Dicionario ilustrado de saude

Dicionario ilustrado de saude

(Parte 1 de 2)

Aabcdefghijklmnopqrstuvwxyz

A (1) em fisiologia, serve para representar o símbolo do ar alveolar; em física, é o símbolo do ampère. (2) em hematologia, o grupo sangüíneo A do ABO. (3) segundo som aórtico. a em fisiologia, é o símbolo do sangue arterial, ou ainda, serve para designar a abreviatura de artéria. a termo em obstetrícia, refere-se ao bebê nascido da 38 até a 41 semana de gestação. a-, an- prefixo de negação, afastamento de, não. A, fibra fibras nervosas mielínicas encontradas em nervos somáticos; conduzem impulsos nervosos a uma velocidade que varia de 6 a 120 m/s. a ou ana- da expressão latina ana partes aequales. Nas receitas médicas, serve para designar a abreviação que é utilizada após duas ou mais substâncias para indicar que elas devem ser dadas em quantidades iguais. aania medo mórbido de perder a capacidade sexual. ab- palavra latina que significa “longe de”. É utilizada como um prefixo que indica distanciamento, afastamento, separação. Seu antônimo é o prefixo ad-. abacteriano que não contém bactérias. abacto aborto provocado. Abadie, sinal de espasmo do músculo elevador da pálpebra superior. abaixa-língua instrumento espatulado com que a língua é mantida abaixada para exame ou intervenção cirúrgica. Há vários tipos de abaixa-língua. abalienação distúrbio mental. aba-mordida, radiografia com filme tipo de radiografia que demonstra as coroas e o terço superior das raízes dos dentes superiores e inferiores. Também denominada radiografia interproximal. abandônico criança ou adulto cujas dificuldades vitais estão centradas em torno do temor ou do sentimento, reais ou imaginários, de estar abandonado, de perder o amor de seus pais ou de seus próximos. abandono consiste na consiste na interrupção – sem aviso prévio ou garantia da continuidade da assistência – do tratamento ao cliente que esteja necessitando de cuidados clínicos, pela pessoa responsável por estes cuidados.

Abaixa-língua (tipos)

Tobold Andrew

BrueningsAbaixa-língua de Bruenings abarognose perda da capacidade de perceber o peso. abarticulação luxação de uma articulação. abarticular a certa distância de uma articulação. abartrose ponto ou articulação móvel, com o qual os ossos se movimentam livremente entre si. abasia incoordenação motora durante a deambulação. abásico relativo à abasia ou, ainda, quem está acometido por abasia. abater (1) minorar ou diminuir. (2) cessar ou fazer cessar. abatistão instrumento cirúrgico. Trépano que não pode escorregar, sob o risco de ferir o cérebro. abaxial, abáxil que não está na linha do eixo do corpo ou de uma parte do corpo.

Abbot, método de tratamento da escoliose por uma série de jaquetas de gesso. abdome parte inferior do tronco situada entre o tórax, do qual está separado pelo diafragma, e a pequena bacia. A cavidade do abdome (cavidade abdominal) contém a maior parte do aparelho digestório, do aparelho urinário e dos órgãos genitais internos. abdome agudo emergência cirúrgica resultante de distúrbios nas vísceras do abdome. abdome em avental abdome que pende como uma bolsa flácida por cima da sínfise pública; é observado, por exemplo, em obesos idosos ou na mulher que teve várias gestações. abdome em tábua contratura permanente e dolorosa da musculatura abdominal, característica da peritonite. abdome pendular ventre em avental. abdominal relativo ao abdome. abdominalgia dor no abdome. abdominocentese punção do abdome para retirada de líquido. abdominocístico pertencente ao abdome e à bexiga. abdominogenital que abrange a região do abdome e dos órgãos genitais. abdomino-histerectomia extirpação do útero pelo abdome. abdominoplastia cirurgia plástica no abdome. abdominoscopia exame da cavidade abdominal com o endoscópio.

abdominoscopia

Abdome (visão dos orgãos internos)

EstômagoFígado

Intestino grossoIntestino delgado

ÂnusReto abdução movimento lateral dos membros afastando-os do plano mediano do corpo, ou ainda, a inclinação lateral da cabeça ou do tronco. abdutor músculo que durante a contração promove a abdução. abentérico relativo ou envolvendo órgãos localizados fora dos intestinos. aberração (1) todo desvio do estado normal de alguns órgãos ou de suas funções. (2) indica um defeito de imagem dada por instrumento óptico, um sistema óptico (como o olho, lentes e espelhos). aberração cromossômica alteração da estrutura de um cromossomo em relação ao cromossomo original. Os tipos principais são a deficiência, a translocação, a inversão e a duplicação. aberrante que se afasta do normal, principalmente por sua localização. Ex.: tireóide aberrante. aberto referente a cirurgia, diz-se de aquela que que envolve o coração, o próprio miocárdio, as artérias coronárias ou as valvas cardíacas. O termo aberto refere-se ao peito (tórax) e não ao próprio coração. abertura (1) entrada para cavidade ou canal; em anatomia, um espaço aberto ou orifício. (2) o diâmetro da objetiva de um microscópio. abertura do colo uterino insuficiência de fechamento interno do colo uterino; congênita ou consecutiva a um traumatismo obstétrico, ela pode estar na origem de abortamentos espontâneos repetidos. abertura em oclusão em odontologia, espaço resultante, em um plano vertical, de uma má oclusão dos dentes, seja quais forem os movimentos. abertura ístmica o mesmo que abertura do colo uterino. abevacuação evacuação anormal, tanto excessiva quanto deficiente. abioceno lugar desprovido de seres vivos. abiogênese geração espontânea da vida, produção teórica de matéria viva a partir de matéria inerte (sem vida). abiose ausência de vida. abiótico incompatível com a vida. abiotrofia perda prematura da vitalidade ou degeneração dos tecidos e células, com conseqüente perda da resistência e da capacidade de tolerância. abirritação (1) astenia ou atonia. (2) diminuição da resposta aos estímulos. abissofobia medo de abismos ou precipícios.

abissofobia ablação ação de retirar do corpo um de seus órgãos ou uma formação patológica. ablação da placenta deslocamento prematuro da placenta das paredes do útero que ocorre durante a gravidez. ablactação cessação da secreção de leite. ablatio ablação, remoção, deslocamento. ablefaria ausência congênita de pálpebras. ablefaroso sem pálpebras. ablepsia ausência ou perda da visão; cegueira. ablução limpeza ou lavagem. ablutomania impulso mórbido que leva o indivíduo a lavar-se e a banhar-se repetidamente. abóbada craniana o mesmo que calota craniana. abóbada palatina face anterior côncava do palato ósseo, coberta por uma mucosa, formando a parede superior da cavidade bucal. É limitada anteriormente e nas laterais pela arcada gengivo-dentária superior e continua posteriormente pelo véu palatino. abóbada plantar conjunto de curvas com concavidade inferior que existe na superfície inferior do pé: uma curvatura longitudinal (indo do calcâneo à cabeça dos metatarsianos) e uma curvatura transversal, máxima no nível da base dos metatarsianos. abocar comunicar ou fazer comunicar (um conduto) com outro órgão, da mesma natureza ou não. aboclusão dentição na qual os dentes da mandíbula e do maxilar entram em contato. aboral afastado da boca. abordagem multidisciplinar participação de vários especialistas no diagnóstico e escolha do tratamento de doenças, determinando melhores resultados para os pacientes. abortar expelir um embrião ou feto antes de sua viabilidade. abortifaciente diz-se de agente que causa o aborto. abortivo que provoca o abortamento ou, ainda, o que não termina no tempo normal, habitual do seu desenvolvimento. aborto expulsão espontânea ou provocada do embrião ou feto com menos de ablação

