Saúde do Professor

Saúde do Professor

Bem estar físico, social e mental (OMS)

  • Bem estar físico, social e mental (OMS)

  • Saúde do Trabalhador: Condições laborais que proporcione e mantenha o bem estar físico, social e mental do trabalhador – o profissional adequado no ambiente e condições adequadas.

O trabalho deve ser fonte de realização e prazer, mas pode causar sofrimento e enfermidades.

  • O trabalho deve ser fonte de realização e prazer, mas pode causar sofrimento e enfermidades.

  • Para que se permita um ótimo desenvolvimento do processo de aprendizagem e melhor qualidade do ensino, é necessário o bem estar integral, físico, psíquico e social de toda a comunidade educativa escolar.

O ensino possui características particulares, geradoras de estresse e de alterações do comportamento dos que nele trabalham.

  • O ensino possui características particulares, geradoras de estresse e de alterações do comportamento dos que nele trabalham.

  • O estresse já é reconhecido por organismos internacionais como “enfermidade profissional”, cujos efeitos atingem inclusive o ambiente escolar. É considerado pela OIT não somente como um fenômeno isolado mas “um risco ocupacional significativo da profissão”.

  • Estresse, dor nas costas, distúrbios vocais. Estes são os principais fatores que levam os professores a pedir afastamento da sala de aula

As especialidades médicas ligadas ao maior número de dispensas docente são, em diferentes países:

  • As especialidades médicas ligadas ao maior número de dispensas docente são, em diferentes países:

  • - Psiquiatria

  • - Neurologia

  • - Otorrinolaringologia

  • - Reumatologia

  • - Traumatologia

  • - Hematologia

  • - Doenças cardiovasculares

No Brasil é grande o número de professores “readaptados” (afastados temporária ou permanentemente para atividades administrativas) afetados por uma ou algumas doenças, ou de professores que se mantêm com sucessivas licenças-saúde e, não raro, como objeto de desprezo e como fonte de problemas para os quadros docente e discente .

  • No Brasil é grande o número de professores “readaptados” (afastados temporária ou permanentemente para atividades administrativas) afetados por uma ou algumas doenças, ou de professores que se mantêm com sucessivas licenças-saúde e, não raro, como objeto de desprezo e como fonte de problemas para os quadros docente e discente .

Acontece quando há…

  • Acontece quando há…

  • 1. trabalho que exige muita atenção com o público;

  • 2. conflitos nas relações pessoais motivados ou acentuados pela múltipla convivência;                                                                

  • 3. autoritarismo burocrático;

  • 4. excesso de responsabilidade para o tempo e os meios de que dispõe, obrigando-se o professor a realizar mal o seu próprio trabalho;

  • 5. insegurança cotidiana típica de serviço sobre o qual não se podem estabelecer normas precisas e quantidades de ações que resultem, necessariamente, no objetivo desejado, e conseqüente dificuldade de avaliação quanto aos resultados alcançados.

1. irritações e alergias especialmente na pele e nas vias respiratórias provocadas pelo pó de giz;

  • 1. irritações e alergias especialmente na pele e nas vias respiratórias provocadas pelo pó de giz;

  • 2. “calos” nas cordas vocais;

  • 3. sobrecargas musculares e para o sistema circulatório provocadas por excessiva permanência em posturas incômodas (muito tempo em pé ou em assentos não ergonômicos);

Instituições de pesquisa em países como Suécia, França, Alemanha e Espanha revelam uma grande corrida de professores a tratamentos psicoterapêuticos. Nestes países, o risco de esgotamento físico e mental é a causa do crescente abandono da docência.

  • Instituições de pesquisa em países como Suécia, França, Alemanha e Espanha revelam uma grande corrida de professores a tratamentos psicoterapêuticos. Nestes países, o risco de esgotamento físico e mental é a causa do crescente abandono da docência.

Estudos sobre a saúde mental dos docentes mostram que os diagnósticos mais freqüentes são:

  • Estudos sobre a saúde mental dos docentes mostram que os diagnósticos mais freqüentes são:

  • estados neuróticos (27%);

  • estados depressivos (26.2%);

  • personalidades e caracteres patológicos (17,6%);

  • estados psicóticos, psicoses maníaco-depressivas (7,4%) e

  • esquizofrenias (6,6%).

