hospital de Niños "Orlando Alassia" de Santa Fé, Argentina.

Maria da Conceição Furtado Sobrinho Pediatra, Vice-Diretora da Unidade de Referência Especializada Materno-Infantil-Adolescente.

Matilde Ferreira Carvalho Terapêuta Ocupacional da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará- Fortaleza, Ceará-Brasil.

Regina Hilda Ferreira Brito Fisioterapêuta do Programa Caminhar-UFPA e do Programa de Estimulação Precoce da Unidade de Referência Especializada Materno-Infantil- Adolescente, Belém, Pará, Brasil.

Alice Hassano Mestre em Pediatria, Prof. do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFRJ, Rio de Janeiro, RJ. Brasil.

Regina Lúcia Ribeiro Moreno Terapêuta Ocupaciomnal do Hospital Albert Sabin, Fortaleza, Ceará, Brasil.

Sergio Javier Arias Chefe de Divisão Epidemiologia, Departamento Programas de Saúde Instituto Nacional de Doenças Respiratorios Emílio Coni, Ministério da Saúde e Ambiente, Santa Fé, Argentina.

Saulo de Melo Figueiras Analista de Marketing, MBA pela Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo, S.P., Brasil.

Luci Pfiffer Miranda Pediatra, Coordenadora do Grupo de Trabalho de Atenção à Criança com Necessidades Especiais da Sociedade Brasileira de Pediatria-Brasil.

Veronica Said de Castro Médica Pediatra, Escola de Saúde Pública do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brasil.

Raimunda Helena Pitanga Feio Neoropediatra do Programa Caminhar/UFPA, Belém, Pará, Brasil.

Instituições envolvidas

•OPAS/OMS – Organização Pan-Americana de

Saúde •SESPA – Secretaria Estadual de Saúde

•SESMA – Secretaria Municipal de Saúde de

Belém

(Parte 1 de 13)

Comentários