500 g ou até 20 semanas de idade gestacional, quando tem pouca ou nenhuma chance de sobrevivência fora do organismo materno. abraço, reflexo do reflexo de defesa, em que o bebê cruza os braços no peito, respondendo a estímulos gerados por abalos da superfície sobre a qual ele está deitado. abradante abrasivo. abrandamento descida da parte de apresentação do feto até a pelve. abraquia ausência congênita de braço. abraquiocefalia ausência congênita de braços e de cérebro. abrasão (1) ablação ou retirada por esfregaço de certos tecidos ou de certas formações de superfície: córnea, mucosa uterina, tártaro dentário etc. (2) a ação de desgastar por esfregação. abrasivo que pode desgastar ou polir por esfregamento. abreação descarga emocional mais ou menos intensa, em que o indivíduo revive um acontecimento traumático que o libera da repressão à qual estava submetido. abreagir libertar-se de uma idéia reprimida ou de uma emoção por exemplo, por meio de abreação. abreugrafia método criado pelo médico brasileiro Manuel de Abreu para fixar a imagem observada pela radioscopia. abrupção separação, desligamento ou ruptura. abscedado transformado em abscesso. abscesso acúmulo de pus contendo micróbios mortos, células sangüíneas mortas e fluido que emana da região infectada. Apresenta-se sob a forma de bolsa de pus bem delimitada que se constitui no seio de um tecido após uma inflamação. abscesso cerebral tipo de doença infecciosa e inflamatória com áreas necrosadas e secreção purulenta, localizada no cérebro, causada, geralmente, por bactérias. abscesso de Brondie patologia caracterizada por um tipo de abscesso ósseo que apresenta uma região aguda ou crônica de infecção. abscesso epidural patologia cerebral que tem a característica de formar abscessos, pode levar o paciente a trombose e a infartos venosos. abscesso frio abscesso de evolução lenta, sem febre, com pouca ou nenhuma dor.

abscesso abscesso periamigdaliano implicação grave de amigdalite, pode se desenvolver em tecidos próximos das amígdalas. abscesso pulmonar área localizada de infecção e necrose do parênquima pulmonar. abscisão remoção por excisão. absconso cavidade de um osso que abriga a cabeça de outro. abscopal diz-se de efeito observado em órgão não-irradiado, após a irradiação de um outro órgão. absenteísmo (1) falta de assiduidade de um indivíduo ao trabalho, à escola etc. (2) ausência de um empregado ao trabalho, causada especialmente por motivo de doença ou dano físico.

Absidia gênero de fungos patógenos. absoluto sem restrições completas. absorção penetração de líquido ou de outras substâncias pelas mucosas. absorção intestinal processo mediante o qual as substâncias digeridas passam do intestino para os vasos sangüíneos e linfáticos. absorvefaciente agente terapêutico que promove ou atua na absorção. absorvente (1) que absorve, que se relaciona com a absorção. (2) uma substância que pode absorver um líquido, um gás ou um raio. absorvidor em anestesiologia, recipiente cujo conteúdo absorve certos componentes do ar expirado. abstêmio que se abstém, abstêmico. abstinência renúncia parcial ou total a certos alimentos (mais particularmente às bebidas alcoólicas) ou à satisfação de uma necessidade ou de um desejo. abstinente (1) que se abstém. (2) relativo à abstinência. abulia ausência (ou impossibilidade) de exercitar o poder da vontade, de tomar iniciativa; falta de espontaneidade. abulomania ver abulia. ac acomodação. Ac abreviatura de anticorpo. AC, articulação articulação acromioclavicular (relativa ao acrômio e à clavícula). acalasia incapacidade de relaxar; diz-se de músculos, como os esfíncteres, cuja função normal é uma contração persistente com períodos de relaxamento.

abscesso acalculia incapacidade de realizar cálculos matemáticos simples. acalentar abraçar, envolver ou cercar de cuidados. acalmia período de calma no decurso de uma infecção ou de uma doença aguda. acamado preso ao leito. acamar repousar na cama, geralmente por motivo de alguma moléstia ou para fins de diagnóstico. acampsia inflexibilidade de um membro, rigidez, ancilose. acantestesia sensação semelhante a uma picada de alfinete, uma forma de parestesia.

Acanthosis nigricans moléstia da pele que é caracterizada por manchas hiperpigmentadas e de superfície rugosa ou verrucosa, mais comum em virilha, axila, pescoço e região anogenital. acântion extremidade da espinha nasal anterior. acantocefalíase infestação produzida por qualquer acantocéfalo. acantocitose anomalia na forma de eritrócitos que parecem dotados de espinhos, sendo denominados acantócitos. acantólise atrofia e desprendimento da camada espinhosa da pele. acantoma tumor constituído de células epidérmicas ou pavimentosas. acantose espessamento da camada de Malpighi da epiderme, que se observa em várias afecções cutâneas, como por exemplo, nas verrugas. acapnia diminuição de dióxido de carbono. acarbia diminuição do bicarbonato no sangue. acardia ausência congênita de coração, anomalia incompatível com a vida. acardiotrofia atrofia do coração. acaríase sarna, escabiose. acaricida medicamento eficaz no tratamento da sarna. acarinose o mesmo que acaríase. acariota que é desprovido de núcleo. ácaro nome comum do parasita da sarna (Sarcoptes scabiei ou sarcopta); é um artrópode da ordem dos Acarianos. acarodermatite inflamação cutânea causada por ácaro. acarofobia medo de ácaros. acarofóbico que sofre de acarofobia.

acarofóbico acatalasia doença rara hereditária em que ocorre a ausência da enzima catalase.

Os tecidos gengivais e orais ficam particularmente suscetíveis à invasão bacteriana, ocorrendo, subseqüentemente, alterações gangrenosas e destruição do osso alveolar. acatalepsia incerteza, falta de compreensão. acatamatesia (1) perda da capacidade de entender a linguagem. (2) percepção deficiente de qualquer um dos tipos de sensação. acatastasia falta de regularidade, afastamento não-patológico da normalidade. acatexia falta de emoção. acatisia incapacidade de sentar-se. acaudado desprovido de cauda ou de cóccix. acavalamento deslocação e superposição dos fragmentos de um osso fratu rado. acefalia anomalia congênita que consiste na ausência de cabeça. acéfalo feto ao qual falta o crânio. acefalobraquia anomalia congênita que consiste na ausência de cabeça e braços. acefalopodia ausência congênita da cabeça e dos pés. acelerador linear clínico equipamento emissor de radiação X, com ou sem emissão de elétrons, utilizado em teleterapia. acelerina fator de coagulação sangüínea que acelera a formação da trombina e das tromboplastinas, produzida pelo fígado sob a forma inativa (proacelerina) que é encontrada no plasma sangüíneo. Sua diminuição se traduz por hemorragias que se assemelham às da hemofilia. acelia ausência de cavidades. acelular sem células. acêntrico não central, periférico. aceratose falta ou diminuição de tecido córneo. acérvulo (1) condensação, agregação calcária ou magnesiana encontrada no plexo coróide e na glândula pineal. (2) pequeno acervo. acessional que ocorre em acessos; intermitente. acesso fenômeno patológico geralmente agudo que aparece e desaparece de forma brusca e que se reproduz periodicamente, em intervalos mais ou menos regulares. acesso anginóide ataque imprevisto de dor semelhante ao da angina do peito.