Pesquisas indicam que as más condições de trabalho acentuam a penosidade da profissão de professor, especialmente por que acrescentam:

  • Pesquisas indicam que as más condições de trabalho acentuam a penosidade da profissão de professor, especialmente por que acrescentam:

  •  

  • 1. Sentimento de desprestígio pelos maus salários (a falta de reconhecimento social é fonte de mal-estar no trabalho); 

  • 2. submissão a jornadas excessivas;

  • 3. falta de perspectivas profissionais;

  • 4. insegurança, ansiedade e angústia, provocadas pelos baixos salários e pela instabilidade no cargo;

  • 5. incapacitação provocada pela escassez de recursos didáticos;

  • 6. conseqüências negativas para o resultado do trabalho que realizam e para sua própria pessoa.

Pesquisa da revista NOVA ESCOLA e do Ibope feita em 2007 com 500 professores de redes públicas das capitais revelou que mais da metade dos entrevistados sofre de estresse. Entre as queixas freqüentes estão dores musculares, citadas por 40% deles. Preocupa também o fato de 40% terem declarado sofrer regularmente de alguma doença ou mal-estar.

  • Pesquisa da revista NOVA ESCOLA e do Ibope feita em 2007 com 500 professores de redes públicas das capitais revelou que mais da metade dos entrevistados sofre de estresse. Entre as queixas freqüentes estão dores musculares, citadas por 40% deles. Preocupa também o fato de 40% terem declarado sofrer regularmente de alguma doença ou mal-estar.

No estado de São Paulo – a maior rede do país, com 250 mil professores –, são registradas 30 mil faltas por dia. Só em 2006 foram quase 140 mil licenças médicas, com duração média de 33 dias. O custo anual para o governo estadual chega a 235 milhões de reais.

  • No estado de São Paulo – a maior rede do país, com 250 mil professores –, são registradas 30 mil faltas por dia. Só em 2006 foram quase 140 mil licenças médicas, com duração média de 33 dias. O custo anual para o governo estadual chega a 235 milhões de reais.

A voz e a personalidade estão intimamente ligadas e traduzem o ser humano como um todo através de informações subjetivas sobre idade, sexo, procedência, estrutura física, expressões faciais e nível cultural.

  • A voz e a personalidade estão intimamente ligadas e traduzem o ser humano como um todo através de informações subjetivas sobre idade, sexo, procedência, estrutura física, expressões faciais e nível cultural.

  • Os professores fazem parte do grupo de profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho, ou seja, dependem de sua voz em suas atividades diárias.

A Saúde Vocal, termo empregado para se referir aos cuidados e procedimentos utilizados para obtenção de uma voz mais sadia, deve ser objeto de preocupação dos profissionais da voz.

  • A Saúde Vocal, termo empregado para se referir aos cuidados e procedimentos utilizados para obtenção de uma voz mais sadia, deve ser objeto de preocupação dos profissionais da voz.

  • É preciso que o professor saiba o que prejudica sua voz e o que melhora e facilita sua emissão. Aquecer e desaquecer as pregas vocais, respirar corretamente, alongar-se, articular de maneira clara as palavras ditas são alguns fundamentos que devem ser dominados como forma de se prevenir contra os silenciosos males da voz.

Estudos têm demonstrado que a crença generalizada de que as professoras faltam mais à escola que os professores não corresponde à realidade. No entanto, estando submetidas à dupla jornada de trabalho, ficam mais suscetíveis aos acidentes de trabalho e às doenças profissionais, doenças crônicas e aos quadros depressivos.

  • Estudos têm demonstrado que a crença generalizada de que as professoras faltam mais à escola que os professores não corresponde à realidade. No entanto, estando submetidas à dupla jornada de trabalho, ficam mais suscetíveis aos acidentes de trabalho e às doenças profissionais, doenças crônicas e aos quadros depressivos.

  • Embora a mulher assuma maior responsabilidade frente às tarefas domésticas, suas faltas são semelhantes ou mesmo ligeiramente inferiores às dos homens. Porém é maior o número de faltas de professoras justificadas por dispensas médicas, o que mostra a maior incidência nas mulheres de doenças tipicamente profissionais da docência.

QUAL A RELAÇÃO DA SAÚDE DO PROFESSOR COM O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM?

  • QUAL A RELAÇÃO DA SAÚDE DO PROFESSOR COM O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM?

autonomia = autogerenciamento – é o que permite ao ser vivo deliberar sobre si próprio.

  • autonomia = autogerenciamento – é o que permite ao ser vivo deliberar sobre si próprio.

