Corredores Ecológicos

Corredores Ecológicos

(Parte 1 de 8)

Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva

Ministério do Meio Ambiente Ministra Marina Silva

Secretaria de Biodiversidade e Florestas Maria Cecília Wey de Brito

Programa Piloto para Proteção das Florestas Tropicais Nazaré Lima Soares

Ministério do Meio Ambiente - MMA

Centro de Informação e Documentação - CID Ambiental Esplanada dos Ministérios - Bloco B - térreo 70068-900 - Brasília, DF Tel.: (61) 4009-1235 e-mail: cid@mma.gov.br

Corredores Ecológicos

Experiências em Planejamento e Implementação

Ministério do Meio Ambiente

Secretaria de Biodiversidade e Florestas Programa Piloto para a Conservação das Florestas Tropicais do Brasil

Brasília - 2007

Projeto Corredores Ecológicos Unidade de Coordenação Geral

Ministério do Meio Ambiente Coordenador Geral Militão de Morais Ricardo Coordenador Corredor Central da Mata Atlântica Roberto Xavier de Lima Coordenador Corredor Central da Amazônia Victor Paulo de Oliveira Analistas Ambientais Erico Grassi Cadermatori Renata Pires Nogueira Lima Thayssa Izetti Luna Técnicos Administrativo/Financeiro Cátia Beatriz Rodrigues Jesuito Barbosa Cruz Jorge Luis Pereira Estagiários Murilo de Souza Faria Teresa Cristina Prado Lourenço da Silva

Unidades de Coordenação Estaduais - Uces

Amazonas Governo do Estado Eduardo Braga Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Virgílio Maurício Viana Secretária Executiva Adjunta de Programas Especiais Rita de Cássia G. Mesquita Coordenadora Unidade Coordenação Estadual (UCE/AM) Maria Jasylene Pena de Abreu Gerencia Executiva- CCA Márcio Amorim Maia da Silva Núcleo de Fiscalização e Vigilância Cícero Romão de Souza Neto Assessoria de Imprenssa Felipe Corona Técnicos Administrativos/Financeiros Deliane Cortesão Mota Josete Albuquerque Damasceno

Bahia Governo do Estado Jaques Wagner Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Juliano Matos Coordenador Institucional do Projeto Corredores Ecológicos Milson dos Anjos Batista Coordenadora Unidade Coordenação Estadual (UCE/BA) Marianna Pinho Técnico Ambientais Marcelo Senhorinho Liana Duarte Gulberg Lander de Jesus Alves Fábio Lima Oliveira Técnico Administrativo/Financeiro Hamilton Gonçalves Sydna Santiago Estágiarios Helber Crisnan Ananda Ribeiro Mensitieri Orlando

Espirito Santo Governo do Estado Paulo Hartung Gomes Secretária de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Maria da Glória Britto Abaurre Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aqüicultura e Pesca Ricardo Ferraço Coordenadora Institucional do Projeto Corredores Ecológicos Sueli Passoni Tonini Coordenadora Unidade Coordenação Estadual (UCE/ES) Gerusa Bueno Rocha Técnicos Ambientais Erica Rodrigues Munaro Evie Ferreira Costa Negro Felipe Martins Cordeiro de Mello Jayme Henrique Pacheco Henriques Sandra Ribeiro Técnicos Administrativos Cláudia Santos Machado Viviane Lube de Sousa Duarte Silva Estagiários Antonio de Oliveira Junior Cibele Alves Franciele Rodrigues Ramalho

Coordenação Roberto Xavier de Lima

Comissão de revisão Cátia Beatriz Rodriques Evie Negro Marcia Regina Lederman Renata Pires Nogueira Lima Roberto Xavier Lima Thayssa Izetti Luna Victor Paulo de Oliveira

Apoio GTZ - Jussara Ramos

Projeto gráfico Agência Grow Up - Ana Amorim

Revisão editorial Marco Antônio Gonçalves

Fotos gentilmente cedidas Cyro Soares - GTZ, André Alves, Roberto Xavier e Victor Oliveira

In s t i t u to do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Re n ov áve i s

Co rre d o res Ec o l ó gicos - experiências em planejamento e implementação / Mi n i s té rio do Meio Ambiente, Se c re t a ria de B i o d i versidade e Fl o re s t a s. - Brasília: MMA, 2007. p. : il. color. ; 29 cm

1. Co rredor ecológi c o. 2. Gestão ambiental. I. Mi n i s té rio do

Meio Ambiente. I. Se c re t a ria de Biodiversidade e Fl o re s t a s. II. Pro grama Pi l o to para a Co n s e rvação das Fl o restas Tropicais do B r a s i l. IV. Tí t u l o.

C D U ( 2 . e d. ) 5 0 4 . 0 6

Ficha catalográfica elaborada pela Bibliote c á ria Ana Cristina de Vasconcellos – CRB / 6 - 505 P 9 6 3

Im p resso no Brasil Pri n ted in Brasil

O Pro j e to Co rre d o res Ec o l ó gi c o s, parte do Pro gr a m a - Pi l o to para a Pro teção das Fl o re s t a s Tropicais do Brasil, objetiva contribuir para a conservação efetiva da biodiversidade do Brasil por inte rmédio de uma abordagem inovadora que propõe a criação de corre d o re s de floresta tropical em dois dos mais import a n tes biomas brasileiros: a Fl o re s t a A m a zônica e a Mata Atlântica.