acatalasia acestoma granulações frescas, que mais tarde formarão uma cicatriz. acetabular relacionado ou pertencente ao acetábulo (cavidade cotilóide). acetabulectomia ressecção do acetábulo. acetábulo (1) cavidade femoral arredondada, que recebe a cabeça do fêmur. (2) o mesmo que cavidade cotilóide. acetabuloplastia restauração cirúrgica da cavidade cotilóide (acetábulo). acetato de alumínio adstringente, geralmente utilizado no tratamento de afecções da pele, proporciona também alívio na fase inicial do eritema solar. aceteste nome comercial de um aparelho com o qual os diabéticos podem comprovar a presença de acidose. acético que tem a natureza do vinagre. acetil ver acetila. acetila elemento derivado do ácido acético por remoção da hidroxila; acetil; acetilo. acetilar introduzir o grupo acetil em molécula. acetilcolina éster acético da colina, medidor químico do influxo nervoso nas extremidades dos nervos parassimpáticos e das fibras pré-ganglionares do sistema simpático. A acetilcolina é sintetizada no organismo a partir da colina e é hidrolisada por uma enzima, a colinesterase. Ela determina uma dilatação das artérias e uma diminuição do ritmo cardíaco. acetilmorfina substância que exerce intensa atividade hipnoanalgésica; derivada da morfina, é conhecida pelo nome de heroína. acetólio preparado farmacêutico em desuso, constituído de vinagre de vinho, no qual são maceradas certas drogas. acetona líquido incolor muito inflamável, com odor de frutas característico, de sabor queimante, miscível na água, no éter e no clorofórmio. É utilizada como solvente dos óleos e das ceras e também para se fazer o clorofórmio, o bromofórmio, o iodofórmio, os perfumes e as borrachas artificiais. É encontrada no hálito e na urina dos diabéticos e dos indivíduos submetidos a jejum glicídico; a acetona provém da descarboxilação do ácido acético, este por sua vez formado durante o metabolismo anormal dos ácidos graxos ou de certos aminoácidos (ditos cetógenos). acetonemia presença de acetona no sangue. Em linguagem médica comum, o mesmo que cetonemia.

acetonemia acetonemia diabética estado patológico provocado pela presença de corpos cetônicos no sangue de diabéticos ou de pessoas nas quais a combustão das gorduras é incompleta. acetônico sinônimo de cetônico. acetonúria presença de acetona na urina. Tem como sinônimo cetonúria. acianoblepsia incapacidade de discernimento da cor azul. aciclia falta de movimento de fluidos corporais. aciclovir derivado da guanina contendo uma cadeia lateral acíclica. Sua aplicação local previne a recidiva da infecção herpética da córnea, enquanto que sua administração por via intravenosa direta produz uma rápida melhora das lesões herpéticas (em particular o herpes-zoster e o simples). acidemia aumento da acidez no sangue com baixa do pH. acidentalismo teoria médica que só se reporta aos sintomas, ignorando os conhecimentos etiológicos e patológicos. acidente de trabalho evento ocorrido em geral durante o exercício laboral, resultando em danos ao trabalhador. acidente vascular cerebral episódio agudo de distúrbio neurológico secundário a doença dos vasos cerebrais; pode ser hemorrágico ou isquêmico. É mais freqüente em pessoas cujas artérias estão comprometidas pela idade ou pela pressão arterial elevada. acidentes ocorrências traumáticas ou provocadas por doença. Exemplos: escorregões, quedas, queimaduras, contusões, fraturas, ingestão de corpos estranhos, feridas etc. acidez propriedade de um ácido expressa pela concentração em íons de hidrogênio livre (pH). Traduz-se por um pH inferior a 7,2. acidez do sangue distúrbio resultante do acúmulo de ácido, ou perda de substâncias alcalizantes, caracterizado pela diminuição do pH sangüíneo. acidificado que se tornou ácido. acidificante que é dotado do poder de abaixar o pH de uma substância, tornando-a ácida. acidificar tornar ácida uma substância, diminuindo o pH (ex.: acidificar a urina pela administração de um medicamento acidificante). acidimetria mensuração do grau de acidez. ácido (1) todo corpo que pode liberar íons H. (2) que tem um sabor azedo.

acetonemia ácido acético líquido incolor de odor picante característico, produzido durante a fermentação ácida do vinho em vinagre, empregado em solução como anti-séptico. ácido acetilacético (ou acetoacético) corpo cetônico resultante da decomposição imperfeita dos ácidos graxos e de certos aminoácidos, aparecendo no sangue e na urina dos indivíduos acometidos por diabete melito mal controlado. Seu aumento no sangue pode provocar acidose. ácido acetilsalicílico composto salicilado administrado por via oral, em supositórios ou em injeções intravenosas para combater a inflamação, as dores e a febre; possui também uma função anticoagulante. ácido ascórbico denominação química da vitamina C, é uma molécula usada na hidroxilação de várias outras em reações bioquímicas nas células. Sua principal função é a hidroxilação do colágeno, a proteína fibrilar que dá resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sangüíneos. Além disso é um poderoso antioxidante, sendo usado para transformar os radicais livres de oxigênio em formas inertes. Ajuda o sistema imunológico e a respiração celular, estimula as glândulas supra-renais e protege os vasos sangüíneos. ácido azótico ácido nítrico. ácido barbitúrico maloniluréia; composto do qual derivam centenas de sedativos e hipnóticos. ácido-básico proporção de ácidos e bases no metabolismo necessária para conservar o sangue neutro ou ligeiramente alcalino, com um pH de 7,35 a 7,43. ácido biliar nome do conjunto de ácidos aparentados aos esteróides isolados na bile. ácido bórico usado como anti-séptico, apresenta-se como substância em forma de escamas ou cristais incolores, ou pó branco e cristalino dissolvido em água. ácido butírico denominação química do produto da fermentação de substâncias graxas. ácido cianídrico ácido prússico, veneno potente. ácido cítrico o mesmo que ácido ascórbico.

ácido cítrico ácido clorídrico composto contendo cloro e hidrogênio; é cáustico e pode provocar graves queimaduras. ácido diacético ácido acetoacético que surge na urina em certos casos de diabetes. ácido fênico fenol, ácido carbólico. ácido fólico o mesmo que vitamina B ou vitamina M, da família dos folatos, ajuda a formar o ácido tetraidrofólico, que atua como coenzima no metabolismo dos aminoácidos, na formação dos ácidos nucléicos, das hemácias e do tecido nervoso. Este ácido tem uma ação específica na regeneração e na maturidade das hemácias. É fator indispensável do equilíbrio da fórmula sangüínea e de seu bom funcionamento. Evita doenças do tubo neural e partos prematuros. É indicado para todo o tipo de anemia, sua deficiência provoca a anemia megaloblástica. ácido glacial em radiologia, composto químico utilizado na revelação manual, que auxilia a diminuir o processo do revelador. ácido graxo ácido que se combina com gliceróleos, formando sabão. ácido inorgânico ácido que não contém carbono em sua molécula. ácido lático composto orgânico que se encontra no tecido muscular; sua produção aumenta quando ocorre fadiga intensa. ácido málico ácido existente em alguns frutos quando verdes, como a maçã. ácido nicotínico componente do complexo B, também conhecido como vitamina P (preventiva da pelagra). ácido nítrico líquido incolor, fortemente ácido, com numerosíssimas aplicações industriais. ácido orgânico ácido cuja molécula contém um grupo carboxila COOH. ácido pantotênico vitamina do complexo B, que interfere catalisando diversas reações metabólicas. ácido para-amino-salicílico medicamento muito utilizado no tratamento da tuberculose. ácido pícrico conhecido como ácido amargo, é usado em queimaduras. ácido prússico o mesmo que ácido cianídrico. ácido-resistência propriedade de certos microrganismos (como o bacilo tuberculoso, que se cora em vermelho com a fuccina básica) de resistir à descoloração pelos ácidos minerais diluídos.

