Elaboração apostila CAD 1

Elaboração apostila CAD 1

(Parte 1 de 12)

INTRODUÇÃO

O AutoCAD é o mais poderoso software CAD disponível para PCs atualmente. Por sua arquitetura aberta, torna-se um ambiente ideal para o desenvolvimento de aplicativos por terceiros, permitindo a utilização em praticamente qualquer área de desenho e projeto, tanto como engenharia, arquitetura, agrimensura, indústria, cientifico, design ou qualquer outra aplicação que necessite de desenho e projeto auxiliado por computador.

Aprender o AutoCAD, como aprender qualquer programa de computador complexo, requer um comprometimento significativo de tempo e atenção e, até certo ponto, tolerância para a repetição. Há novos conceitos que você terá que compreender para operar o programa e para apreciar seu potencial como uma ferramenta de projeto e desenho. Mas, para se tornar eficiente no AutoCAD , terá também que usar os comandos bastante vezes para ter um senso intuitivo de como eles funcionam e como as partes de um desenho são construídas. Com isso você terá velocidade no desenho.

Não se preocupe se não entende

tudo o que está fazendo.

As coisas se tornarão claras à

medida que progredirmos.

Ouço e esqueço, vejo e me lembro, faço e compreendo”.

1. ÁREA DE TRABALHO

A introdução ao AutoCAD começa com um tour pelos recursos da tela. Neste capítulo, também aprenderá algumas ferramentas para ajudar a controlar a aparência da tela e como encontrar e iniciar os comandos. Iniciar o AutoCAD é a primeira tarefa.

    1. Iniciando o AutoCAD

O Windows oferece várias maneiras de se iniciar um programa. A maneira mais rápida é dar um duplo clique no ícone na área de trabalho.

Se preferir pode clicar no ícone Iniciar Programas AutoCAD.

Aparece então a caixa de diálogo Startup (Inicialização):

Fig.: - Caixa de Diálogo Startup

Os quatro botões no alto da caixa de diálogo Startup (fig. 1-1) são as suas opções para abrir um desenho:

Escolha Open a Drawing para abrir um desenho já existente. Ao acionar o comando, surge a janela na qual se deve selecionar um arquivo.

Escolha Start from Scratch para começar um desenho baseado no sistema de unidades escolhido pelo usuário, sendo inglês (pés e polegadas) ou métrico (milímetros).

O usuário pode salvar qualquer desenho como um Template (extensão .dwt) e depois carrega-lo como parte de um desenho novo. No Template são definidos os ajustes básicos do desenho, como, por exemplo, unidade de trabalho, limites, precisão de casas decimais, etc. Eles funcionam como um arquivo com parâmetros de trabalho já previamente definidos pelo usuário.

Escolha Use a Wizard para deixar que o AutoCAD o guie através do processo de configurações de um desenho. Nesta opção o usuário pode definir parâmetros de trabalho, tais como área do papel, sistema de unidades, numero de casas decimais, etc.

NOTA: Como controlar o modo como o AutoCAD é inicializado.

Você pode definir o AutoCAD pra inicializar de qualquer uma das 3 maneiras:

  1. na barra Menu clique em Tools (Ferramenta)  Options

  2. na caixa de diálogo Options, clique na aba System (Sistema) para trazê-la para frente.

  3. vá para a área General Options e abra as listas suspensas de inicialização.  se quiser a janela Today, clique em Show Today Startup Dialog (Exibir Caixa de Diálogo de Inicialização Today)

    • se quiser a caixa de diálogo Startup, clique em Show Traditional Startup Dialog (Exibir Caixa de Diálogo de Inicialização Tradicional)

 se quiser que apenas a janela Graphics do AutoCAD apareça por si só, clique em Do Not Show a StartupDialog (Não Exibir uma Caixa de Diálogo de Inicialização).

4. clique em Apply (Aplicar) e então clique em OK.

    1. A área de trabalho

A área principal, em branco no meio da tela, algumas vezes chamada de janela gráfica, é onde você desenha. Esta área é comparável à folha de papel de desenho, exceto pelo fato desta folha ter qualquer tamanho.

