VALORES DE SALINIDADE OBTIDOS ANALITICAMENTE, COMPARADO COM VALORES OBTIDOS COM REFRATOMETRO 201CAnálise de Salinidade201D

VALORES DE SALINIDADE OBTIDOS ANALITICAMENTE, COMPARADO COM VALORES OBTIDOS COM...

(Parte 1 de 3)

VALORES DE SALINIDADE OBTIDOS ANALITICAMENTE, COMPARADO COM VALORES OBTIDOS COM REFRATOMETRO

“Análise de Salinidade

ERNANI DOS REIS VILELA

LUANA D.

JOÃO P.

Itajaí

2010

ERNANI DOS REIS VILELA

LUANA. D

JOÃO. P

VALORES DE SALINIDADE OBTIDOS ANALITICAMENTE, COMPARADO COM VALORES OBTIDOS COM REFRATOMETRO

“Análise de Salinidade

Relatório técnico-científico apresentado no Curso de Graduação em Oceanografia como requisito para avaliação de rendimento acadêmico na disciplina de Oceanografia Quimica I ministrado pela Prof. Kátia Naomi Kuroshima.

Itajaí

2010

SUMÁRIO

1 Fundamentação Teórica........................................................................................

1

2 Objetivos.................................................................................................................

2

3 Materiais e Métodos..............................................................................................

3

3.1 Complexometria...................................................................................................

4

3.2 Argentimetria........................................................................................................

5

4 Dados Amostrais....................................................................................................

6

5 Análises dos Dados Amostrais..............................................................................

7

5.1 Complexometria...................................................................................................

7

5.2 Argentimetria........................................................................................................

8

6 Resultados...............................................................................................................

10

7 Referências Bibliográficas.....................................................................................

11

1. FUNDAMENTAÇÃO TEORICA

Esse trabalho partiu de uma atividade acadêmica com a proposta de elaborar um estudo laboratorial com fundamento teórico e tema livre, utilizando o que foi ensinado neste semestre na disciplina de oceanografia química I.

O parâmetro químico estudado nesse trabalho foi a salinidade1, fator limitante de diversas espécies de plantas e peixes, seus valores foram obtidos através de dois métodos quantitativos e um equipamento:

O primeiro valor de salinidade foi aferido através de um refratômetro que funciona baseado em medir o quanto a luz se desvia de sua trajetória, ou seja, o ângulo de refração. Estudos comprovam que as presenças de sólidos dissolvidos ou de sais alteram o índice de refração de um determinado líquido, logo é possível através deste índice de refração determinar a quantidade de sólidos dissolvidos em um determinado líquido.

Os outros dois valores foram obtidos através de métodos quantitativos, que proporcionam resultados numéricos relacionados à quantidade dos componentes na amostra.

Nesse trabalho foram utilizados dois métodos experimentais para determinação de salinidade:

1- Método Argentométricos: é realizado em reações que dependem da combinação de íons para formar um precipitado simples. Neste processo não há alteração do estado de oxidação. Esse tipo de análise tem como resíduo sais de prata pouco solúvel e grande quantidade de cromato de potássio (K2CrO4) utilizado como indicador é utilizado o nitrato de prata (AgNO3) como reagente precipitante.

2- Método de Complexometria: o titulante EDTA é empregado em solução alcalina com indicador. Este método determina a concentração combinada de cálcio e magnésio na amostra. Se não houver magnésio presente na amostra o ponto final da titulação é nebuloso. No entanto, o reagente é especialmente formulado para garantir um ponto de viragem nítido.

2. OBJETIVOS

  • Comparar e analisar os valores de salinidade obtidos através de diferentes métodos.

3. MATERIAIS E MÉTODOS:

As amostras foram coletadas, da diluição feita no experimento de ACLIMAÇÃO E DESEMPENHO DE TILÁPIA EM DIFERENTES NÍVEIS DE SALINIDADEapresentado na disciplina de Fisiologia Animal, onde forem feita três diluições para conseguir valores de salinidades de 18ppm, 20ppm, 22ppm, medido pelo refratômetro, e retirado 100 ml de cada diluição para análise em laboratório, compondo assim a proposta de estudo desse trabalho.

As diluições foram feita a partir de amostra de água do mar 30ppm, pego no Laboratório LATOX (UNIVALI).

Preparação das Diluições

#18ppm #20ppm #22ppm

C1=18ppm C1* V1 = C2 *V 2 C1= 20ppm C1= 22ppm

V1 = 6000 ml V2= ((C1*V1)/C2) V1= 6000 ml V1 = 6000 ml

C2 = 30ppm V2= ((18*6000)/30) C2= 30ppm C2 = 30ppm

V2=? V2= 3600 ml V2= 4000 ml V2 = 4400 ml

Preparação dos Reagentes

AgNO3 (nitrato de prata)

V= 250 ml m = M*V 1mol AgNO3 ________ 170

M = 0,1M m = 0.1*0.250 0.025g _______ X

m = 0.025g m = 0.025g X=4.25g [AgNO3]

EDTA (ácido etilenodiaminotetracético)

V= 250 ml m = M*V 1mol EDTA _________ 170

M = 0,1M m = 0,1*0,250 0,025g _______ X

m = 0,025g m = 0,025g X=4,25g

3.1 COMPLEXOMETRIA

Reagentes:

Solução Titilante de EDTA(aproximadamente 0,1M)

Solução Padrão de MgCl2 (0,05M)

Solução Tampão: (NH4OH – NH4Cl)

Solução Indicadora: Negro de eriocromo – T

Amostras

Salinidade 18ppm, 20ppm, 22ppm.

Procedimento Analítico:

1º) Padronização da Solução EDTA:

1)No erlenmeyer de 150ml:

(a) Colocar 10 ml da Solução de MgCl2 (0,05M)

(b) Adicionar 1 ml da Solução tampão.

(c) Adicionar 2 – 3 gotas de Solução Indicadora

2)Titular com EDTA:

Determinar o volume gasto de EDTA para titular a solução padrão, determinado pelo , observação da mudança de cor no ponto final.

2º) Determinação de Cálcio e Magnésio na Amostra de Água Salina:

Executar Padronização da Solução EDTA, utilizando as amostras como titulado, para determinar concentração de íons de cálcio e magnésio na amostra.

3.2 ARGENTIMETRIA

Amostras

Salinidade 18ppm, 20ppm, 22ppm.

1º) Determinação do Branco:

Pipetar 20 ml de água destilada para o erlenmeyer.

(Parte 1 de 3)

Comentários