ácido clorídrico ácido-resistente diz-se de um corpo ou de um organismo vivo (bactéria) dotado de ácido-resistência; a bactéria que não descora pelos ácidos. ácido sulfúrico substância cáustica. ácido tânico o mesmo que tanino. ácido úrico encontrado na urina humana e na animal, é produto do metabolismo das proteínas. acidofilia afinidade pelos corantes ácidos, como no caso da eosina (eosinofilia). acidófilo que retém os corantes ácidos. acidose distúrbio do equilíbrio ácido-básico, predominando a acidez. acidose alcoólica eliminação ou redução da reserva alcalina nos tecidos e líquidos orgânicos, associada à produção aumentada de corpos cetônicos; análogo à acidose do diabetes mellitu. acidose compensada acidose na qual o pH sangüíneo permanece normal pela participação de mecanismos reguladores do equilíbrio ácido-básico. acidose descompensada acidose na qual o pH sangüíneo é inferior a 7,35. A reserva alcalina pode estar aumentada ou diminuída. acidose diabética acidose por produção excessiva de ácidos, que complica um diabete mal equilibrado. acidular tornar ligeiramente ácido, acidificar. acídulo ligeiramente ácido. acidúria excesso de ácidos na urina. acinese divisão celular sem o fenômeno da cariocinese. acinesia (1) dificuldade ou impossibilidade de executar alguns movimentos, paralisia, imobilidade. (2) intervalo entre sístole e diástole. acinesia álgebra perda ou comprometimento da função motora ou imobilidade por qualquer causa. acinestesia ausência do sentido do movimento. ácino (1) pequena cavidade glandular arredondada em forma de dedo de luva que drena em um canal excretor. (2) ácino pulmonar: conjunto anatômico e funcional constituído pela ramificação de um bronquíolo terminal em canais alveolares em cujas extremidades, de maneira apendicular, terminam os alvéolos pulmonares. acinoso (1) relacionado aos ácinos. (2) que é constituído por ácinos.

acinoso acistia ausência congênita de bexiga. aclaidose doença cutânea ulcerativa; supõe-se que seja proveniente de fungos. aclase tecido patológico oriundo de tecido normal, mas integrado neste, formando uma estrutura contínua. áclide opacificação branca e densa da córnea. aclimatação ato de tornar-se acostumado com um ambiente diferente, adaptação. acloridria ausência de ácido clorídrico livre no suco gástrico. acloroblepsia incapacidade de reconhecer a cor verde. acloropsia cegueira da cor, na qual o verde não pode ser identificado. acmástico diz-se do período em que certa doença manifesta o seu acme. acme em patologia, o termo indica a fase mais aguda ou crítica de uma moléstia. acmestesia sensação descrita pelo cliente como semelhante à produzida pela pressão exercida por objeto pontiagudo. acne afecção da pele que tem como ponto de partida as glândulas sebáceas ou pilossebáceas. Existem várias formas de acne: a acne dos adolescentes (acne juvenil ou acne vulgar), que é uma erupção folicular, caracterizada por comedões, papulopústulas superficiais ou profundas, localizadas com mais freqüên cia no rosto, nas costas e na parte superior do tórax. É uma complicação freqüente da seborréia. A acne rosácea consiste em uma afecção do rosto que aparece próximo dos quarenta anos, caracterizada por vermelhidões, papulopústulas e pequenas dilatações dos vasos cutâneos. acne hipertrófica ver rinofima. acne juvenil acne comum ou vulgar. acne necrótica dermatite que se manifesta com pústulas localizadas nas margens do couro cabeludo, as quais sofrem necrose. acne papulosa acne associada à formação de pápulas. acne profissional o mesmo que acne tóxica. acne puntacta o mesmo que comedão. acne quelóide dermatose que atinge os folículos pilosos da nuca, deixando cicatrizes endurecidas na pele. acne rosácea afecção semelhante à acne comum, caracterizada por vermelhidão no rosto devida a pequenos vasos dilatados, que não deixam marcas.

acistia acne seborréica o mesmo que acne vulgar. acne tóxica dermatite tóxica provocada por iodo ou bromo, afeta indivíduos que manipulam preparados à base destes metalóides ou que se submetem à terapêutica prolongada com iodo ou bromo. acne vulgar acne comum. acnegênico diz-se de fator capaz de gerar acne. acneiforme que se parece com a acne. Ex.: nervo acneiforme. acnemia depleção da panturrilha. acognosia conhecimento e estudo dos medicamentos. acografia descrição dos medicamentos. acolia diminuição ou parada da secreção biliar. acolúria ausência de pigmentos biliares na urina, em algumas formas de icterícia. acometria avaliação da acuidade auditiva. acomia queda dos cabelos; calvície. acomodação propriedade que tem o globo ocular de adaptar-se às várias distâncias. aconativo (1) que não tem conação. (2) que não implica desejo ou volição. acondroplasia uma forma de condrodisplasia hereditária grave do lactente, traduzida por insuficiência do crescimento (nanismo) acompanhada de diversas anomalias (cabeça grande, cifose, membros robustos etc.). aconurese eliminação involuntária de urina. ácopo medicamento untoso para fricção usado na Grécia antiga para combater o cansaço. acoprose ausência de fezes no intestino. acoria estado mórbido que se manifesta pelo desejo insaciável de comer. acracia fraqueza, debilidade. acral pertencente às extremidades. acraturese dificuldade de micção, por atonia da bexiga urinária. acreção aumento por adição externa, acumulação. acremoniose doença infecciosa produzida pelo fungo Acremonium. acretio aderência de partes normalmente separadas. acribomania mania de exatidão. ácrido diz-se de agente químico ou de fator físico capaz de causar irritação orgânica.

ácrido acrílico material sintético utilizado na elaboração de peças destinadas a substituir segmentos ósseos, em certas condições ortopédicas e traumatológicas. acrinia ausência ou diminuição das secreções. acrisia ausência de crise durante a evolução de uma doença. acro- prefixo de origem grega que indica relação com as extremidades (membros). acroagnose ausência de reconhecimento sensorial de um membro. acroanestesia anestesia das extremidades. acroartrite artrite que compromete as extremidades dos membros. acroasfixia distúrbio vasomotor das extremidades caracterizado por acrocianose e sensações dolorosas. acrobistite inflamação do prepúcio. acrocefalia deformação do crânio, que apresenta-se anormalmente alto, sendo conhecido como “pão-de-açúcar”; conformação pontiaguda do crânio. acroceratose ceratose de ou das extremidades. acrocianose cianose das extremidades. acrocinético que demonstra excessivo movimento nas extremidades. acrodermatite dermatite das extremidades. acrodermatose qualquer inflamação das mãos ou dos pés. acrodinia doença de bebês e crianças novas, causada pelo envenenamento por mercúrio. acrodolicomegalia condição em que as mãos e os pés são anormalmente longos. acroeritose vermelhidão das mãos, dos pés ou de outras partes do corpo, provocada por distúrbios dos vasos sangüíneos locais. acroesclerose uma esclerodermia das extremidades superiores, algumas vezes estendendo-se até o pescoço e a face. acrofobia medo intenso de lugares altos. acrognosia sensação geral da existência física das extremidades e de suas partes. acromania mania caracterizada por grande atividade motora. acromatopsia incapacidade de distinguir as cores. acromatose pigmentação tecidual insuficiente, como pode ocorrer eventualmente nos pés.

acrílico acromatúria ausência de coloração da urina. acromegalia aumento anormal das extremidades do corpo. acromia ausência de cor ou de pigmentação em qualquer parte do corpo. acromicria pequenez anormal dos pés e das mãos. acrômio extremidade da espinha da omoplata por meio da qual esta última se articula com a clavícula. acromioclavicular relativo ao acrômio e à clavícula. Ex.: articulação acromioclavicular. acroparalisia paralisia das extremidades. acroparestesia dor aguda nas extremidades, provocada por disfunção do sistema nervoso vegetativo. acrópata diz-se da pessoa que sofre de acropatia; acropático. acropatia toda afecção das extremidades. acropatologia estudo das doenças que comprometem as extremidades. acrossomo estrutura presente na região anterior da cabeça do espermatozóide, que contém secreções responsáveis pela perfuração das membranas ovulares, na fecundação. acrotismo ausência ou fraco batimento do pulso. acrotomia amputação das extremidades do corpo. ACTH abreviatura do hormônio corticotrofina. actin-, actino- prefixo que significa “raio” e indica relação com raios. actina uma das proteínas presentes nos músculos, participa da contração destes. actínico relativo a ou que é causado pela ação da luz, em particular a ação dos raios ultravioletas. Ex.: conjuntivite actínica. actinidermatose conjunto de fenômenos mórbidos cutâneos provocados por radiações solares ou artificiais. actinite dermatite provocada pela exposição a diversos raios (notadamente raios solares). Ver heliodermite. actinomicetáceas família de bactérias confundidas, antigamente, com fungos.

