(Parte 1 de 8)

Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini” Campinas/SP

Eletricidade Volume 1

Eletricidade SENAI-SP, 2002

Trabalho elaborado pela Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini”

Coordenação Geral Magno Diaz Gomes

Equipe responsável

Coordenação Geraldo Machado Barbosa Elaboração Luciano Marcelo Lucena da Silva

Equipe responsável pela editoração

Coordenação Luciano Marcelo Lucena da Silva

Formatação David Tadeu Cassini Manzoti Edmar Fernando Camargo

Edição 1.0

SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini” Avenida da Saudade, 125 - Ponte Preta CEP 13041-670 - Campinas, SP senaizerbini@sp.senai.br

Eletricidade Sumário

Fundamentos de Eletricidade

Análise de Circuitos em Corrente Contínua

Energia Matéria Fundamentos da Eletrostática Geração de Energia Elétrica Corrente Elétrica

Circuitos Elétricos Resistência Elétrica Associações de resistores Lei de Ohm Potência Elétrica em Corrente Contínua Primeira Lei de Kirchhoff Segunda Lei de Kirchhoff Divisores de Tensão e Corrente Análise de Circuitos por Kirchhoff Teorema de Thévenin Capacitores Indutores Anexo 1 - Matriz de contatos e placa de circuito impresso Anexo 2 - Multímetro analógico

Referências Bibliográficas

Sumário

Eletricidade

Energia 5

Energia

energia elétrica aumentou. Fala-se também em energia térmica, química, nuclearA

Freqüentemente usamos a palavra energia. Às vezes, ouvimos dizer que determinado alimento é rico em energia, que recebemos energia do sol ou então, que o custo da energia está presente em quase todas as atividades do homem moderno.

Por isso, para o profissional da área eletroeletrônica, é primordial conhecer os segredos da energia elétrica.

Neste primeiro capítulo, estudaremos algumas formas de energia que se conhece, sua conservação e unidades de medida.

Energia e Trabalho A energia está sempre associada a um trabalho. Por isso, dizemos que energia é a capacidade que um corpo possui de realizar um trabalho. Como exemplo de energia, pode-se citar uma mola comprimida ou estendida, e a água, represada ou corrente.

Assim como há vários modos de realizar um trabalho, também há várias formas de energia. Em nosso curso, falaremos mais sobre a energia elétrica e seus efeitos, porém devemos ter conhecimentos sobre outras formas de energia.

Dentre as muitas formas de energia que existem, podemos citar: • energia potencial;

• energia cinética;

• energia mecânica;

• energia térmica;

• energia química;

• energia elétrica.

Eletricidade

Energia 6

A energia é potencial quando se encontra em repouso, ou seja, armazenada em um determinado corpo. Como exemplo de energia potencial, pode-se citar um veículo no topo de uma ladeira e a água de uma represa.

A energia cinética é a conseqüência do movimento de um corpo. Como exemplos de energia cinética pode-se citar um esqueitista em velocidade que aproveita a energia cinética para subir uma rampa ou a abertura das comportas de uma represa que faz girarem as turbinas dos geradores das hidroelétricas.

A energia mecânica é a soma da energia potencial com a energia cinética presentes em um determinado corpo. Ela se manifesta pela produção de um trabalho mecânico, ou seja, o deslocamento de um corpo. Como exemplo de energia mecânica podemos citar um operário empurrando um carrinho ou um torno em movimento.

A energia térmica se manifesta através da variação da temperatura nos corpos. A máquina a vapor, que usa o calor para aquecer a água transformando-a em vapor que acionará os pistões, pode ser citada como exemplo de energia térmica.

A energia química manifesta-se quando certos corpos são postos em contato, proporcionando reações químicas. O exemplo mais comum de energia química é a pilha elétrica.

A energia elétrica manifesta-se por seus efeitos magnéticos, térmicos, luminosos, químicos e fisiológicos. Como exemplo desses efeitos, podemos citar: • a rotação de um motor (efeito magnético),

• o aquecimento de uma resistência para esquentar a água do chuveiro (efeito térmico), • a luz de uma lâmpada (efeito luminoso),

• a eletrólise da água (efeito químico),

• a contração muscular de um organismo vivo ao levar um choque elétrico (efeito fisiológico).

Conservação de Energia A energia não pode ser criada, nem destruída. Ela nunca desaparece, apenas se transforma, ou seja, passa de uma forma de energia para outra.

Há vários tipos de transformação de energia e vamos citar os mais comuns: transformação de energia química em energia elétrica por meio da utilização de

Eletricidade

Energia 7 baterias ou acumuladores que, por meio de uma reação química geram ou armazenam energia elétrica.

Transformação de energia mecânica em energia elétrica, quando a água de uma represa flui através das comportas e aciona as turbinas dos geradores da hidroelétrica.

Transformação de energia elétrica em mecânica que acontece nos motores elétricos que, ao receberem a energia elétrica em seu enrolamento, transformam-na em energia mecânica pela rotação de seu eixo.

(Parte 1 de 8)

Comentários