(Parte 1 de 4)

w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf 1

Oxicorte

Engº Roberto Joaquim Engº José Ramalho

Invariavelmente, as operações de soldagem são precedidas pelas operações de corte. Por questões de economia de escala e características do processo de fabricação dos materiais metálicos, estes são produzidos em dimensões padronizadas, não sendo adequadas ao uso para todos os fins a que se destinam.

Em função deste aspecto, tornam-se necessárias operações de corte das matérias primas. O corte pode ser efetuado de diversas formas:

• Mecanicamente: Corte por cizalhamento através de guilhotinas, tesouras, etc.; por arrancamento através de serras, usinagem mecânica, etc.,

• Por fusão: Utilizando-se como fonte de calor um arco elétrico ex. arc air (goivagem), plasma.

• Reação química: Onde o corte se processa através de reações exotérmicas de oxidação do metal, ex. corte oxicombustível.

• Elevada concentração de energia: Neste grupo enquadram-se os processos que utilizam o princípio da concentração de energia como característica principal de funcionamento, não importando se a fonte de energia é química, mecânica ou elétrica. Enquadram-se neste, o corte por jato d'água de elevada pressão, LASER e algumas variantes do processo plasma.

O oxicorte é o processo de seccionamento de metais pela combustão localizada e contínua devido a ação de um jato de Oxigênio, de elevada pureza, agindo sobre um ponto previamente aquecido por uma chama oxicombustível.

_ w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf

Uma estação de trabalho deve ter no mínimo os seguintes equipamentos para execução do processo:

• Um cilindro ou instalação centralizada para o Oxigênio (O2). • Um cilindro ou instalação centralizada para gás combustível (Acetileno, Propano, GLP).

• Duas mangueiras de alta pressão para condução dos gases, eventualmente três se utilizar

O Oxigênio de corte e de aquecimento em mangueiras separadas.

• Um maçarico de corte. • Um regulador de pressão para Oxigênio.

• Um regulador de pressão para acetileno.

• Dispositivos de segurança (válvulas anti-retrocesso).

O maçarico de Oxicorte mistura o gás combustível com o Oxigênio de aquecimento, na proporção correta para a chama, além de produzir um jato de Oxigênio de alta velocidade para o corte. Este equipamento se consiste de uma série de tubos de gás e válvulas de controle de fluxo dos gases Oxigênio e combustível. A figura abaixo mostra um maçarico de corte.

Figura 1 - Maçarico de corte

• Cabeça - Proporciona rigidez ao conjunto, e serve de acoplamento aos bicos de corte. • Tubos - tem a função de conduzir os gases

• Punho - local onde se fará o manuseio do maçarico

• Alavanca de corte - O seu acionamento atua sobre a válvula do O2 de corte proporcionando a abertura do mesmo.

• Conjunto de regulagem - É um conjunto de válvulas que servem para regulagem dos fluxos de gases.

_ w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf

Os maçaricos de corte podem ser manuais, combinado e específicos, ou tipo caneta para acoplamento em máquinas de corte automáticas.

Figura 2 - Cabeça de corte

Maçarico Manual Combinado

É utilizado em locais ou setores onde existe uma alternância entre operações de corte e soldagem tais como oficinas de manutenção. Neste caso acopla-se a um maçarico de soldagem um dispositivo de corte, ilustrado na figura acima, composto por uma câmara de mistura, sistema de separação e válvula para controle do O2 de corte.

Maçaricos Manuais Para Corte

Possuem um circuito especial de O2 separado dos gases para chama de aquecimento. Este conduto é específico para o Oxigênio que efetuará o corte, passando a se denominar O2 de corte.

A mistura dos gases para chama de aquecimento pode se dar por três princípios distintos que são apresentados à seguir:

Injetor

O gás combustível é succionado através da alta velocidade do Oxigênio por meio de um venturi

_ w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf

Figura 3- Maçarico injetor

Misturador

Os gases comburente e combustível chegam à câmara de mistura com pressões iguais através da regulagem das válvulas.

Figura 4 - Maçarico misturador

Misturador no bico Os gases são administrados separadamente até o bico onde é feita a mistura.

_ w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf

_ w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf

Figura 6 - Caneta de corte

O maçarico de corte mecanizado também conhecido como "caneta de corte" é um maçarico com os mesmos princípios de funcionamento já descritos para os maçaricos manuais. Seu corpo alongado estende-se das válvulas de regulação dos gases até o bico de corte. Neste maçarico, a válvula do Oxigênio de corte pode ser acionada manual ou automaticamente de um comando central.

Sua utilização é recomendada para trabalhos onde se exija uniformidade do corte, tais como peças a serem retrabalhadas ou produção seriada.

w.infosolda.com.br/download/62ddp.pdf 7

Os bicos de corte também conhecidos como "ponteira de corte" são montados na cabeça do maçarico de modo a conservar separadas as misturas dos gases de pré aquecimento do Oxigênio de corte, servindo também para direcionar os mesmos para a superfície a ser cortada por meio de orifícios em seu interior.

As dimensões destes orifícios variam de acordo com o bico utilizado, determinando assim a capacidade de corte do maçarico.

Atualmente são muito utilizados tipos de bicos que desempenham além das funções acima descritas, a função de misturador.

As partes usinadas do bico que ficam em contato com as câmaras de passagem dos gases são denominadas "sedes". Os bicos de corte comuns são chamados de duas sedes enquanto os misturadores são conhecidos como bicos três sedes.

(Parte 1 de 4)

Comentários