São anaeróbias, gram-positivas e imóveis. actinomiceto bactéria que causa a actinomicose no gado bovino e no homem. actinomicetose o mesmo que actinomicose. actinomicina antibiótico utilizado, por sua ação citostática, contra a reprodução de células neoplásicas.

actinomicina actinomicose infecção produzida pela bactéria actinomiceto. Actinomycetales ordem das bactérias da classe Actinomycetes. actinoscopia exame de tecidos e estruturas profundas do corpo, por meio de raios X. actinoterapia tratamento por meio de raios luminosos produzidos artificialmente por aparelhos ou lâmpadas. acuália conjunto de nódulos de cartilagem presentes na bainha mesenquimal contínua em íntima oposição à superfície externa do notocórdio, em embriões de vertebrados. açúcar comum o mesmo que sacarose. açúcar de amido o mesmo que amido. açúcar de carvão de pedra o mesmo que sacarina. açúcar de fruta ver levulose. açúcar de leite ver lactose. açúcar de mel ver glicose. açúcar mineral ver sacarina. açúcar no sangue determinada porcentagem de glicose no sangue. acúfeno sensação auditiva anormal que não tem origem em um som exterior (por exemplo, zumbido). acuidade clareza de percepção para os sentidos: audição, visão e tato. acuidade visual a laser também chamada de PAM (potencial aculty meter) ou acuidade visual potencial, é um procedimento oftalmológico que determina a acuidade visual do paciente operado de catarata. aculálio aparelho com que se ensinavam os surdos-mudos a falar. acuminado que termina em ponta. Ex.: condiloma acuminado. acuponto na acupuntura, local bem determinado para introdução de agulha, ao longo de um meridiano corporal. acupuntura método terapêutico antigo, de origem chinesa, que recuperou a atualidade em todo o mundo e que consiste em introduzir agulhas em determinados pontos da superfície do corpo, com a finalidade de suprimir dores, realizar uma anestesia ou tratar diversas doenças. acusma alucinação auditiva em que está presente um ruído imaginário de instrumentos e vozes cuja causa se desconhece.

actinomicose acussector agulha que, por ação de corrente elétrica, pode ser usada como escalpelo. acústico (1) relativo aos sons. Ex.: ondas acústicas. (2) relativo à função auditiva. Ex.: campo acústico, nervo acústico. acusticofobia medo de ruídos. acustigrama representação gráfica de curvas sonoras produzidas pelos movimentos da articulação. acutenáculo instrumento com o qual se seguram as agulhas enquanto são feitas suturas onde as mãos não podem operar. acutorsão processo hemostático que consiste em torcer um vaso sangüíneo mediante a utilização de uma agulha. ad- prefixo de origem latina que indica a proximidade, o reforço. adamantino relativo ao esmalte dos dentes. Adams-Stokes, doença de caracteriza-se por perturbações neurológicas conseqüentes à baixa súbita da perfusão sangüínea encefálica. adaptação faculdade que tem o organismo de se acostumar a novas condições de vida, tanto no aspecto físico quanto no psicológico ou no social. adaptativo que permite ao organismo adaptar-se a doença, ou a ameaça de doença, ou ao ambiente.

Addison, doença de anemia perniciosa; anemia progressiva crônica devido à falha da absorção de vitamina B. adefagia apetite insaciável; voracidade. adenalgia dor em glândula; adenodinia. adenectomia ablação de um gânglio linfático ou de uma glândula. adenectopia localização glandular anormal. adenia (1) afecção dos gânglios linfáticos. (2) denominação genérica das doenças das glândulas. adenina base púrica que entra na constituição dos ácidos nucléicos. Seu catabolismo produz no homem o ácido úrico. adenite inflamação dos gânglios linfáticos. adeno- prefixo de origem grega que indica relação com uma glândula ou com um gânglio linfático. adenoamigdalectomia ablação das vegetações adenóides e das amígdalas. adenocâncer o mesmo que adenocarcinoma.

adenocâncer adenocarcinoma adenoma maligno originário de um órgão glandular ou cuja forma se assemelha a uma glândula. adenofaringite inflamação das tonsilas e da membrana mucosa da faringe. adenofibroma o mesmo que fibroadenoma. adenofleimão adenite supurada. adenograma repartição dos diferentes tipos de células de um esfregaço retirado pela punção de um gânglio; normalmente, a maioria das células que o constitui. adenóide estrutura que se assemelha a uma glândula ou gânglio. adenoidectomia excisão das vegetações adenóides. adenoidiana, face aspecto especial dos que sofrem de vegetações adenóides: boca entreaberta e olhar inexpressivo. adenoidite inflamação das vegetações adenóides. adenoipófise o mesmo que ante ou ântero-hipófise. adenoma tumor glandular benigno, cuja estrutura lembra mais ou menos a da glândula de onde ela provém. adenoma adenocortical tumor benigno da células corticais da supra-renal; pequenos nódulos não-encapsulados do córtex da supra-renal, constituindo mais provavelmente áreas localizadas de hiperplasia do que de adenomas. Os verdadeiros adenomas são raros e podem apresentar-se de forma assintomática, associados à síndrome de Cushing ou ao aldosteronismo. adenoma basófico tumor hipofisário composto de corticotrofos densamente granulados e basófilos; dá origem à doença de Cushing da síndrome de Nelson. adenoma basófilo ver síndrome de Cushing. adenoma brônquico tumor epitelial polipóide, benigno, de crescimento lento, ou maligno, mas lentamente progressivo, da mucosa brônquica; origina-se profundamente no epitélio superficial, talvez de glânudlas mucosas ou seus canais. São reconhecidos dois tipos histológicos: carcinóide e cilindromatoso. adenoma de células nulas ou adenoma de células indiferenciadas; composto de células para as quais não existe franca evidência ou produção de hormônios, mas que produz hipopitutarismo e distúrbios visuais pela compressão adenocarcinoma de estruturas adjacentes. Aproximadamente um terço desses tumores tem células com mitocôndrias abundantes (oncócitos). adenoma embrionário neoplasia benigna em que elementos epiteliais glandulares não são completamente diferenciados, assemelhando-se a tecido imaturo observado no desenvolvimento embrionário. adenoma pleomórfico tumor benigno apenas das glândulas salivares mais freqüente. adenomatose endócrina familiar grupo de distúrbios caracterizados por tumores funcionais em uma ou mais glândulas endócrinas. adenomatose presença de múltiplos adenomas no tecido de uma ou de várias glândulas. adenomatose pulmonar doença neoplásica em que os alvéolos e brônquios distais estão cheios de muco e células epiteliais colunares secretoras de muco, caracteriza-se por escarro abundante, extremamente viscoso, calafrios, febre, tosse, dispnéia e dor pleurítica. adenomatoso relativo a um adenoma, que tem a natureza de um adenoma. adenomectomia ablação de um adenoma. adenomegalia hipertrofia de uma glândula. adenomioma tumor benigno formado por fibras musculares lisas e tecido glandular. adenomiose o mesmo que endometriose. adenopatia hilar ver adenomioma. adenopatia toda afecção de gânglios linfáticos. adenopatia traqueobrônquica afecção dos gânglios linfáticos hilares ou parailares, localizada ao redor da traquéia, causada por tuberculose. adenosclerose afecção caracterizada por aumento e endurecimento de uma ou mais glândulas, provocada por processos inflamatórios crônicos. adenose o mesmo que adenia. adenosina nucleosídeo constituído de adenina (base púrica) e ribose. adenossarcoma adenoma cujo tecido conjuntivo sofreu uma transformação cancerosa (em sarcoma). adenotomia incisão realizada em uma glândula ou gânglios linfáticos. adenovírus grupo de vírus ao qual pertencem os vírus responsáveis por farin- adenovírus gites, conjuntivites e afecções respiratórias agudas que podem simular um estado gripal. aderência fixação entre dois órgãos ou duas superfícies normalmente separadas.