  1. Barra de título

A barra de titulo é análoga à barra de títulos em qualquer programa do Windows. Aqui ele mostra a versão de trabalho do AutoCAD, seguido pelo nome com o qual o desenho foi salvo e seu extensão.

  1. Barra de Menu

Nesta barra aparecem os principais menus suspensos e seus submenus.

  1. Barra de Menu de Layer

Os níveis de trabalho são camadas (layers) transparentes e superpostas de um desenho nas quais voce organiza e agrupa diferentes tipos de informação do desenho. Para uma melhor compreensão do significado de camadas de trabalho farei a seguinte analogia:

“Um desenho qualquer, traçado em papel transparente de forma que sua execução seja dividida em partes e cada parte seja executada numa folha separada. Após completar todas as folhas e sobrepô-las, teremos o desenho”.

As camadas, que agora chamaremos de layers , equivalem a cada uma das folhas que compõe o desenho. Não existem limites para o numero de layers. Todas as variáveis e propriedades que atuam sobre um desenho agem sobre todos os níveis da mesma forma.

Layer Properties: acessa o comando do quadro de diálogo Layer Properties Manager para a criação de layers (camadas). Todo desenho pode e deve ser feito com várias camadas. Cada camada pode ser utilizada por um tipo de informação do desenho, por exemplo, no desenho arquitetônico, usa-se uma camada para estrutura, paredes, mobiliário, portas, etc.

Make Object’s Layer Current: torna o layer do objeto selecionado o layer corrente.

Layers Previous: clique neste ícone para voltar a um layer previamente usado.

Propriedades dos Níveis de Trabalho – Layers: um nível de trabalho possuem as seguintes propriedades:

  • New: cria um novo layer

  • Delete: apaga o layer selecionado.

  • Current: torna corrente o layer selecionado. Apesar de ser possível criar muitos layers, só um deles por vez será corrente.

  • Show details: este botão aciona um quadro abaixo do quadro das características do layer. Note que o botão está agora como Hide details.

  • Save state: salva as propriedades dos layers de um desenho com um nome para posterior recuperação.

  • State manager: neste botão acionamos o quadro que irá listar os estados de layers salvos na opção anterior. Selecione o estado desejado e clique em Restore.

  • Name: a todo layer é associado um nome.

  • ON/OFF: se o layer estiver ligado (ON - ), significa que todas as entidades nele contidas serão mostradas na tela. Para desligar o layer, clicamos na lâmpada , ela fica desligada (OFF - ) e suas entidades não serão mostradas na tela.

  • FREEZE/THAW: para congelar um layer, clicamos no sol () e surge um símbolo de neve (). Ao congelarmos um layer, suas entidades ficam invisíveis na tela e para o programa é como se nunca as tivéssemos desenhado. O resultado é que manipulação do desenho fica mais rápida na tela por ter menos entidades.

  • LOCK/UNLOCK: quando um layer é travado (), não podemos editar as entidades deste layer. Para editar um layer ele tem que estar destravado ().

  • Color: pode-se escolher uma cor para o layer. O padrão é sempre o branco.

  • Linetype: escolhe-se um tipo de linha para o layer. O padrão é a linha “continuous”.

  • Lineweight: escolhe-se uma espessura para a linha do layer.

  • Plotstyle: associa um estilo de impressão ao layer. Se o estilo for baseado em cores, não pode ser alterado.

  • Plot: controla se as entidades do layer serão () ou não impressas ().

Antes de fazer qualquer alteração em um layer, ele deve ser selecionado

com o clique do mouse.

  1. Barra de Menu Standard

Nesta barra encontram-se os ícones de comando mais utilizados:

New – inicia um novo desenho.

Open – abre um desenho existente no computador.

Save – salva um desenho.

Plot – imprime um desenho.

Plot Preview – visualiza o impressão.

Publish – permite gerar arquivos em formato próprio para utilização na WEB.

Cut – recorta o(s) objeto(s) selecionado(s).

Copy – copia o(s) objeto(s) selecionado(s).

Paste – cola o(s) objeto(s) selecionado(s).

Match Properties – copia as propriedades de um desenho para outro.

Pan Realtime – move o desenho sem alterar sua dimensão.

(Parte 1 de 12)

Comentários