O b j e t i vos específicos incluem ações inte gradas de monito r a m e n to e fiscalização e apoio à iniciativas que visem o uso suste n t ável de recursos naturais nas áreas subjacente s.

Os corre d o res foram concebidos como fo rma de conectar áreas pro te gi d a s, mante n d o ou restaurando a conectividade da paisagem e facilitando o fluxo genético entre populações por meio de alte rnativas para o desenvo l v i m e n to de práticas de pouco i m p a cto nas áreas de inte r s t í c i o s. A estraté gia de ação é descentralizada, sendo a p a rticipação social uma marca do pro j e to, desde o seu planejamento até a implantação das ações.

O Pro j e to Co rre d o res Ec o l ó gicos selecionou dois corre d o res como campo inicial para a sua atuação: o Co rredor Central da Mata Atlântica - C MA - e o Co rredor Central da A m a zônia - CCA.

A pri o rização desses dois corre d o res dentre os sete inicialmente pro p o s to s, levou em conta a maior viabilidade institucional para sua consolidação (associação com áre a s p re s e rvadas de Te rras In d í g e n a s, criação de Unidades de Co n s e rv a ç ã o, ou por pote n c i a l de unidades pri v a d a s ) .

Considerando que os ecossistemas da Amazônia e da Fl o resta Atlântica apre s e n t a m realidades distintas, a implementação de cada um dos corre d o res exige estraté gi a s e s p e c í f i c a s. No Co rredor Central da Amazô n i a -CCA, a estraté gia é garantir a c o n e ctividade entre as áreas pro te gidas por meio de ações que visem a manutenção e a ampliação destas áre a s, além do apoio à implementação do uso suste n t ável dos re c u r s o s naturais nas áreas de inte r s t í c i o s. No Co rredor Central da Mata At l â n t i c a -C MA, a e s t r a té gia é assegurar a pro teção dos re m a n e s c e n tes florestais sign i f i c a t i vos e i n c re m e n t a r, gr a d a t i v a m e n te, a ligação entre porções nucleares da paisagem por meio do contro l e, pro teção e recuperação da cobertura flore s t a l.

A publicação que aqui apre s e n t a m o s, ao relatar as experiências em planejamento e implementação de corre d o res ecológicos ajuda a perceber que o estabelecimento de p a rc e rias entre o gove rno e a sociedade civil pode auxiliar a gestão ambiental de te rri tó ri o s. O objetivo é conciliar a conservação dos recursos naturais com alte rn a t i v a s econômicas para as populações locais. Sendo assim, apresentamos alguns dos re s u l t a d o s o b t i d o s, ao longo dos 4 anos de execução do pro j e to, como contribuição fundamental aos técnicos e ao público em geral para a compreensão dos Co rre d o res Ec o l ó gi c o s.

Equipe Projeto Corredores Ecológicos

Apresentação

O que é o Pro j e to Co r re d o res Eco l ó gi co s ? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1 1

Militão de Morais Ri c a rdo e Ro b e rto Xavier de Lima1 3

Metodologia e Estratégia para o Planejamento de Unidades de Conservaçao.

Definição e planejamento de áreas prioritárias para co r re d o re s e co l ó gi cos no Espírito Sa nto. Gerusa Bueno, Jayme Henrique Pacheco Henri q u e s, Felipe Ma rtins Me l l o,

E rica Mu n a ro Tu b ay, Evie Fe rreira Costa Negro e Sandra Ri b e i ro2 0
Felipe Co rd e i ro de Mello e Antonio de Oliveira Júnior2 5

O Plano Inte grado de Fiscalização e Mo n i to ra m e nto para a Mat a At l â ntica no Espírito Sa nto.

R e f l exões sobre a gestão part i c i p at i va na implementação do Pro j e to Co r re d o res Eco l ó gi co s.

Ma ria da Penha Pa d ovan e Clay ton Fe rreira Lino3 0
Sa nto. J ayme Henrique Pacheco Henriques e Evie Fe rreira Costa Negro3 6

Turismo suste nt ável nos co r re d o res eco l ó gi cos do estado do Espírito

O Sistema Ge o r re fe renciado de Gestão Am b i e ntal da Bahia - Ge o b a h i a .

Ma rg a reth P. Maia, Jo s eval Souza de Almeida, Fábio da Silva Costa, Getúlio Beanes da Silva Santos Júnior, Antônio Sé rgio Mendes

e Rosa Silvia C. Kitahara Ro d ri g u e s4 2

A importância das re s e rvas privadas na implementação de co r re d o re s e co l ó gi co s.

Ma rcia Re gina Le d e rm a n4 7

Os Pro j e tos Demonstrat i vos dos Povos Indígenas e o Co r redor Ce nt ra l da Am a zô n i a . Fabio Vaz Ri b e i ro de Almeida, Cassio Noronha Inglez de Sousa, Maira Smith,

Sé rgio Pe d reira Pe reira de Sá e Roselis Remor de Souza Ma z u re k5 1

Sumário

(Parte 1 de 8)

Comentários