A aderência pode ser congênita ou secundária a um processo inflamatório. adermina vitamina Bespecialmente encontrada no fígado e nos cereais, empregada contra náuseas e vômitos da gravidez, em algumas formas de dermatites e em distrofias musculares. adermogênese desenvolvimento insuficiente da pele. adesivo que é suscetível de aderir a uma superfície; que adere ou faz aderir. ADH abreviatura do hormônio antidiurético; designa a vasopressina. adi-, adipo- prefixo que indica relação com a gordura, mais particularmente com o tecido adiposo do organismo. adiadococinesia impossibilidade de executar rapidamente movimentos alternantes, como a pronação e a supinação. adiaforese falta ou diminuição acentuada de secreção sudoral. adiaforia ausência de resposta a determinados estímulos, como conseqüência da exposição anterior a esses mesmos estímulos. adianeupsia supressão da transpiração. adicção vício, dependência psicológica e fisiológica habitual de uma substância ou prática que esteja além do controle voluntário. adicto pessoa fisicamente ou psicologicamente dependente de uma substância ou prática, especialmente álcool ou drogas. adinamia extrema fraqueza muscular, estado de prostração, de falta de forças, provocada por fatores psíquicos ou por moléstias debilitantes. adinata conjuntiva. ádipe gordura de origem animal. adipocelular tecido conjuntivo rico em gordura. adipocera massa branca, mole e quebradiça, que se forma nos diversos tecidos e órgãos dos cadáveres. adipócito mesmo que célula adiposa, célula do tecido conjuntivo distendida por um ou mais glóbulos de gordura. adipomastia desenvolvimento excessivo do tecido gorduroso das mamas. adipose (ou adiposidade) excesso de gordura no tecido celular subcutâneo, sobretudo quando ele está circunscrito a uma certa região do corpo.

aderência adipose dolorosa desenvolvimento excessivo de massas adiposas, disseminadas no tecido subcutâneo e doloroso ao tato, de provável origem em disfunções hormonais. adiposo (1) que é de natureza gordurosa. (2) que possui ádipe. adiposúria presença de gordura na urina, o mesmo que lipúria. adipsia ausência de sede devido a moléstias do estômago, intoxicações urêmicas e fenômenos psíquicos. adisonismo ver doença de Addison. adiuretina o mesmo que vasopressina. adjacente que está localizado na vizinhança imediata; em contato direto. adjuvante diz-se de uma substância que permite com mais facilidade a absorção de um medicamento ou que facilita a sua ação.

ADN abreviatura do ácido desoxirribonucléico. adneural próximo ou na direção de um nervo. adoçante que tem a propriedade de conferir sabor doce a um medicamento, uma poção ou, ainda, a um produto alimentar. São adoçantes naturais o açúcar, o mel e o xarope. adolescência período da vida que se localiza entre a infância e a idade adulta.

Tem início na puberdade com o surgimento das características sexuais secundárias e termina com o fim do crescimento. adorbital diz-se do osso que forma a órbita. adormecimento sensação de formigamento, dor e peso em um membro que se verifica após longa permanência em uma mesma posição. adquirido que não existe no nascimento mas que surge durante a vida. adre-, adreno- prefixo de origem latina que indica relação com as supra-renais. adrenalectomia extirpação de uma ou de ambas as glândulas supra-renais. adrenalina hormônio secretado pela medula da supra-renal, sendo também obtido por síntese. Sua ação fisiológica opõe-se à acetilcolina. É de natureza hipertensiva e de ação vasoconstritora sobre a circulação periférica e também exerce poder de regulação sobre a musculatura lisa, cuja ação se assemelha à excitação do sistema simpático. adrenalinemia teor sangüíneo de adrenalina. adrenérgico que age pela liberação da adrenalina.

adrenérgico adrenocorticotrópico que estimula a atividade hormonal do córtex da suprarenal. adrenolítico que suprime os efeitos da adrenalina no organismo (no nível dos seus receptores). adrenoprivo que se relaciona ou que é causado pela insuficiência ou ausência da função supra-renal. adsorção fenômeno de adesão superficial que se produz quando uma substância sólida, líquida ou gasosa entra em contato com outra substância sólida ou líquida, sem que haja combinação química ou dissolução. adsorvente diz-se da substância que adsorve outra. adstrição ação ou resultado de um medicamento ou substância adstringente. adstringente que provoca a constrição dos tecidos. adtorsão torção convergente; rotação de ambos os olhos para o plano mediano. adução (1) movimento pelo qual um membro ou um segmento de membro é aproximado do eixo mediano do corpo. (2) ação de trazer, conduzir. aducente que causa adução. adulto diz-se do indivíduo que atingiu plena maturidade, expressa em termos de adequada integração social e adequado controle das funções intelectuais e emocionais. adutor diz-se de um músculo que promove adução. adventícia túnica externa de um vaso. adventício que está fora do lugar próprio ou fora de época. Aedes aegypti mosquito transmissor da febre amarela e da dengue. Aeoromonas gênero de bactérias encontradas nas fontes de água natural e no solo. Trata-se de um bacilo gram-negativo, não-formador de esporos e com motilidade. Como infecções oportunistas, as infecções por Aeromonas podem também ocorrer em hospedeiros sadios quanto aos demais aspectos. aer-, aero- prefixo de origem grega que indica relação com o ar ou com o gás. aeração mudança do sangue venoso em arterial no interior dos pulmões. aéreo que se relaciona com os condutos e com as cavidades pelos quais o ar penetra até os pulmões. aerífero que traz o ar. aeróbio diz-se de um microrganismo que tem a necessidade de oxigênio livre para sobreviver.

adrenocorticotrópico aerobiose condição de vida em presença de ar. aerobulose ver doença de descompressão. aerocistoscopia inspeção do interior da bexiga, distendida com ar, por meio de um cistoscópio. aerocistoscópio instrumento para observar o interior da bexiga distendida com ar. aerocolia distensão do cólon pelo acúmulo de ar ou de gás. aerocolpos distensão da vagina com ar. aerodromofobia medo de viagem aérea. aerofagia deglutição voluntária ou não de ar, que penetra no estômago e se acumula. aerofobia medo de voar. aeróforo aparelho portátil para a inflação dos pulmões de neonatos ou bebês asfixiados. aerogastria presença de ar no estômago. aeromedicina medicina de aeronáutica. aeroneurose um distúrbio nervoso funcional crônico que afeta aviadores e que se caracteriza por desarranjo gástrico, irritabilidade nervosa, insônia, instabilidade emocional e aumento da atividade motora. aeropatia qualquer doença causada por mudança de pressão atmosférica. aerossol partículas pequeníssimas e suspensas de uma droga que, inaladas, exercem uma ação terapêutica direta sobre o aparelho respiratório. aerossolterapia é uma forma terapêutica que permite a administração de medicamentos através das vias aéreas superiores mediante aparelhos e nebulizadores. aerotite média afecção dolorosa provocada por inflamação da orelha média, que afeta pessoas em razão da mudança de altitude. aerouretroscópio instrumento para inpeção da uretra, após distendê-la com ar. afacia ausência do cristalino de um olho, que ocorre congenitamente ou como resultado de traumatismo ou cirurgia. afagia impossibilidade de deglutir. afasia alteração ou perda da capacidade de expressar-se por meio da voz, da escrita ou por sinalização, ou impossibilidade de compreender a linguagem falada ou escrita, em decorrência de uma disfunção dos centros cerebrais.

afasia afasia motora transcortical variedade da afasia motora que se caracteriza pela falta de espontaneidade da linguagem. afasia visual o mesmo que alexia. afastador instrumento utilizado em alguns procedimentos operatórios cuja finalidade é afastar as extremidades e/ou bordas. afebril que está sem febre. afecção acometimento do organismo ou distúrbio das funções fisiológicas ou psíquicas (termo de uso geral que cobre os conceitos de anomalia, de disfunção, de lesão, de doença e de síndrome). aferente que leva a um órgão, ou da periferia para o centro. aférese (1) retirada de elementos do sangue por máquina própria. (2) ablação de órgão. afetividade função de natureza psíquica bastante geral que compreende a emoção e suas variedades, os sentimentos, as inclinações e as paixões. Pode ser perturbada pela neurose e pela psicose. afetivo relativo ao sentimento ou à emoção que uma determinada situação pode proporcionar. afeto todo estado afetivo elementar de prazer ou ainda de desprazer. afibrinogenemia ausência de fibrinogênio no sangue. afinidade o mesmo que atração. afistular converter-se em fístula. afleumar inflamar-se, apostemar-se, inchar. afluxo chegada abundante ou repentina de um líquido em uma determinada região ou órgão. afogamento asfixia decorrente da imersão em um líquido (submersão) ou resultante de um espasmo da glote, o que não permite a passagem de ar (oxigênio) nem de água até os pulmões, ocasionando o chamado afogamento seco. afonia perda da voz. afonogelia impossibilidade de rir. aforese ausência de secreção sudorípara. aforético relativo à aforese ou aquele que a tem. AFP abreviatura de alfafetoproteína. afrasia impossibilidade de expressão por meio de frases, embora permaneça a capacidade de se enunciarem as palavras isoladas.