  • a autonomia deve existir dentro de cada ser e é ela que produz e reforça a sua identidade, que se autoconstrói permanentemente, como disse Boff, “mas ao mesmo tempo existe a partir dos outros e para os outros, sempre interagindo com o meio”, desta forma, autonomia e identidade são elementos indissociáveis, partes de um mesmo processo.

A sala de aula é um ambiente de vida, onde estão presentes diversos elementos como criatividade, cooperação, empreendimento, busca de autonomia, aprendizagem,mudanças de hábitos e atitudes e, sobretudo, fortalecimento de elos sociais através da solidariedade e do afeto.

  • A sala de aula é um ambiente de vida, onde estão presentes diversos elementos como criatividade, cooperação, empreendimento, busca de autonomia, aprendizagem,mudanças de hábitos e atitudes e, sobretudo, fortalecimento de elos sociais através da solidariedade e do afeto.

Escola é lugar de formação humana.

  • Escola é lugar de formação humana.

  • Aprendizagem é o processo que acontece no contexto dessa formação.

  • Nesta perspectiva: aprender e conhecer são atividades complexas pois envolve aspectos afetivo, emocional, cognitivo, cultural, social, dentre outros.

Segundo PERRENOUD (2000), a possibilidade do professor gerir a progressão continuada envolve procedimentos tais como:

  • Segundo PERRENOUD (2000), a possibilidade do professor gerir a progressão continuada envolve procedimentos tais como:

  •      - criar situações-problema ajustadas ao nível e às possibilidades dos alunos;

  •    - formular uma visão longitudinal dos objetivos de ensino;

- estabelecer vínculos com as teorias implícitas nas atividades pedagógicas;

  • - estabelecer vínculos com as teorias implícitas nas atividades pedagógicas;

  •      - desenvolver uma avaliação formativa;

  • - fazer um balanço periódico das aprendizagens do aluno;

  •       - orientar-se rumo a uma organização escolar por ciclos de aprendizagem.

Entende que:

  • Entende que:

  • - o ser humano é um projeto em construção;

  • - sofre influência pelas características pessoais, contexto sociocultural e estímulos apropriados;

  •    - é um processo interno de desenvolvimento;

  • - é uma construção individual realizada socialmente.

- compreender que os sujeitos necessitam de atendimento diferenciado;

  • - compreender que os sujeitos necessitam de atendimento diferenciado;

  •   - currículo flexível;

  • - homogeneidade: pressuposto de igualdade de oportunidades e neutralidade do atendimento;

  • - respeitar as diferenças culturais e de desenvolvimento / ruptura com a rigidez.

PREVENIR OU TRATAR PROBLEMAS DE SAÚDE DOS PROFESSORES É UMA ESTRATÉGIA PARA MELHORAR O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM?

  • PREVENIR OU TRATAR PROBLEMAS DE SAÚDE DOS PROFESSORES É UMA ESTRATÉGIA PARA MELHORAR O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM?

Ações bem articuladas, além de contribuir para o bem-estar e o desempenho do profissional, podem ter impacto positivo na qualidade da Educação. 

  • Ações bem articuladas, além de contribuir para o bem-estar e o desempenho do profissional, podem ter impacto positivo na qualidade da Educação. 

  • Apoio da direção ao docente;

  • Formação continuada;

  • Horários para estudo e lazer;

  • Apoio dos colegas de trabalho;

  • Manutenção da disciplina na sala de aula;

  • Boas condições de trabalho;

  • Participar das discussões e contribuir com o PPP;

  • Ser prestigiado por suas intenções.

O VERDADEIRO COMUNICADOR CONSEGUE TRANSMITIR COM EXEMPLO DE VIDA E PALAVRAS SIMPLES, MENSAGENS ETERNAS”

  • O VERDADEIRO COMUNICADOR CONSEGUE TRANSMITIR COM EXEMPLO DE VIDA E PALAVRAS SIMPLES, MENSAGENS ETERNAS”

Perrenoud, Ph.. Dez Novas Competências para Ensinar. Porto Alegre : Artmed Editora (2000)

  • Perrenoud, Ph.. Dez Novas Competências para Ensinar. Porto Alegre : Artmed Editora (2000)

  • http://apeoespsub.org.br/

  • http://revistaescola.abril.com.br/

  • http://www.leonardoboff.com/

  • http://www.who.int/en/

  • http://www.saudeetrabalho.com.br/download/trabalhando-a-voz.pdf

Comentários