afasia motora afrodisia exagero mórbido do apetite sexual. afrodisíaco o que pode despertar ou estimular o desejo sexual. afrontação dificuldade respiratória, fadiga. afrontamento ação de aproximar com muita precisão, borda a borda, os dois lábios de uma incisão ou de um ferimento, com o objetivo de obter uma cicatrização uniforme e regular, tornando-a pouco evidente. afrontar aproximar borda a borda os dois lados de um ferimento. afta pequena ulceração de coloração amarelada, de formato redondo ou oval, que é contornada por um halo vermelho que evolui para uma vesícula de origem viral. Sua localização ocorre na mucosa genital, oral ou faríngea. É acompanhada por sensação de dor e queimação. aftongia incapacidade de falar, devido a um espasmo dos músculos controladores da fala. afundamento fratura incompleta de um osso, geralmente observada no crânio, na bacia e nas costelas. afusão aspersão. Jato de água sobre o corpo para abaixar a temperatura. Ag símbolo químico da prata. agalactia ausência da secreção láctea decorrente de disfunções hormonais ou de depauperamentos orgânicos ou traumatismos psíquicos. agalactosúria ausência de galactose na urina. agalaxia o mesmo que agalactia. agamaglobulinemia ausência ou diminuição relevante das gamaglobulinas plasmáticas. ágar (ou ágar-ágar) alga marinha da qual se extrai hidrato de carbono empregado em preparações bacteriológicas, na farmácia e na indústria. É utilizada na medicina como laxante em razão de sua capacidade de aumentar o volume dos materiais de excreção do intestino. agastria ausência de estômago. agenesia (1) incapacidade de produzir, esterilidade, impotência. (2) ausência ou interrupção do desenvolvimento de um determinado órgão ou de parte do corpo. agenitalismo ausência dos órgãos genitais. agente ativo de superfície ver detergente. agente etiológico agente causal de uma doença.

agente etiológico agente mutagênico agente físico ou químico que pode aumentar a freqüência com que as mutações ocorrem. agerasia estado de quem tem aspecto bem mais jovem do que seria de se esperar. ageusia ausência total ou parcial do paladar. ageustia ver ageusia. agiria má-formação em que as circunvoluções cerebrais se desenvolvem de forma insuficiente. agitação todo e qualquer aumento da atividade motora que evolui desordenadamente. Pode estar associada a uma excitação mental. agitografia modo de escrever com excessiva rapidez, acompanhado da omissão inconsciente de palavras e sílabas. aglicosúria ausência de açúcar na urina. aglossia ausência de língua. aglutinação (1) agrupamento de pequenas massas de células ou de microrganismos portadores de um antígeno, encontrados em suspensão em um líquido, quando estes são submetidos aos anticorpos correspondentes. (2) reação do aglutinogênio (antígeno) com a aglutinina (anticorpos). aglutinar amalgamar em uma massa compacta; aglomerar, reunir. aglutinina substância encontrada em certos soros e que tem a propriedade de aglutinar os microrganismos ou as hemácias que apresentam o aglutinogênio específico. aglutinogênio ou aglutinógeno, substância elaborada por certos microrganismos ou presente na superfície das hemácias, tornando esses microrganismos ou essas hemácias aglutináveis por soros contendo as aglutininas correspondentes. agnosia (1) impossibilidade de reconhecer os objetos pelas suas qualidades: forma, cor, peso, temperatura etc., embora as funções sensoriais elementares estejam intactas. (2) em filosofia o termo refere-se a falta de conhecimento. agonia período que antecede a morte. Caracteriza-se por uma fraqueza progressiva das funções vitais, sobretudo da função cardiovascular, fazendo com que haja uma irrigação cerebral deficiente e um estado de inércia e inconsciência. agoniologia estudo da esterilidade nos seres humanos e dos meios utilizados para corrigi-la ou evitá-la.

agente mutagênico agonista diz-se do músculo que promove uma ação à qual se opõe outro músculo, denominado antagonista. agorafobia temor mórbido de grandes espaços descobertos e de lugares públicos. agrafagem inserção de uma ou várias agrafes, em geral durante procedimento cirúrgico e, mais especificamente, em uma osteossíntese. agrafe pequeno gancho metálico que se destina a unir as bordas de uma incisão, quando não a aproximá-las. agrafia incapacidade de escrever em razão de acometimento dos centros nervosos da escrita. agráfico que não pode escrever. agramatismo distúrbio neuropsíquico que consiste na perda da capacidade de expor as próprias idéias. agranulocitose afecção que se caracteriza por um desaparecimento quase total dos granulócitos do sangue, provocando manifestações, entre as quais as mais comuns são angina e infecção grave (septicemia). agravação aumento da gravidade das manifestações de um estado patológico. agregado massa constituída basicamente pela aglomeração de alguns elementos figurados do sangue. agressividade (1) tendência a atacar, combater, no sentido da hostilidade e da destruição. (2) designa a tendência à atividade que se caracteriza pela autoafirmação, no sentido possessivo e construtivo. agressivo químico gás asfixiante de alto poder tóxico e de ação rápida que pode ser empregado com técnicas diversas, para fins bélicos. agretope parte da molécula antigênica que tem a propriedade de se ligar às moléculas de classe I do complexo maior de histocompatibilidade e ser assim reconhecida pelos receptores dos linfócitos T, em virtude de uma reação imunológica. agripa criança que ao nascer apresenta primeiro os pés. agripnia mesmo que insônia, é a falta de sono adequada seja em quantidade ou qualidade; dificuldade de iniciar e manter o sono. agripnocoma coma vígil. agripnótico diz-se de uma substância que promove o despertar. agromania (1) tendência mórbida à solidão ou a vagar pelos campos. (2) paixão pelas coisas do campo.

agromania água composto químico de hidrogênio e oxigênio, representa dois terços do corpo humano e é essencial para a vida; está presente na maior parte dos alimentos e serve para o transporte de elementos nutritivos até as células. água boricada solução de ácido bórico em água destilada. É desinfetante brando utilizado para lavagens oculares, orais e vaginais. água de javel solução de hipoclorito de potássio. água de Labarraque solução de hipoclorito de sódio. água destilada que contém unicamente os elementos hidrogênio e oxigênio.

Pode ser produzida em laboratório, ou na natureza, logo quando se forma a chuva. Não é própria para beber, pois não possui os sais minerais necessários para o organismo. água-forte nome popular do ácido nítrico. água laxativa vienense infuso de sene tartarizado. água mineral é a água potável que contém sais ou gases em concentrações mais elevadas que a água comum. água oxigenada líquido incolor que apresenta em sua fórmula química duas moléculas de hidrogênio e duas de oxigênio. Tem a capacidade de desprender o oxigênio. Em solução aquosa, pode ser utilizada para fins terapêuticos na realização de determinados curativos de feridas. água potável para que possa ser definida como tal, deve ser inodora, insípida, incolor, ter quantidade de sais não superior a 500 mg/l, conter nitratos em quantidade reduzida e nenhum conteúdo microbiano. Sobretudo, não deve conter bacilos coliformes em quantidade superior a 10-12 elementos por litro. água termal água mineral que, no manancial, tem temperatura superior a 20 °C. água vegetomineral solução de acetato de chumbo e álcool vulnerário. aguardente alemã tintura de jalapa composta. aguarrás essência de terebintina. agudeza intensidade ou estado agudo da doença. agudo (1) cortante, grave. (2) de rápido surgimento, sintomas graves e curso breve, não-crônico. agulha de Reverdin agulha para sutura. aidético que está acometido de Aids.

água

Aids abreviatura que significa síndrome da imunodeficiência adquirida. Causada pelo vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana), que é transmitido pela troca de fluidos orgânicos contaminados, seja por sexo, procedimentos cirúrgicos com instrumentos contaminados pelo vírus, transfusão de sangue etc. ainhum afecção peculiar aos negros e mestiços, caracterizada pela queda espontânea dos dedos dos pés.

Al símbolo químico do alumínio. al-, alo- prefixo de origem grega que significa “outro”. Exprime a idéia de um estado diferente, inabitual, anormal. alactoflavinose ver arriboflavinose. alalia (1) impossibilidade de se exprimir verbalmente, em virtude de um distúrbio orgânico ou funcional. (2) paralisia dos órgãos da voz. alantóide membrana embrionária encontrada nos mamíferos vertebrados. É constituída por um divertículo do tubo intestinal primitivo que, nos mamíferos, dará origem às conexões vasculares do embrião na placenta. alarém produto antimalárico de grande consumo no Brasil e no mundo. alargamento aórtico imagem radiológica anormal da crosta da aorta, que consiste na retificação e no alargamento de sua curvatura. Pode traduzir uma esclerose da aorta. alastrim doença transmissível semelhante à varíola, porém mais benigna. Albers-Schoenberg, moléstia de ver osteoporose. albidúria eliminação de urina esbranquiçada ou pálida. albinismo ausência total, congênita e hereditária de melanina na pele, no sistema piloso e nos olhos. albino indivíduo acometido de albinismo. albocinéreo diz-se do órgão nervoso composto por substância branca e cinzenta. albugínea membrana conjuntiva que envolve o testículo, o epidídimo e os corpos cavernosos do pênis. albugo pequena mancha branca localizada na córnea. albumina proteína plasmática solúvel em água. albuminemia presença de albumina no sangue. albuminímetro instrumento para medir a quantidade de albumina na urina.

albuminímetro albuminóide semelhante à albumina. albuminorraquia quantidade de albumina do líquido cefalorraquidiano (LCR). albuminoso que contém albumina ou que é relativo a ela. albuminúria presença de albumina na urina. alça parte de um órgão que descreve o formato de um arco. alça de balde tipo de lesão que ocorre quando há rompimento vertical do menisco e ele é deslocado a uma boa distância da eminência intercondilar. alça de Henle é parte do néfron, unidade fundamental do rim, que fica entre os tubos proximal e distal. alça intestinal diz-se das 15 ou 16 grandes curvaturas que apresentam forma de U e formam o jejuno e o íleo. Essas alças compreendem os dois folhetos do mesentério, que lhes serve, no nível de seu bordo côncavo, como meio de inserção e que lhes fornece os nervos e os vasos, ficando o bordo convexo livre no interior da cavidade abdominal. alça sigmóide porção encurvada do cólon, em forma de “S”. alcalemia alcalinidade anormal do sangue, com pH acima de 7,5. álcali substância básica proveniente de um dos seis metais ditos alcalinos (sódio, potássio, rubídio, césio, lítio e frâncio). álcali volátil o mesmo que amoníaco. alcalimetria dosagem dos álcalis. alcalinizante diz-se de substância ou medicação que produz alcalinização de um meio. alcalino propriedade de uma substância que tem as características dos álcalis. alcalinúria teor alcalino da urina. alcalóide nome genérico de substâncias nitrogenadas de origem vegetal que têm propriedade básica, porém, com estrutura freqüentemente complexa. É pouco solúvel em água e facilmente em álcool; apresenta colorações específicas quando em contato com certos reativos. Suas ações estão intimamente relacionadas com a psique. Deve ser manipulado com cautela, tendo em vista sua alta toxicidade. alcalose distúrbio do equilíbrio ácido-básico, com predominância de alcalinidade. alcaptonúria presença na urina de alcaptona (ácido homogentísico), resultante albuminóide da decomposição incompleta de dois aminoácidos essenciais, a fenilalanina e a tirosina. Quando a urina contendo esta substância é exposta à luz, sua coloração se torna escura. Não apresenta sintomatologia. alcatrão da Noruega alcatrão vegetal. álcool nome de um conjunto de corpos orgânicos que apresentam o grupo

OH, cujo representante típico é o álcool etílico (álcool comum). álcool desnaturado álcool etílico tratado com substâncias químicas, o que impede o seu uso como bebida. álcool etílico substância química obtida por fermentação do açúcar contido em alguns vegetais ou por síntese química. alcoolato preparação farmacêutica obtida por destilação do álcool sobre substâncias aromáticas de origem vegetal. alcoolemia presença de álcool etílico no sangue. alcoólico relativo ao álcool ou ao indivíduo acometido de alcoolismo. alcoolismo absorção de bebidas alcoólicas que ultrapassa os níveis social e habitual aceitáveis. alcoolismo agudo intoxicação episódica aguda devida à ingestão excessiva de álcool. alcoolização ato ou efeito de alcoolizar-se. alcoolizado que contém um álcool. alcoolomania o mesmo que dependência alcoólica. alcoolúria presença de álcool na urina. alcooteste pequeno instrumento destinado a avaliar rapidamente o teor alcoólico do ar expirado por indivíduo suspeito de estar embriagado. Este teste tem sido largamente utilizado para triar motoristas envolvidos em acidentes automobilísticos. aldeído fórmico formol. aldolase enzima presente no fígado, nos músculos e no sangue. Sua finalidade é intervir no metabolismo da frutose. aldolasemia taxa de aldolase no plasma; pode estar aumentada em certos acometimentos do fígado e dos músculos. aldosterona hormônio secretado pelo córtex da supra-renal, age diretamente sobre o metabolismo mineral, mais particularmente na excreção do potássio aldosterona e na retenção do sódio, garantindo um volume de líquido circulante constante. Esse hormônio pode ser eliminado na urina sob a forma de derivados. aleijado diz-se da pessoa que tem uma deformidade permanente. aleitamento alimentação do lactente com o leite materno ou não. alelobiose o conjunto das relações vitais entre os indivíduos. alérgeno substância capaz de provocar uma reação alérgica. alergia reação de hipersensibilidade adquirida do organismo a uma determinada substância estranha denominada alérgeno, podendo esta ser inofensiva. Os alérgenos podem ser pêlos, pólen, leite, microrganismos, medicamentos etc. Os sintomas da alergia são urticária, eczema, coriza, asma etc. alérgico relativo à alergia ou que resulta dela. Designa também quem está sujeito à alergia. alérgide qualquer manifestação cutânea de natureza alérgica. alergista médico especializado no diagnóstico e tratamento das alergias. alergodiagnóstico diagnóstico de alergia. alergologia estudo da alergia e de suas manifestações mórbidas. O alergologista é o seu especialista. aleucemia deficiência de leucócitos no sangue. alexetério procedimento utilizado de forma eficaz contra uma determinada infecção ou contra envenenamento. alexia defeito de compreensão da escrita por causa de uma lesão cerebral. Não está relacionada a nenhum acometimento visual. alexia-agrafia síndrome clínica próxima da afasia de Wernicke. É caracterizada pela predominância do acometimento da linguagem escrita sobre a linguagem falada. Quando a linguagem falada é normal, diz-se alexia com agrafia (de Déjerine). alexifármaco antídoto contra envenenamento. alexina substância contida no soro sangüíneo que, na presença de sensibilizador específico, exerce ação lítica sobre bactérias e outras células. alexitimia incapacidade de exprimir verbalmente emoções. alfa primeira letra do alfabeto grego, α. alfaproteína glicoproteína secretada pelo fígado do feto e do recém-nascido, presente também no líquido amniótico, e que desaparece completamente do organismo alguns meses após o nascimento.

(Parte 1 de 2)

Comentários